A POLÍTICA ECONÔMICA ADOTADA PELO BRASIL PÓSCRISE 2008

  • Fabio Henrique Machado de Almeida
  • Manuel Antonio Munguia Payés

Resumo

Este artigo descreveu as políticas econômicas adotadas pelo Brasil no combate à crise de 2008. Com relação à metodologia, a pesquisa caracteriza-se como explicativa e bibliográfica. A pesquisa evidenciou que a resposta de política do governo brasileiro à crise financeira e econômica global possuiu diversos enfoques, e cobriu as políticas monetária, creditícia, fiscal e cambial. Com relação à política monetária, o objetivo foi restaurar a liquidez. Na política creditícia, houve a expansão da disponibilidade de crédito, em especial através dos três principais bancos públicos: a Caixa Econômica Federal, o Banco do Brasil e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Já o pacote de estímulo fiscal incluiu o aumento de gastos em diversos segmentos, como infraestrutura, subsídios, impostos, e, ainda, renúncia fiscal, como forma de estimular a demanda agregada. Por fim, a política cambial, com objetivo de conter uma crise cambial, atuou aumentando a oferta de dólares.
 

Publicado
Fev 7, 2017
Como Citar
ALMEIDA, Fabio Henrique Machado de; PAYÉS, Manuel Antonio Munguia. A POLÍTICA ECONÔMICA ADOTADA PELO BRASIL PÓSCRISE 2008. €CO$ - Revista de Estudos em Economia, [S.l.], v. 5, n. 1, p. p. 115-134, fev. 2017. Disponível em: <http://periodicos.uniso.br/index.php/ecos/article/view/2924>. Acesso em: 28 abr. 2017.