A INCLUSÃO DO ESTUDANTE-TRABALHADOR E DO TRABALHADOR-ESTUDANTE NA EDUCAÇÃO SUPERIOR: DESAFIO PÚBLICO A SER ENFRENTADO

Autores

  • Hustana Maria Vargas
  • Maria de Fátima Costa de Paula

Resumo

O artigo trata da democratização da educação superior compreendida como um processo que se realiza integralmente com a conclusão dos cursos por parte dos estudantes, tendo como alvo privilegiado a inclusão das camadas subalternizadas. Mostra que, embora a grande maioria dos nossos estudantes trabalhe, as políticas públicas e a legislação brasileira não contemplam a particularidade dessa condição, dificultando a permanência do estudante-trabalhador e do trabalhador-estudante na universidade. Discute esta problemática com foco num curso noturno ofertado em Instituições Federais de Educação Superior, as quais se encontram em processo de expansão, pretensamente inclusiva. Finalmente, considerando que as dificuldades de conciliação entre as atividades de estudo e trabalho são enfrentadas por políticas públicas de outros países, traz os casos português e cubano sobre o assunto, de forma a nortear possíveis encaminhamentos desse dilema em nosso país.

Como Citar

Vargas, H. M., & Paula, M. de F. C. de. (1). A INCLUSÃO DO ESTUDANTE-TRABALHADOR E DO TRABALHADOR-ESTUDANTE NA EDUCAÇÃO SUPERIOR: DESAFIO PÚBLICO A SER ENFRENTADO. Avaliação: Revista Da Avaliação Da Educação Superior, 18(2). Recuperado de http://periodicos.uniso.br/ojs/index.php/avaliacao/article/view/1590

Edição

Seção

Artigos