Efetividade da assistência estudantil para garantir a permanência discente no ensino superior público brasileiro

Palavras-chave: Ensino superior, Avaliação educacional, Permanência estudantil, Assistência estudantil

Resumo

Este estudo se propôs a apresentar o impacto da implantação da assistência estudantil sobre a permanência no ensino superior público brasileiro, no IFCE campus Iguatu, durante o período 2011 a 2015. Caracterizou-se por uma abordagem quanti-qualitativa, de caráter exploratório-descritivo. Empregaram-se pesquisas documental e de campo, consoante as normas que regulam a Assistência Estudantil, no sistema acadêmico e no setor de Serviço Social. Os resultados indicaram maior permanência entre os estudantes beneficiários dos auxílios estudantis, quando comparado aos não beneficiários; maior taxa de permanência entre estudantes do sexo feminino em comparação aos do sexo masculino; o curso de Bacharelado em Serviço Social possui maior taxa de permanência discente, enquanto o curso de Tecnologia em Irrigação e Drenagem obteve a menor taxa de permanência discente. A pesquisa aponta que os auxílios pecuniários, um dos mecanismos da Política de Assistência Estudantil, são uma possibilidade efetiva de garantia da permanência estudantil no ensino superior.

Referências

ANDRADE, Ana Maria Jung de; TEIXEIRA, Marco Antônio Pereira. Áreas da política de assistência estudantil: relação com desempenho acadêmico, permanência e desenvolvimento psicossocial de universitários. Avaliação, Campinas; Sorocaba, SP, v. 22, n. 2, p. 512-528, jul. 2017. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1414-40772017000200512&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 6 fev. 2019.

ANDRIOLA, Wagner Bandeira. Evaluación: lavía para lacalidad. Ensaio, Rio de Janeiro, v. 7, n. 25, p. 355-368, 1999.

ANDRIOLA, Wagner Bandeira. Avaliação: múltiplos olhares em torno da Educação. Fortaleza: Editora da UFC, 2005.

ANDRIOLA, Wagner Bandeira. Propostas estatais voltadas à avaliação do Ensino Superior brasileiro: breve retrospectiva histórica do período 1983-2008. Revista Electrónica Iberoamericana Sobre Calidad, Eficacia y Cambio en Educación, Madrid, v. 6, p. 127-148, 2008. Disponível em: https://www.redalyc.org/pdf/551/55160408.pdf. Acesso em: 6 fev. 2019.

ANDRIOLA, Wagner Bandeira; SULIANO, Daniele Cirilo. Avaliação dos impactos sociais oriundos da interiorização da Universidade Federal do Ceará (UFC). Rev. Bras. Estud. Pedagog., Brasília, v. 96, n. 243, p. 282-298, ago. 2015.

ARAÚJO, Adriana Castro; ANDRIOLA, Wagner Bandeira; COELHO, Afrânio de Araújo. Programa institucional de bolsa de iniciação à docência (PIBID): desempenho de bolsistas versus não bolsistas. Educ. rev., Belo Horizonte, v. 34, 2018. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S0102-46982018000100112&lng=en&nrm=iso&tlng=pt. Acesso em: 6 fev. 2019.

BARRETO, Andreia. A mulher no ensino superior - distribuição e representatividade. Cadernos do GEA, Rio de Janeiro, n. 6, jul./dez. 2014. Disponível em: http://flacso.org.br/files/2016/04/caderno_gea_n6_digitalfinal.pdf. Acesso em: 6 fev. 2019.

BRASIL. Decreto nº 7.234 de 19 de Julho de 2010. Regulamenta o Programa Nacional de Assistência Estudantil - PNAES. 2010. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2007-2010/2010/Decreto/D7234.htm. Acesso em: 20 jan. 2016.

CAVALCANTI, Rosangela Wojdela. Avaliação da eficácia do Programa de Auxílio Estudantil na Universidade Tecnológica Federal do Paraná – Câmpus Curitiba. 2016. Dissertação (Mestrado) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Curitiba, 2016.

DIAS SOBRINHO, José. Democratização, qualidade e crise da educação superior: faces da exclusão e limites da inclusão. Educ. Soc. Campinas, v. 31, n. 113, p. 1223-1245, out./dez. 2010.

DUMARESQ, Zandra Maria Mendes. Análise da política de Assistência Estudantil no âmbito do Instituto Federal do Ceará – campus de Fortaleza sob o olhar dos discentes. Dissertação (Mestrado) – Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2014. Disponível em: http://www.repositorio.ufc.br/bitstream/riufc/8995/1/2014_dis_zmmdumaresq.pdf. Acesso em: 6 fev. 2019.

FONAPRACE. FÓRUM NACIONAL DE PRÓ-REITORES DE ASSUNTOS COMUNITÁRIOS E ESTUDANTIS. IV Pesquisa do Perfil Socioeconômico e Cultural dos Estudantes de Graduação das Instituições Federais de Ensino Superior brasileiras. Uberlândia, 2016. Disponível em: http://www.andifes.org.br/wp-content/uploads/2017/11/Pesquisa-de-Perfil-dos-Graduanso-das-IFES_2014.pdf. Acesso em: 6 fev. 2019.

IBGE. ISNTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Estatísticas de Gênero: indicadores sociais das mulheres no Brasil. Brasília, 2014. Disponível em: https://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/livros/liv101551_informativo.pdf. Acesso em: 6 fev. 2019.

IFCE. INSTITUTO FEDERAL DO CEARÁ. Resolução 024, de 22 de junho de 2015. Trata da aprovação da Política de Assistência Estudantil do IFCE. Fortaleza, 2015. Disponível em: https://ifce.edu.br/espaco-estudante/assistencia-estudantil/arquivos/regulamento-da-politica-de-assistencia-estudantil-do-ifce.pdf. Acesso em: 7 jan. 2018.
IFCE. INSTITUTO FEDERAL DO CEARÁ. Resolução 052, de 24 de outubro de 2016. Trata da aprovação do Regulamento de Concessão de Auxílios Estudantis no IFCE. Fortaleza, 2016. Disponível em: https://ifce.edu.br/espaco-estudante/assistencia-estudantil/arquivos/resolucao-no-052-2016.pdf/view. Acesso em: 7 jan. 2018.

LORENZET, Deloíze. Expansão e democratização da educação superior brasileira: a oferta de licenciaturas nos Institutos Federais no Estado do Rio Grande do Sul. Tese (Doutorado) - Faculdade de Educação, Programa de Pós-graduação em Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2017. Disponível em: https://lume.ufrgs.br/handle/10183/151686. Acesso em: 6 fev. 2019.

MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Fundamentos de metodologia Científica. 7. ed. São Paulo: Atlas, 2010.

OTRANTO, Célia Regina. A reforma da educação profissional e seus reflexos na educação superior. Revista Temas em Educação, João Pessoa, v. 22, n. 2, p. 122-135, jul./dez. 2013. Disponível em: http://periodicos.ufpb.br/index.php/rteo/article/viewFile/17782/10147. Acesso em: 6 fev. 2019.

PINTO, Giselle. A política de assistência estudantil da UFF em duas faces: a institucionalidade dos processos e as perspectivas da demanda estudantil. Tese (Doutorado) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, 2015. Disponível em: https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/acessoConteudo.php?nrseqoco=85843. Acesso em: 6 fev. 2019.

RAMALHO, Ludimila Eleonora Gomes. Abordagem avaliativa da política de assistência estudantil em uma instituição de ensino profissional. Dissertação (Mestrado Profissional em Gestão e Avaliação da Educação Pública) - Faculdade de Educação, Universidade Federal de Juiz de Fora, 2013. Disponível em: http://www.mestrado.caedufjf.net/wp-content/uploads/2014/02/dissertacao-2011-ludmila-eleonora-gomes-ramalho.pdf. Acesso em: 6 fev. 2019.

RECKTENVALD, Marcelo; MATTEI, Lauro; PEREIRA, Vilmar Alves. Avaliando o Programa Nacional de Assistência Estudantil (PNAES) sob a ótica das epistemologias. Avaliação, Campinas; Sorocaba, v. 23, n. 2, p. 405-423, jul. 2018. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1414-40772018000200405&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 6 fev. 2019.

SILVA FILHO, Roberto Leal Lobo et al. A evasão no ensino superior brasileiro. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v. 37, n. 132, p. 641-659, set./dez. 2007.

SOUZA, Jacqueline Domiense Almeida de. Na travessia: assistência estudantil da educação Profissional. As interfaces das políticas de assistência social e educação. Dissertação (Mestrado em Política Social) - Universidade de Brasília, 2017. Disponível em: http://repositorio.unb.br/handle/10482/23610. Acesso em: 6 fev. 2019.
Publicado
2019-12-09
Como Citar
Araújo, S. A. de L., Andriola, W. B., Cavalcante, S. M. de A., & Corrêa, D. M. M. C. (2019). Efetividade da assistência estudantil para garantir a permanência discente no ensino superior público brasileiro. Avaliação: Revista Da Avaliação Da Educação Superior, 24(3). Recuperado de http://periodicos.uniso.br/ojs/index.php/avaliacao/article/view/3798
Seção
Artigos

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##