Ensino superior público e privado na Paraíba nos últimos 15 anos

reflexões sobre o acesso, a permanência e a conclusão

Autores

  • Uyguaciara Veloso Castelo Branco

Palavras-chave:

Ensino Superior, Abandono escolar, Permanência na escola

Resumo

O presente artigo consiste em um estudo de caso e objetiva estabelecer parâmetros importantes para situar o fenômeno da evasão da educação superior a partir da análise dos microdados e sinopses do Censo da Educação Superior (BRASIL, MEC/INEP, 2002-2016), tendo como foco o contexto do estado da Paraíba, envolvendo as instituições de ensino superior públicas e privadas. Para tanto, utilizou-se como base teórica a compreensão da categoria evasão feita por Silva Filho; Motejunas; Hipolito; Lobo, 2007; Almeida; Veloso, 2002; Baggi; Lopes, 2011; Castelo Branco; Jezine; Nakamura, 2015. Os dados foram sistematizados e apresentados em forma de tabelas e gráficos, analisados à luz do referencial teórico. Os resultados apontam para importantes indicadores de evasão tanto no contexto público quanto no contexto privado, na Paraíba, através das reflexões sobre os dados relativos à taxa de abandono e de conclusão de curso.

Referências

ALMEIDA, Edson Pacheco; VELOSO, Tereza Christina M. A. Evasão nos cursos de graduação da Universidade Federal de Mato Grosso, campus universitário de Cuiabá: um processo de exclusão. Cuiabá: UFMT. 2002.

APÓS quase quatro meses, professores de universidades federais encerram greve... Disponível em: https://educacao.uol.com.br/noticias/2012/09/16/professores-de-federais-encerram-greve.htm. Acesso em: 12 set. 2018.

BAGGI, Cristiane Aparecida dos Santos; LOPES, Doraci Alves. Evasão e Avaliação Institucional no Ensino Superior: uma discussão bibliográfica. Avaliação, Campinas; Sorocaba, SP, v. 16, n. 2, p. 355-374, jul. 2011. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1414-40772011000200007&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 12 set. 2018.

BRAGA, Mauro Mendes; PEIXOTO, Maria do Carmo L.; BOGUTCHI, Tânia F. A evasão no ensino superior brasileiro: o caso da UFMG. Avaliação, Campinas, v. 8, n. 1, p. 161-189, 2003.

BRASIL, MEC/INEP. Censo da Educação Superior. 2002-2016. Disponível em: http://portal.inep.gov.br/web/guest/microdados. Acesso em: 21 set. 2018.

CARDOSO, Claudete Batista. Efeitos da política de cotas na Universidade de Brasília: uma análise do rendimento e da evasão. 2008. 123 p. Dissertação (Mestrado) – Universidade de Brasília, Brasília, 2008.

CASTELO BRANCO, Uyguaciara Veloso; JEZINE, Edineide; NAKAMURA, Paulo Hideo. Alguns indicadores de permanência/abandono na Educação Superior: elementos para o debate. In: SEMINÁRIO DA REDE UNIVERSITAS/BR: POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO SUPERIOR NO BRASIL: A EXPANSÃO PRIVADO-MERCANTIL EM QUESTÃO. 23., 2015, Belém. Anais [...]. Belém/PA: UFPA, 2015.

FERREIRA, Helder; CASSIOLATO, Martha; GONZALEZ, Roberto. Uma experiência de desenvolvimento metodológico para avaliação de programas: o modelo lógico do programa segundo tempo. Texto para discussão 1369. Brasília: IPEA, 2009.

GAIOSO, Natalicia Pacheco de Lacerda. O fenômeno da evasão escolar na educação superior no Brasil. 2005. 75 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-graduação em Educação da Universidade Católica de Brasília, Brasília, 2005.

GREVE de 2012 dos Docentes Federais passa a ser a mais longa da história do setor. Portal Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (ANDES-SN). Disponível em: http://www.andes.org.br:8080/andes/print-ultimas-noticias.andes?id=5576. Acesso em: 12 set. 2018.

GREVES nas universidades federais: por que sempre malsucedidas? Disponível em: http://mercadopopular.org/2017/03/universidades-federais-e-suas-greves/. Acesso em: 12 set. 2018.

KIRA, Luci Frare. A evasão no ensino superior: o caso do curso de pedagogia da Universidade Estadual de Maringá (1992-1996). 1998. 106 f. Dissertação (Mestrado) – Programa de Pós-graduação em Educação da Universidade Metodista de Piracicaba, Piracicaba, 1998.

NAKAMURA, Paulo Hideo; CASTELO BRANCO, Uyguaciara Veloso; JEZINE, Edineide. A UFPB nos anos da expansão (2008 a 2012): quantos e quem somos e o que mudou no perfil dos nossos alunos? In: SEMINÁRIO NACIONAL UNIVERSITAS: POLÍTICAS PÚBLICAS PARA A EDUCAÇÃO SUPERIOR, EXPANSÃO E INTERNACIONALIZAÇÃO, 21., 2013, São CARLOS. Anais [...]. São Carlos: UFSCAR, 2013.

POLYDORO, Soely Aparecida Jorge. O trancamento de matrícula na trajetória acadêmica no universitário: condições de saída e de retorno à instituição. 2000. 167p. Tese (Doutorado) – Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2000.

RIOS-NETO, Eduardo Luiz Gonçalves; GUIMARAES, Raquel Rangel de Meireles; PIMENTA, Patrícia Silva Ferreira; MORAES, Thiago de Azevedo. Análise da evolução dos indicadores educacionais no Brasil: 1981 a 2008. Belo Horizonte: Cedeplar/UFMG, 2010.

SILVA FILHO, Roberto Leal Lobo; MOTEJUNAS, Paulo Roberto; HIPOLITO, Oscar; LOBO, Maria Beatriz de Carvalho Melo. A evasão no ensino superior brasileiro. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v. 37, n. 132, p. 641-659, set./dez. 2007.

ZAGO, Nadir. Do acesso a permanência no ensino superior: percursos de estudantes universitários de camadas populares. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, v. 11, n. 32, p. 226-237, 2006.

Publicado

2020-06-19

Como Citar

Castelo Branco, U. V. . (2020). Ensino superior público e privado na Paraíba nos últimos 15 anos: reflexões sobre o acesso, a permanência e a conclusão. Avaliação: Revista Da Avaliação Da Educação Superior, 25(1). Recuperado de http://periodicos.uniso.br/ojs/index.php/avaliacao/article/view/3918

Edição

Seção

Artigos