Evasão na educação a distância

pontos e contrapontos à problemática

Autores

  • Lilian Soares Alves Branco
  • Elaine Conte
  • Adilson Cristiano Habowski

Palavras-chave:

Evasão, Educação a distância, Pontos, Contrapontos

Resumo

O estudo visa traçar um panorama das causas da evasão na educação a distância, discutindo os (contra)pontos e jogando luzes ao problema. Embora existam muitos estudos e discursos afinados sobre as causas da evasão, percebemos um distanciamento por parte das instituições formadoras em relação aos problemas da evasão, o que gera uma diminuição ou isenção de responsabilidades, tendo em vista a tendência em atribuir suas causas a dimensões psicológicas do estudante ou a (in)comunicabilidade entre os sujeitos participantes ou ainda às (des)continuidades ordenadas normativamente. O esforço dessa pesquisa consiste em dar visibilidade ao conjunto de dissertações e teses produzidas sobre a evasão na EaD. Trata-se de mapear na Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações estas produções com os descritores Evasão EaD, por meio de uma busca avançada, considerando o período de publicação de 2007 a 2017. Acerca dessa temática, obtivemos setenta e dois resultados, dos quais fizeram parte do corpus investigativo de produção de dados sessenta e oito trabalhos. Compreende-se que apesar da EaD ser avaliada como um modelo de gestão propício às demandas sociais ela recebe forte influência de interesses de mercado, o que exige reavaliações constantes para um processo efetivo de (re)construção de conhecimentos e metodologias, contribuindo, também, para a diminuição dos índices da evasão (tensão inclusão/exclusão) na EaD. O estudo pontuou vários fatores comuns à evasão, apresentando contrapontos, no sentido de utilizar meios tradicionais de forma virtualizada, e propostas de melhoria nos processos via EaD, considerando os limites de estudar a distância, a necessidade de não confundir flexibilidade com facilidade para avaliação dos estudantes.

Referências

ABADI, Adejalmo Moreira. Autonomia para Aprendizagem na Educação a Distância: um processo de construção de desafios. 2014. 256f. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências Exatas) - Universidade do Vale do Taquari, Lajeado, 2014.

ADORNO, Theodor; HORKHEIMER, Max. Dialética do esclarecimento. Rio de Janeiro: Zahar, 1985.

AGUIAR, Wagner Nery Moreira. O ensino a distância da Escola de Gestão Pública do Ceará-EGP como estratégia de formação de servidores públicos: avaliação de resultados. 2012. 131f. Dissertação (Mestrado Profissional em Avaliação de Políticas Públicas) - Universidade Federal do Ceará, Ceará, 2012.

ALMEIDA JUNIOR, Antonio Ferreira et al. Parecer CFE nº 977/65, aprovado em 3 dez. 1965. Rev. Bras. Educ., Rio de Janeiro, n. 30, p. 162-173, 2005.

ANDRIOLA, W. B., ANDRIOLA, C. G.; MOURA, C. P. Opiniões de docentes e de coordenadores acerca do fenômeno da evasão discente dos cursos de graduação da Universidade Federal do Ceará. Ensaio, Rio de Janeiro, v. 14, n. 52, p. 365-382, 2006.

ANTUNES, Oziel Coelho. Um mecanismo para apoiar a análise da interação e do desempenho de alunos em Ambientes Virtuais de Aprendizagem. 2016. 151f. Dissertação (Mestrado em informática) - Universidade Federal do Amazonas, Amazonas, 2016.

ASFORA, Silvia Cauás. fatores condicionantes da relação entre indivíduos e a Iead: hipercultura, atitudes, desempenho e satisfação. 2015. 210f. Tese (Doutorado em Administração) - Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2015.

BAGGI, Cristiane Aparecida dos Santos; LOPES, Doraci Alves. Evasão e avaliação institucional no ensino superior: uma discussão bibliográfica. Avaliação, Campinas, v. 16, n. 2, p. 355-374, 2011. Disponível em: http://doi.org/10.1590/S1414-40772011000200007. Acesso em: 19 mar. 2019.

BEAN, John P.; METZNER, Barbara S. A Conceptual model of nontraditional undergraduate student attrition. Research in Higher Education, USA, v. 12, n. 2, p. 155-187, 1985.

BOAS, Ricardo Rios Villas. Evasão na educação a distância: uma análise conceitual para o apontamento das causas. 2015. 73f. Dissertação (Mestrado em Letras) - Universidade Católica de Pelotas, Pelotas, 2015.

BRASIL. Diplomação, retenção e evasão nos cursos de graduação em instituições de ensino superior públicas. Relatório da comissão especial de estudos sobre evasão nas universidades públicas brasileiras. Brasília: ANDIFES/ABRUEM/SESu/MEC, 1996.

BRASIL. Parâmetros Curriculares Nacionais: introdução aos parâmetros curriculares nacionais. Secretaria de Educação Fundamental. Brasília: MEC/SEF, 1997. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/livro01.pdf. Acesso em: 19 mar. 2019.

CABRERA, Lidia; BETHENCOURT, José Tomás; PÉREZ, Pedro Alvarez; AFONSO, Míriam González. El problema del abandono de los estudios universitarios. Relieve, España, v. 12, n. 2, p. 171-203, 2006.

CAMBRUZZI, Wagner Luiz. GVWISE: Uma aplicação de learning analytics para a redução da evasão na educação a distância. 2014. 74f. Dissertação (Mestrado em Computação Aplicada) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos, São Leopoldo, 2014.

CARDOSO, Claudete Batista. Efeitos da política de cotas na Universidade de Brasília: uma análise do rendimento e da evasão. 2008. 123p. Dissertação (Mestrado) - Universidade de Brasília, Brasília, 2008.

COELHO, Vinicius Coutinho Guimarães. Análise de logs de interação em ambiente educacional corporativo via mineração de dados educacionais. 2017. 87f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Elétrica) - Universidade de Brasília, Brasília, 2017.

DAHMER, Alessandra Zago. Educação a Distância e Universidade Corporativa: um estudo sobre os sistemas de tutoria dos programas educacionais. 2013. 118f. Tese (Doutorado em Educação) - Pontífica Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2013.

ETHINGTON, Corinna. A psychological model of student persistence. Research in Higher Education, USA, v. 31, n. 3, p. 279-293, 1990.

FAVERO, Rute Vera Maria. Dialogar ou evadir: Eis a questão! Um estudo sobre a permanência e a evasão na Educação a Distância. 2006. 167 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2006.

FERREIRA, Norma Sandra de Almeida. As pesquisas denominadas “estado da arte”. Educ. Soc., Campinas, v. 23, n. 79, p. 257-272, ago. 2002.

FIUZA, Patricia Jantsch. Adesão e permanência discente na educação a distância: investigação de motivos e análise de preditores sociodemográficos, motivacionais e de personalidade para o desempenho na modalidade. 2012. 145f. Tese (Doutorado em Psicologia) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2012.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 34. ed. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

GAIOSO, Natália Pacheco de Lacerda. O fenômeno da evasão escolar na educação superior no Brasil. 2005. 75p. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Católica de Brasília, Brasília, 2005.

GNECCO JÚNIOR, Lenio. Desafios na gestão de cursos EAD: Um estudo de caso nos cursos de Administração a distância da UFSC. 2012. 293f. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2012.

GOMES, Maria Izabel Lage Martins. Avaliação de um curso de licenciatura em matemática, modalidade a distância, de uma universidade pública. 2012. 147f. Dissertação (Mestrado Profissional em Educação Matemática) - Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2012.

HAAS, Daniela Deitos. Contribuições da relação de oposição adjetival para o mapeamento de sentimentos em plataformas online de ensino. 2015. 157f. Dissertação (Mestrado em linguística aplicada) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos, São Leopoldo, 2015.

HEIDEGGER, Martin. Ser e tempo. Petrópolis: Vozes, 1995.

HEIDRICH, Leonardo. Diagnóstico do comportamento dos aprendizes na educação a distância com base no estilo de aprendizagem. 2014. 91f. Dissertação (Mestrado em computação aplicada) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos, São Leopoldo, 2014.

INEP. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. MEC. Censo da Educação Superior. Brasília, DF, 2018.

KAMPFF, Adriana Justin Cerveira. Mineração de Dados Educacionais para Geração de Alertas em Ambientes Virtuais de Aprendizagem como Apoio à Prática Docente. 2009. 186f. Tese (Doutorado em Informática na Educação) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2009.

KIRA, Luci Frare. A evasão no ensino superior: o caso do curso de Pedagogia da Universidade Estadual de Maringá (1992-1996). 1998. 106p. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Metodista de Piracicaba, Piracicaba, 1998.

LEMOS, Lívia Teixeira. Traços de personalidade e persistência discente em cursos de graduação na modalidade a distância. 2017. 145f. Dissertação (Mestrado em Gestão Pública) - Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2017.

MARTINS, Carolina Zavadzki. Evasão no curso de graduação em administração na modalidade a distância: um estudo de caso. 2013. 105f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade do Oeste, Presidente Prudente, 2013.

MORAES, Raíssa Bárbara Nunes. Estilos de Aprendizagem em ações educacionais ofertadas a distância: Evidências de Validade, Validade Convergente e Análise Conceitual. 2016. 164f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2016.

MOROSINI, Marília Costa et al. A evasão na Educação Superior no Brasil: uma análise da produção de conhecimento nos periódicos Qualis entre 2000-2011. In: CONFERENCIA LATINOAMERICANA SOBRE EL ABANDONO EN LA EDUCACIÓN SUPERIOR, 1., 2012, Managua, Nicarágua. Anais... . Managua, Nicarágua: UNAN, 2012. p. 1-10.

MOURA, Jordana de. Evasão nos cursos de licenciatura em educação a distância: o que dizem os egressos e os evadidos da Universidade Federal de Juiz de Fora. 2017. 103f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade federal de Juiz de Fora, Juiz de Fora, 2017.

NAPOLEÃO FILHO, Jair. Causas para a Evasão dos Alunos do Curso de Graduação a Distância em Ciências Econômicas da Universidade Federal de Santa Catarina. 2013. 215f. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2013.

NASCIMENTO, Anielton Jose do Nascimento. Uso do processo de avaliação mútua aliado a conceitos de gamificação como suporte ao estudo colaborativo em ambientes de EaD. 2016. 108f. Dissertação (Mestrado em Informática) - Universidade Federal de Paraíba, João Pessoa, 2016.

OLIVEIRA, Eduardo Araújo. i-collaboration: Um modelo de colaboração inteligente personalizada para ambientes de EAD. 2008. 112f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Computação) - Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2008.

OLIVEIRA, Eduardo Araújo. i-collaboration 3.0: um framework de apoio ao desenvolvimento de ambientes distribuídos de aprendizagem sensíveis ao contexto. 2013. 158f. Tese (Doutorado em Ciência da Computação) - Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2013.

OLIVEIRA, Pedro Rodrigues de; OESTERREICH, Silvia Aparecida; ALMEIDA, Vera Luci de. Evasão na Pós-Graduação a Distância: evidências de um estudo no interior do Brasil. Educ. Pesqui., São Paulo, v. 44, p. 1-20, 2018. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-97022018000100307&lng=pt&tlng=pt. Acesso em: 19 mar. 2019.

OLIVEIRA SOBRINHO, José Ferreira de. Evasão na educação superior a distância: estudo de caso no instituto UFC virtual. 2013. 127f. Dissertação (Mestrado Profissional em Políticas Públicas e Gestão da Educação Superior) - Universidade Federal de Ceará, Fortaleza, 2013.

PACHECO, Andressa Sasaki Vasques. Evasão e permanência dos estudantes de um curso de administração do sistema Universidade Aberta do Brasil: uma teoria fundamentada em fatos e na gestão do conhecimento. 2010. 298f. Tese (Doutorado em Engenharia e Gestão do Conhecimento) - Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2010.

PEIXOTO, Maria do Carmo L.; BRAGA, Mauro Mendes; BOGUTCHI, Tânia F. A evasão no ensino superior brasileiro: o caso da UFMG. Avaliação, Campinas, v. 8, n. 1, p. 161-189, 2003.

PINO, Adriana Soeiro. Educação a distância: propostas pedagógicas e tendências dos cursos de graduação. 2017. 169f. Tese (Doutorado em educação) - Universidade Nove de Julho, São Paulo, 2017.

POLYDORO, Soely Aparecida Jorge. O trancamento de matrícula na trajetória acadêmica no universitário: condições de saída e de retorno à instituição. 2000. 145p. Tese (Doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2000.

PORTAL, Cleber. Estratégias para minimizar a evasão e potencializar a permanência em EAD a partir de sistema que utiliza Mineração de dados educacionais e learning analytics. 2016. 163f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade do vale do Rio dos Sinos, São Leopoldo, 2016.

PRETI, Oreste. Fundamentos e políticas em educação a distância. Curitiba: Ibpex, 2002.

QUEIROGA, Emanuel Marques. Geração de modelos de predição para estudantes em risco de evasão em cursos técnicos a distância utilizando técnicas de mineração de dados. 2017. 93f. Dissertação (Mestrado em Computação) - Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2017.

RÓS, Ariana da. O uso de traços comportamentais na explicação da persistência discente em cursos de licenciatura ofertados na modalidade à distância pela UFES. 2017. 155f. Dissertação (Mestrado em Gestão Pública) - Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2017.

SALES, Patrícia de Andrade Oliveira. Evasão em Cursos a Distância: motivos relacionados às características do curso, do aluno e do contexto de estudo. 2009. 176f. Dissertação (Mestrado em psicologia social, do trabalho e das organizações) - Universidade de Brasília, Brasília, 2009.

SANTAELLA, Lúcia. Cultura das mídias. 3. ed. São Paulo: Experimento, 2003.

SANTOS, Lílian Carmen Lima dos. Educação a distância na formação dos professores. In: MERCADO, Luís Paulo Leopoldo; KULLOK, Maísa Brandão Gomes (org.). Formação de professores: política e profissionalização. Alagoas: Edufal, 2004. p. 35-65.

SANTOS, Elaine Maria dos et al. Evasão na Educação a Distância: identificando causas e propondo estratégias de prevenção. Revista Brasileira de Aprendizagem Aberta e a Distância, São Paulo, p. 1-10, maio 2008.

SILVA, Fernanda Cristina da. Gestão da evasão na EAD: modelo estatístico preditivo para os cursos de graduação a distância da Universidade Federal de Santa Catarina. 2017. 137f. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2017.

SILVA, Antonio Sergio da. Adequação do modelo de gestão da ISSO 9001 para um núcleo de educação a distância. 2015. 141f. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção) - Universidade Federal de Itajubá, Itajubá, 2015.

SILVA, Jath da Silva. Uma ferramenta de apoio para a análise de comportamento de estudantes em ambientes virtuais de aprendizagem. 2015. 139f. Dissertação (Mestrado em Informática) - Universidade Federal do Amazonas, Manaus, 2015a.

TINTO, Vincent. Dropout from higher education: a theoretical synthesis of recente research. Review of Educational Research, USA, v. 45, n. 1, p. 89-125, 1975.

UMEKAWA, Elienay Eiko Rodrigues. Preditores de fatores relacionados à evasão e à persistência discente em ações educacionais a distância. 2014. 256f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2014.

VARGAS, Miramar Ramos Maia. Implantação de Programas de Educação a Distância. Material didático do curso de pós-graduação em educação a distância. Brasília: Universidade de Brasília: Centro de Educação a Distância, 2007.

Publicado

2020-06-19

Como Citar

Branco, L. S. A. ., Conte, E. . ., & Habowski, A. C. . . (2020). Evasão na educação a distância: pontos e contrapontos à problemática. Avaliação: Revista Da Avaliação Da Educação Superior, 25(1). Recuperado de http://periodicos.uniso.br/ojs/index.php/avaliacao/article/view/3921

Edição

Seção

Artigos

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##