AVALIAÇÃO DA FORMAÇÃO INTERPROFISSIONAL NO ENSINO SUPERIOR EM SAÚDE: ASPECTOS DA COLABORAÇÃO E DO TRABALHO EM EQUIPE

Autores

  • Rinaldo Henrique Aguilar-da-Silva
  • Luciana Teixeira Scapin
  • Nildo Alves Batista

Resumo

Acredita-se que a educação interprofissional pode reforçar as atitudes para o trabalho em equipe e colaboração, levando a uma melhor assistência ao paciente após a formatura. Em outras palavras, o objetivo fundamental da educação interprofissional é a formação de estudantes de graduação na área da saúde mais preparados para a prática interprofissional. Este estudo procurou determinar quais as atitudes dos estudantes em relação à educação interprofissional para aspectos de colaboração e trabalho em equipe na Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde de Juiz de Fora (FCMS/ JF). Os dados foram coletados utilizando-se uma escala de percepção do trabalho interprofissional (RIPLS) e realização de grupo focal. Os resultados desta pesquisa indicam que os estudantes de graduação em ciências da saúde estão abertos para a aprendizagem compartilhada.

Como Citar

Aguilar-da-Silva, R. H., Scapin, L. T., & Batista, N. A. (1). AVALIAÇÃO DA FORMAÇÃO INTERPROFISSIONAL NO ENSINO SUPERIOR EM SAÚDE: ASPECTOS DA COLABORAÇÃO E DO TRABALHO EM EQUIPE. Avaliação: Revista Da Avaliação Da Educação Superior, 16(1). Recuperado de http://periodicos.uniso.br/ojs/index.php/avaliacao/article/view/887

Edição

Seção

Artigos