PROUNI – pontos controversos sob a análise de alunos bolsistas

Autores

  • Tereza Lúcia Lima Fontele
  • Vicente Lima Crisóstomo

Resumo

Este trabalho analisa o Programa Universidade para Todos- PROUNI, criado como uma política afirmativa de democratização do acesso à educação superior. Materializado numa transação entre instituições privadas de educação superior e o governo federal, mediante incentivos fiscais, o PROUNI tem despertado bastantes polêmicas. Considerando que a efetividade de um programa dessa magnitude só pode analisada em médio e longo prazo, este trabalho soma-se ao debate sobre essa política pública, levado a efeito em distintos fóruns. O artigo tem como objetivo a realização de uma análise do programa a partir da opinião dos seus beneficiários, considerando que pouco há sido feito nessa direção. A partir do cotejamento de opiniões de bolsistas do PROUNI, pode-se alcançar a apreciação dessa política pública sob a óptica desses estudantes, procedimento considerado relevante, sobretudo por ter alargado os prismas da análise. Os resultados alcançados sinalizam que, de fato, o PROUNI atende às demandas de determinado segmento da população por inclusão no ensino superior. No entanto, os beneficiários consideram que há necessidade de ajustes no programa e que a formação acadêmica que ora recebem foi definida mais por perspectivas do mercado de trabalho e por conveniências das instituições que pelo critério da aptidão. A atividade laboral foi apontada como justificativa ao baixo desempenho acadêmico dos bolsistas, tendo sido encontrados na fala dos beneficiários indícios da existência de discriminação.

Publicado

2016-11-11

Como Citar

Fontele, T. L. L., & Crisóstomo, V. L. (2016). PROUNI – pontos controversos sob a análise de alunos bolsistas. Avaliação: Revista Da Avaliação Da Educação Superior, 21(3). Recuperado de http://periodicos.uniso.br/ojs/index.php/avaliacao/article/view/2769

Edição

Seção

Artigos