CHAMADA ABERTA PARA PUBLICAÇÃO 2017

2017-03-29

REU, v. 43, n. 1, junho, 2017 | Prazo para submissão: 31 de maio de 2017

TEMA: Comunicação e política: um olhar crítico 

Para este número, os pesquisadores são convidados a expor resultados de pesquisas, finalizadas ou em andamento, em que a política em suas variadas relações com a comunicação é lida e analisada de forma crítica.  A aproximação entre comunicação social e política não é um fenômeno recente, contabilizando algumas passagens históricas emblemáticas. Na contemporaneidade, as implicações para a dinâmica social dessa relação, muitas vezes, problemática têm sido evidenciadas por diferentes abordagens críticas. O esvaziamento de sentido do debate político, provocado pelo excesso de exposição midiática, é um exemplo de como essa crítica pode ser apresentada. Além da espetacularização da participação política, o controle da visibilidade tem sido observado como forma de exercício autoritário do poder por agentes públicos e privados. O medo, o ódio e outros sentimentos extremos provocados de forma deliberada comovem e convencem o público o que tem respaldado decisões e ações de exceção em meio a democracias consolidadas que eram tidas como exemplares. Isso é possibilitado pelo controle, exercido de forma clara ou não, dos espaços de visibilidade o que inclui sobretudo a mídia tradicional. A interferência da comunicação na política, bem como o uso da comunicação pela política são duas vertentes de um fenômeno criticado amplamente pela academia que se coloca como espaço de análise e, em algumas situações, de denúncia. A perspectiva crítica da relação entre comunicação e política, em seus desdobramentos para a sociedade, sob o tema “Comunicação e política: um olhar crítico” é escolhido para o próximo número da Revista de Estudos Universitários.  Serão bem-vindos, portanto, artigos, resenhas, resumos de dissertações e teses que tratem deste tema, para compor o v. 43, n. 1 (2017), até 31 de maio de 2017.

 

REU, v. 43, n. 2, dezembro, 2017 | Prazo para submissão: 31 de outubro de 2017

TEMA: Comunicação e Educação: interface como lugar de saber

De um lado, considerando-se que é extremamente relevante reconhecer que vivemos numa sociedade em que o conhecimento e a informação têm papel de destaque nos processos de desenvolvimento econômico e de democratização política e social e, de outro, que a instituição escolar não é mais o único lugar de legitimação do saber, uma vez que os saberes que circulam por outros canais, difusos e descentralizados, então, estamos diante de desafios que a comunicação apresenta ao sistema educacional. Refletir sobre esses desafios implica em identificar, ao menos, dois caminhos que delineiam-se na interface comunicação/educação: 1. Educar para os meios, que envolve o uso crítico e criativo dos meios audiovisuais e das tecnologias informáticas no ambiente escolar e 2. Identificar essa interface como outro lugar do saber, pois os meios propõem valores, operaram na construção de modos de ver, perceber, sentir, conhecer, a ponto de, sob algum aspecto, contribuir para a reorientação de práticas e para a reconfiguração de padrões de sociabilidade. O convite para enveredar por esses dois caminhos é posto pela Revista de Estudos Universitários, v. 43, n. 2 (2017), para artigos, resumos de dissertações e teses e resenhas até 31 de outubro de 2017.