Trabalho, socialização e identidade: um estudo com professoras gerentes de uma universidade pública

Autores

  • Adílio Renê Almeida Miranda
  • Mônica Carvalho Alves Cappelle
  • Flávia Luciana Naves Mafra
  • Lílian Barros Moreira

Resumo

O objetivo deste trabalho foi o de compreender como a socialização, principalmente, a organizacional, atua na dinâmica identitária de professoras que assumiram/assumem cargos gerenciais em uma universidade pública. Para tanto, utilizou-se uma abordagem de caráter qualitativo, com o método de pesquisa história de vida, na qual foram entrevistadas sete professoras gerentes. Percebeu-se que as experiências e as memórias resgatadas desde a infância, assim como os processos de socialização, contribuem para a compreensão da dinâmica identitária delas. Verificou-se que alguns traços adquiridos e comportamentos aprendidos no espaço familiar ainda perduram no cotidiano de algumas. Para outras, as conquistas ao longo da vida e, principalmente, as atuais na esfera profissional, ganham sentido de superação de vivências do passado e de identidades ligadas a elas.

Publicado

2015-07-28

Como Citar

Miranda, A. R. A., Cappelle, M. C. A., Mafra, F. L. N., & Moreira, L. B. (2015). Trabalho, socialização e identidade: um estudo com professoras gerentes de uma universidade pública. Avaliação: Revista Da Avaliação Da Educação Superior, 20(2). Recuperado de http://periodicos.uniso.br/ojs/index.php/avaliacao/article/view/2274

Edição

Seção

Artigos

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##