Construcionismo, políticas públicas e violência no futebol:

da análise teórica à resistência política

  • Felipe Tavares Paes Lopes Universidade de Sorocaba - Uniso

Resumo

Este artigo discute em que medida e como a perspectiva construcionista pode contribuir para a análise e interpretação das políticas públicas de prevenção da violência no futebol. Para tanto, a primeira parte analisa os pressupostos ontológicos e metodológicos dessa perspectiva. A segunda analisa suas implicações éticas e políticas. E a terceira indica suas contribuições para a referida análise e interpretação. Entre outras contribuições, destaco a problematização das políticas públicas em questão como um fato real e a ênfase na discussão sobre suas linguagens.

Publicado
Fev 3, 2017
Como Citar
LOPES, Felipe Tavares Paes. Construcionismo, políticas públicas e violência no futebol:. Revista de Estudos Universitários - REU, [S.l.], v. 42, n. 2, p. 395-407, fev. 2017. ISSN 2177-5788. Disponível em: <http://periodicos.uniso.br/index.php/reu/article/view/2736>. Acesso em: 29 abr. 2017. doi: http://dx.doi.org/10.22484/2177-5788.2016v42n2p395-407.

Palavras-chave

Esporte. Política Pública. Violência. Construcionismo. Relativismo.