A formação em regime de ciclos do Bacharelado Interdisciplinar em Saúde da Universidade Federal da Bahia e a proposta de Educação Interprofissional

Palavras-chave: Educação superior, Desenvolvimento de pessoal, Saúde

Resumo

O sistema educacional superior na área da saúde vem sendo desafiado constantemente pelas mudanças contemporâneas pautadas pelas novas formas de organização e operacionalização da atenção integral à saúde da população. Este estudo tem como objetivo analisar e discutir alternativas à formação acadêmica em saúde, tomando como ponto de partida a experiência de implantação parcial da modalidade do regime de ciclos, na Universidade Federal da Bahia. Com base nas culturas humanísticas, artísticas e científicas, o Bacharelado Interdisciplinar em Saúde (BIS) oferece uma formação interdisciplinar de primeiro ciclo, que possibilita ao estudante situar-se frente à configuração atual do mercado de trabalho para as distintas profissões da área, bem como desenvolver competências e habilidades necessárias à atenção integral em saúde. O BIS, pautado numa postura colaborativa, prepara o estudante para o trabalho em equipe interdisciplinar. Também discute a proposta da educação interprofissional (EIP) como uma opção mais efetiva de formação para o cuidado integral em saúde, no segundo ciclo da formação. almejado pela EIP. Como continuidade para os cursos de segundo ciclo, sugere-se a inclusão da EIP na formação em saúde.

Publicado
2019-01-08
Como Citar
Veras, R. M., Coelho, M. T. Ávila D., Teixeira, C. F., & Traverso-Yépez, M. A. (2019). A formação em regime de ciclos do Bacharelado Interdisciplinar em Saúde da Universidade Federal da Bahia e a proposta de Educação Interprofissional. Avaliação: Revista Da Avaliação Da Educação Superior, 23(2). Recuperado de http://periodicos.uniso.br/ojs/index.php/avaliacao/article/view/3476
Seção
Artigos