UNIVERSIDADE E NOVOS MODOS DE PRODUÇÃO, CIRCULAÇÃO E APLICAÇÃO DO CONHECIMENTO

Autores

  • José Dias Sobrinho

Resumo

Nunca antes na história o desenvolvimento da sociedade mundial dependera tanto do conhecimento e da informação. Portanto, é plausível reconhecer a enorme importância da universidade atual no mundo todo. Ela sofre e alimenta algumas das graves contradições e dilemas deste período de crises de sentidos e de espetaculares transformações. Como locus e ator, acolhe e fomenta as contradições e o hibridismo de modos distintos de produção, circulação e usos do conhecimento: o tradicional “modo 1”, fechado e monodisciplinar, e o novo “modo 2”, aberto, transdisciplinar, de uso intensivo e extensivo dos meios informáticos. A produção de conhecimentos cresce exponencialmente com a globalização da conectividade. A questão não é apenas formal e quantitativa. Discutir a universidade e os processos de produção e utilização dos conhecimentos impõe refletir sobre os seus significados para a existência concreta dos homens e mulheres na construção da vida pessoal, social e para a humanidade em geral. Por inserir-se na sociedade global, a universidade valoriza prevalentemente o “capitalismo acadêmico” próprio de uma “economia do conhecimento”. Mas a universidade atual também tem incomensuráveis possibilidades de contribuir para os processos de construção de uma “sociedade democrática do conhecimento” e de recuperar sua missão histórica no processo civilizatório.

Como Citar

Dias Sobrinho, J. (1). UNIVERSIDADE E NOVOS MODOS DE PRODUÇÃO, CIRCULAÇÃO E APLICAÇÃO DO CONHECIMENTO. Avaliação: Revista Da Avaliação Da Educação Superior, 19(3). Recuperado de http://periodicos.uniso.br/ojs/index.php/avaliacao/article/view/2055

Edição

Seção

Artigos

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 > >>