Avaliação da educação superior no Brasil

análise do Indice Geral dos Cursos (IGC) numa perspectiva quali/quantitativa

Autores

DOI:

https://doi.org/10.1590/S1414-40772020000300006

Palavras-chave:

Ensino superior, Indicadores de qualidade, SINAES, IGC

Resumo

O texto aborda o Sistema Nacional de Avaliação do Ensino Superior – SINAES, instituído pela Lei 10. 861, de 2004, orientado por meio de indicadores de qualidade sendo, o Índice Geral dos Cursos - IGC, resultante do CPC – Conceito Preliminar de Curso, referente a graduação, e pelo Conceito Capes, indicador da qualidade dos cursos de pós-graduação stricto sensu. Pretendeu-se analisar, de forma quantitativa e qualitativa se o IGC ao considerar as realidades distintas dessas duas estruturas, graduação e pós-graduação, de formação acadêmica em um só indicador, não desvirtua mais ainda essa medida, quando pretende representar o quanto de qualidade possui uma IES? Responder essa questão se constitui o propósito desse artigo, ou seja, investigar a representatividade do IGC como efetivo conceito da qualidade das IES, analisando-se, em separado, como se comportam as medidas da graduação e da pós-graduação expressas no modelo matemático desse indicador. Como ponto de corte, decidiu-se trabalhar somente com os cursos ofertados pelas universidades federais. Portanto, nesse estudo, ao chamarmos atenção para a composição do cálculo do IGC, incorporando dados de mestrado e doutorado para indicar a qualidade dos cursos de graduação das universidades queremos lançar um olhar crítico sobre se tal composição espelha, de fato, a qualidade dos cursos de graduação.

Referências

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm Acesso em: 7 mar. 2019.

BRASIL. Lei de Diretrizes e B. Lei nº 9.394/96, de 20 de dezembro de 1996. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/L9394.htm. Acesso em: 14 set. 2018.

BRASIL. SINAES: bases para uma nova proposta de avaliação da educação superior. Brasília: INEP, 2003.

BRASIL. Lei 10.861 de 14/04/2004 e Portaria Normativa 40 republicada em 29/12/2009. Legislação e Normas. MEC. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/conaes-comissao-nacional-de-avaliacao-da-educacao-superior/legislacao-e-normas. Acesso em: 21 out. 2018.

BRASIL. Portaria Normativa INEP, nº 840 de 24 de agosto de 2018. Disponível em: http://download.inep.gov.br/educacao_superior/indicadores/legislacao/2018/portaria_normativa_MEC_n840_de_24-08-2018-republicacao_31-08-2018.pdf. Acesso em: 7 mar. 2019.

BRASIL. Nota técnica do Inep, nº 39/2017/CGCQES/DAES. 2017. Disponível em: http://download.inep.gov.br/educacao_superior/enade/notas_tecnicas/2017/nota_tecnica_n19_2018_igc2017.pdf. Acesso em: 24 abr. 2019.

BRASIL. Portaria Normativa MEC nº19, de 13 de dezembro de 2017. Disponível em: https://www.semesp.org.br/wp-content/uploads/2017/12/PORTARIA-NORMATIVA-MEC-N-19-DE-13-DE-DEZEMBRO-DE-2017.pdf. Acesso em: 3 mar. 2018.

DAVOK, Delsi Fries. Modelo de meta-avaliação de processos de avaliação da qualidade de cursos de graduação. 2006. 272 p. Tese (Doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2006.

DIAS SOBRINHO, José. Qualidade, Avaliação: do SINAES a índices. Avaliação, Campinas; Sorocaba, v. 13, n. 3, p. 817-825, nov. 2008. Disponível em: http://periodicos.uniso.br/ojs/index.php/avaliacao/article/view/284/285. Acesso em: 12 fev. 2019.

DIAS SOBRINHO, José. Avaliação e transformações da educação superior brasileira (1995-2009): do provão ao Sinaes. Avaliação, Campinas; Sorocaba, v. 15, n. 1, p. 195-224, 2010. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S1414-40772010000100011. Acesso em: 5 mar. 2019.

HOFFMAN, Celina et al. Desempenho das universidades brasileiras na perspectiva do Índice Geral de Cursos (IGC). Educ. Pesqui., São Paulo, v. 40, n. 3, p. 651-665, 2014. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-97022014000300005&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt. Acesso em: 25 jan. 2019.

INEP. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. DAES - Diretoria de Avaliação da Educação Superior. Disponível em: http://portal.inep.gov.br/web/guest/indicadores-de-qualidade. Acesso em: 15 abr. 2019a.

INEP. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. DAES - Diretoria de Avaliação da Educação Superior. Disponível em: http://portal.inep.gov.br/educacao-superior/indicadores-de-qualidade/resultados. Acesso em: 15 abril 2019b.

LIMA, Marcos Antônio Martins. A avaliação no contexto histórico brasileiro recente da educação superior. Avaliação, Campinas; Sorocaba, v. 10, n. 2, p. 83-95, 2005. Disponível em: http://periodicos.uniso.br/ojs/index.php/avaliacao/article/view/1307. Acesso em: 25 jan. 2019.

MANCEBO, Deise. Reforma da educação superior: o debate sobre a igualdade no acesso. In: BITTAR, M.; OLIVEIRA, J.; MOROSINI, M. (org.). Educação superior no Brasil: 10 anos pós LDB. Brasília: INEP, 2008. p. 55-70.

Publicado

2020-11-18

Como Citar

Lima, M. A. M. ., Maia, J. L. ., Ciasca, M. I. F. L. ., & Souza, J. R. M. A. de . (2020). Avaliação da educação superior no Brasil: análise do Indice Geral dos Cursos (IGC) numa perspectiva quali/quantitativa . Avaliação: Revista Da Avaliação Da Educação Superior, 25(3). https://doi.org/10.1590/S1414-40772020000300006

Edição

Seção

Artigos

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##