PARA UMA HISTÓRIA DA AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR BRASILEIRA: Análise dos Documentos do Paru, Cnres, Geres e Paiub

Autores

  • Gladys Beatriz Barreyro Universidade de São Paulo
  • José Carlos Rothen UNITRI

Resumo

Com o Provão, em 1996, e depois com o SINAES, em 2004, a avaliação passou a ser um elemento central na política de educação superior brasileira. Apesar das influências dos modelos internacionais as duas principais concepções adotadas (a da avaliação com uma visão formativa/ emancipatória e a de regulação/controle) foram delineadas pelos acadêmicos participantes de comissões governamentais do Ministério da Educação durante as décadas de 1980 e 1990. No artigo, analisam-se essas duas concepções e algumas das suas implicações nas políticas atuais. São considerados os documentos oficiais: “Programa de Avaliação da Reforma Universitária” (1983); “Relatório da Comissão Nacional de Avaliação do Ensino Superior” “Uma Nova Política para a Educação Superior Brasileira” (1985), “Relatório do Grupo Executivo para a Reformulação da Educação Superior” (1986). e “Programa de Avaliação Institucional das Universidades Brasileiras” (1993).

Publicado

2010-07-03

Como Citar

Barreyro, G. B., & Rothen, J. C. (2010). PARA UMA HISTÓRIA DA AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR BRASILEIRA: Análise dos Documentos do Paru, Cnres, Geres e Paiub. Avaliação: Revista Da Avaliação Da Educação Superior, 13(1). Recuperado de http://periodicos.uniso.br/ojs/index.php/avaliacao/article/view/256

Edição

Seção

Artigos

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##

1 2 > >>