Uso dos resultados da autoavaliação institucional pelos gestores da Universidade de Brasília

Palavras-chave: Autoavaliação institucional, Uso dos resultados da avaliação, Universidade de Brasília

Resumo

Este estudo aborda o tema avaliação de políticas e programas. Justifica-se diante da crença nacional de linearidade entre a realização de uma avaliação e o uso de seus resultados. O programa selecionado é a Autoavaliação Institucional (AAI), componente do Sinaes. A instituição selecionada, UnB, foi uma das pioneiras no campo da AAI, cuja experiência serviu de referência para a construção de políticas nacionais posteriores, como o atual Sinaes. Os objetivos específicos desta pesquisa foram: 1) descrever os facilitadores e barreiras no uso dos resultados da AAI da UnB sob a ótica de gestores, e 2) verificar se existem relações entre facilitadores e barreiras e os tipos de uso dos resultados pelos gestores. Os dados foram coletados através de um questionário e analisados através de análise de conteúdo e estatística descritiva e inferencial. Os resultados obtidos permitiram identificar as variáveis como potenciais barreiras ao uso dos resultados pelos gestores, revelando amplo foco de necessidades de melhorias e intervenções. A percepção de tais variáveis tem uma relação com o uso dos resultados da AAI, visto que gestores que avaliam tais variáveis mais como facilitadores são também aqueles que relatam o uso dos resultados. O presente estudo contribui ao preencher lacunas presentes no campo do uso de resultados de avaliação.

Referências

BELLONI, Isaura. Avaliação institucional: um instrumento de democratização da educação. Linhas Críticas, Brasília, v. 5, n. 9, p. 31-58, jul./dez. 1999.

BRASIL. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anisio Teixeira (INEP). Ministério da Educação (MEC). Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES): análise dos relatórios de autoavaliação das instituições de educação superior. Brasília: INEP, 2011.
COSTA, Frederico Lustosa da; CASTANHAR, José Cezar. Avaliação de programas públicos: desafios conceituais e metodológicos. Revista de Administração Pública, Rio de Janeiro, v. 5, n. 37, p. 969-992, set./out. 2003.

CONTANDRIPOULOS, André-Pierre. Avaliando a institucionalização da avaliação. Ciênc. Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 11, n. 3, p. 705-711, set. 2006.

COUSINS, J. Bradley; LEITHWOOD, Kenneth A. Urrent empirical research on evaluation utilization. Review of Educational Research, Washington, v. 56, n. 3, p. 331-364, 1986. Disponível em: http://www.jstor.org/stable/1170319. Acesso em: 10 nov. 2015.

CUNHA, Débora Alfaia da. Avaliação da educação superior: condições, processos e efeitos da autoavaliação nos cursos de graduação da UFPA. 2010. 356 f. Tese (Doutorado) - Curso de Educação, Faculdade de Educação, Universidade de Brasília, Brasília, 2010.

FEINSTEIN, Osvaldo N. Use of evaluations and the evaluation of their use. Evaluation, EUA, v. 8, n. 4, p.433-439, 1 out. 2002.

GONÇALVES, Lukelly Fernanda Amaral. A autoavaliação na Universidade de Brasília: entre a proposta do SINAES e os sinais da prática. 2016. 247 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Programa de Pós-graduação em Educação, Universidade de Brasília, Brasília, 2016. Disponível em: http://repositorio.unb.br/bitstream/10482/21518/1/2016_LukellyFernandaAmaralGonçalves.pdf. Acesso em: 15 out. 2017.

JOHNSON, Kelli et al. Research on evaluation use: a review of the empirical literature from 1986 to 2005. American Journal of Evaluation, Washington, v. 30, n. 3, p. 377-410, set. 2009.

KALLEMEYN, L. M. et al. Cross-continental reflections on evaluation practice: methods, use, and valuing. American Journal of Evaluation, Washington, v. 36, n. 3, p. 339-357, 3 abr. 2015.

LEVITON, Laura C.; HUGHES, Edward F. X. Research on the utilization of evaluation: a review and synthesis. Evaluation Review, EUA, v. 5, n. 4, p. 525-548, ago. 1981.

RAMOS, Marília Patta; SCHABBACH, Letícia Maria. O estado da arte da avaliação de políticas públicas: conceituação e exemplos de avaliação no Brasil. Revista de Administração Pública, Rio de Janeiro, v. 5, n. 46, p. 1271-1294, set./out. 2012.

SHULHA, Lyn M.; COUSINS, J. Bradley. Evaluation use: theory, research and practice since 1986. Evaluation Practice, Washington, v. 18, n. 3, p. 195-208, 1997.

SCRIVEN, Micheal. Methodology of evaluation. In: TYLER, Ralph W.; GAGNÉ, Robert M.; SCRIVEN, Micheal. Perspectives of curriculum evaluation. Chicago: Rand Mcnally, 1967. p. 1-58.

SCRIVEN, Michael. The final synthesis. Evaluation Practice, EUA, v. 15, n. 3, p.367-382, out. 1994

SERPA, Selma Maria Hayakawa Cunha. Para que Avaliar?: identificando a tipologia, os propósitos e a utilização das avaliações de programas governamentais no Brasil. 2010. 192 f. Dissertação (Mestrado em Administração) - Departamento de Administração, Universidade de Brasília, Brasília, 2010.

SILVA, Pedro Luiz Barros (org.). Modelo de avaliação de programas sociais prioritários: relatório final. Campinas: Programa de Apoio à Gestão Social no Brasil, 1999. 142p. Disponível em: http://www.paho.org/bra/index.php?option=com_docman&task=doc_details&gid=557&Itemid;=. Acesso em: 6 out. 2015.

SULBRANDT, José. La evaluación de los programas sociales: una perspectiva crítica de los modelos usuales. In: KLIKSBERG, Bernardo (org.). Pobreza, un tema impostergable: nuevas respuestas a nivel mundial. Caracas, Venezuela: Centro Latinoamericano de Administración para el Desarrollo, 1993. p. 309-350.

UNICEF - FUNDO DAS NAÇÕES UNIDAS PARA A INFÂNCIA. Organização das Nações Unidas (ONU). A UNICEF guide for monitoring and evaluation: making a difference? Nova York: Unicef, 1990.

WEISS, Carol H. Evaluation for decisions: is anybody there? Does anybody care? Evaluation Practice, EUA, v. 9, n. 1, p. 5-19, fev. 1988.

WEISS, C. H. et al. An alternate route to policy influence: how evaluations affect D.A.R.E. American Journal of Evaluation, Washington, v. 26, n. 1, p. 12-30, 2005.

WORTHEN, Blaine R.; SANDERS, James R.; FITZPATRICK, Jody L. Avaliação de programas: concepções e práticas. São Paulo: Gente, 2004.
Publicado
2019-12-09
Como Citar
Arruda, J. A. de, Paschoal, T., & Demo, G. (2019). Uso dos resultados da autoavaliação institucional pelos gestores da Universidade de Brasília. Avaliação: Revista Da Avaliação Da Educação Superior, 24(3). Recuperado de http://periodicos.uniso.br/ojs/index.php/avaliacao/article/view/3796
Seção
Artigos

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##