As dinâmicas da Pós-graduação em Santa Catarina

evolução e perspectivas (1969 – 2018)

Autores

  • Joviles Vitório Trevisol
  • Sherlon Cristina de Bastiani
  • André Brasil

Palavras-chave:

Políticas educacionais, Educação Superior, Pós-Graduação, Santa Catarina

Resumo

A pós-graduação cresceu de forma exponencial nas últimas décadas no Brasil. Entre 1998 e 2018, o Sistema Nacional de Pós-Graduação (SNPG) cresceu 188% e o número de matrículas em mestrados e doutorados, 289%. No ano de 2017 foram titulados 21.393 doutores e 61.147 mestres, inclusive já superando uma das metas do Plano Nacional de Educação para 2024, que previa a titulação de 60 mil mestres por ano. Tal expansão ocorreu em todo o país, fato que torna relevantes os estudos para compreender as dinâmicas, as especificidades e as variações entre as regiões, estados da federação e segmentos das instituições que ofertam os programas (públicas e privadas). Com isso em mente, o presente artigo analisa a expansão da pós-graduação brasileira tomando como referência um estado da federação: Santa Catarina (SC). A escolha deve-se, entre outras razões, ao fato de o Estado ocupar a sétima posição nacional quanto ao número de programas de pós-graduação (PPG) e também quanto ao número de cursos de graduação presenciais.  Além disso, SC expandiu a sua pós-graduação nos anos recentes, impulsionada pelas dinâmicas da interiorização da educação superior. Assim, o presente estudo foi desenvolvido por meio do uso de procedimentos e técnicas quantitativas e qualitativas, cabendo destaque para a sistematização e análise dos dados disponíveis na Plataforma Sucupira e no GeoCapes. O artigo demonstra, entre outros aspectos, que a pós-graduação catarinense cresceu mais do que a média nacional, totalizando 326% de 1998 a 2018, mas que tal PG existe em apenas 17 das 94 IES existentes no estado. Da mesma forma, inversamente ao que ocorre com a graduação, os mestrados e doutorados são majoritariamente ofertados pelo segmento público, que concentra cerca de 70% das matrículas (53% nas IES públicas federais e 16,6% pela única IES estadual). Enfim, a presente pesquisa mapeou a pós-graduação catarinense, incluindo suas conquistas e limitações, de forma que seja possível tanto obter uma compreensão abrangente dos resultados de políticas públicas de educação e pesquisa do passado, quanto também inspirar iniciativas futuras.

Referências

BARATA, Rita Barradas. Avaliação quadrienal 2013-2016. XXXIII ENCONTRO NACIONAL DE PRÓ-REITORES DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO, 33., João Pessoa, 2017. Anais..., João Pessoa: UFPB, 2017. Disponível em: http://www.propesq.ufpb.br/enprop. p.1-37.

BRASIL, André. Gestão de riscos na avaliação de programas de pós-graduação: estratégias para estimar o potencial de sucesso de cursos novos, com base em propostas apresentadas à CAPES. 2018. 247 p. Dissertação (Mestrado) - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, Brasília, 2018. Disponível em: http://doi.org/10.6084/m9.figshare.8378363.v2. Acesso em: 1 jul. 2019.

CAPES. Plano Nacional de Pós-Graduação 2011-2020. Brasília, DF, 2010. v. I e II.

CAPES. GeoCapes. Indicadores: Concessão de bolsas de pós-graduação da Capes no Brasil. Dados 2016. Visão analítica. Brasília, DF, 2016. Disponível em: https://geocapes.capes.gov.br/geocapes/. Acesso em: 15 ago. 2018.

CAPES. DPB. Diretoria de Programas e Bolsas do País. Evolução da concessão de bolsas no país (2013-2017). Brasília, 2018. Disponível em: www.capes.gov.br.

CAPES. GeoCapes. Indicadores: Concessão de bolsas de pós-graduação da Capes no Brasil. Dados 2018. Brasília, DF, 2019a. Visão analítica. Disponível em: https://geocapes.capes.gov.br/geocapes/. Acesso em: 15 jun. 2019.

CAPES. Plataforma Sucupira. Dados e estatísticas. Brasília, DF, 2019b. Disponível em: https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/. Acesso em: jun. 2019.

DE BASTIANI, Sherlon Cristina. Dinâmicas de desenvolvimento da educação superior na região Oeste de Santa Catarina (1968-2015). 2017. 119 p. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal da Fronteira Sul, Chapecó, SC, 2017.

DE BASTIANI, Sherlon Cristina; TREVISOL, Joviles. Vitório. A expansão da educação superior presencial em Santa Catarina (1990-2016). Revista Internacional de Educação Superio, Campinas, v. 4, n. 3, p. 558-579, set./dez. 2018.

DE BASTIANI, Sherlon Cristina; TREVISOL, Joviles Vitório; PEGORARO, Ludimar. A educação superior em SantaCatarina: um século de história (1917-2017). EccoS, Revista Científica, São Paulo, n. 47, p. 375-395 set./dez. 2018.

FRANTZ, Walter. Universidade comunitária: uma iniciativa pública não-estatal em construção. Ijuí: Editora Unijuí, 2004. Cadernos Unijuí.

IBGE. Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. População de Santa Catarina. Brasília, DF, 2017. Disponível em: https://ww2.ibge.gov.br/home/mapa_site/mapa_site.php#populacao. Acesso em: 5 fev. 2018.

MARCHELLI, Paulo Sérgio. Formação de doutores no Brasil e no mundo: algumas comparações. RBPG, Brasília, DF, v. 2, n. 3, p. 7-29, mar. 2005.

MEC/INEP. Censo da Educação Superior 2014. Brasília, DF, 2015. Disponível em: http://download.inep.gov.br/educacao_superior/censo_superior/documentos/2015/notas_sobre_o_censo_da_educacao_superior_2014.pdf. Acesso em: 1 jul. 2015.

MEC/INEP. Censo da Educação Superior 2015. Brasília, DF, 2016. Disponível em: http://download.inep.gov.br/educacao_superior/censo_superior/resumo_tecnico/resumo_tecnico_censo_da_educacao_superior_2015.pdf. Acesso em: 18 ago. 2016.

MEC/INEP. Censo da Educação Superior 2016. Brasília, DF, 2017. Disponível em: http://download.inep.gov.br/educacao_superior/censo_superior/resumo_tecnico/resumo_tecnico_censo_da_educacao_superior_2016.pdf. Acesso em: 01 jul. 2017.

MEC/INEP. Censo da Educação Superior 2017. Brasília, DF, 2018a. Disponível em: http://download.inep.gov.br/educacao_superior/censo_superior/resumo_tecnico/resumo_tecnico_censo_da_educacao_superior_2017.pdf. Acesso em: 24 set. 2018.

MEC/INEP. Censo da Educação Superior 2016. Principais resultados. Brasília, DF, 2018b. Disponível em: http://download.inep.gov.br/educacao_superior/censo_superior/documentos/2016/censo_superior_tabelas.pdf. Acesso em: 12 fev. 2018.

MEC/INEP. Censo da Educação Superior 2016. Notas estatísticas. Brasília, DF, 2018c. Disponível em: http://download.inep.gov.br/educacao_superior/censo_superior/documentos/2016/notas_sobre_o_censo_da_educacao_superior_2016.pdf. Acesso em: 12 fev. 2018.

MEC/INEP/DEAES. Educação Superior Brasileira 1991-2004. Santa Catarina. Brasília: INEP, 2006.

MUNIZ, Milton D. Educação superior em Santa Catarina: consolidação e expansão. 2006, 261 f. Tese (Doutorado em Engenharia de Produção) - Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2006.

PEGORARO, Ludimar. O terceiro setor e o ensino superior no Brasil: o sistema fundacional catarinense. In: PERONI, Vera Maria Vidal et al. (orgs.). Dilemas da educação brasileira em tempos de globalização neoliberal: entre o público e o privado. Porto Alegre: Ed. da UFRGS, 2006. p. 179-215.

PEGORARO, Ludimar. Terceiro setor na educação superior brasileira. Campinas: Leitura Crítica, 2013.

SANTA CATARINA. SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO. Programa de Bolsas Universitárias de Santa Catarina: investimentos. 2017. Disponível em: http://www.uniedu.sed.sc.gov.br/index.php/pos-graduacao/investimentos. Acesso em: 15 ago. 2018.

SANTA CATARINA. SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO. Programa de Bolsas Universitárias de Santa Catarina: estudantes beneficiados. 2017. Disponível em: http://www.uniedu.sed.sc.gov.br/index.php/pos-graduacao/estudantes-beneficiados-pos-graduacao. Acesso em: 15 ago. 2018.

TREVISOL, Joviles Vitório. O ensino superior público na Mesorregião Fronteira Sul: a implantação da UFFS. In: RADIN, J. C.; VALENTINI, D. J.; ZARTH, P. A. História da Fronteira Sul. Porto Alegre: Letra&Vida; Chapecó: UFFS, 2015a. p. 333-352.

TREVISOL, Joviles Vitório. A pós-graduação na Universidade Federal da Fronteira Sul: interiorização e redução de assimetrias em uma Região de fronteira. RBPG, Brasília, v. 12, n. 28, p. 505-532, ago. 2015b.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA - UFSC. Tradição em produção conhecimento: UFSC celebra 50 anos de pós-graduação. Florianópolis, 2019. Disponível em: https://noticias.ufsc.br/2019/04/tradicao-em-produzir-conhecimento-ufsc-celebra-50-anos-de-pos-graduacao/. Acesso em: 10 jun. 2019.

Publicado

2020-06-19

Como Citar

Trevisol, J. V. . ., Bastiani, S. C. de ., & Brasil , A. . (2020). As dinâmicas da Pós-graduação em Santa Catarina: evolução e perspectivas (1969 – 2018). Avaliação: Revista Da Avaliação Da Educação Superior, 25(1). Recuperado de http://periodicos.uniso.br/ojs/index.php/avaliacao/article/view/3923

Edição

Seção

Artigos

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##