O ensino da leitura e da escrita na alfabetização: para não colocar o carro na frente dos bois

  • Gladis Massini Cagliari

Resumo

Os métodos de alfabetização trazem uma concepção de como se chega á decifração da escrita e, portanto, á leitura. Os livros didáticos (as cartilhas) e os programas de alfabetização privilegiam mais o escrever do que o ler. Isto porque acreditam que é escrevendo que se aprende a ler. Talvez devido a enorme importância da leitura em uma dimensão social e todas as suas implicações na formação do ser humano e do cidadão, a decifração da escrita tenha sido relegada o segundo plano nas práticas escolares de alfabetização. Há uma tendência de considerar que trabalhar a leitura apenas no seu aspecto de decifração seria reduzi-la a um mero ato de decodificação, matando todo o processo de construção e reconstrução de sentidos. O equívoco desse pensamento reside em se considerar a decifração apenas enquanto tradução automática de letras em sons, desconsiderando os processos da construção de sentido, que se inicia já nesse procedimento. Este trabalho faz uma revisão crítica dessa problemática, apontado uma perspectiva de ensino em que as decifrações ganham destaque.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gladis Massini Cagliari
Professora Doutora da UNESP -Araraquara.
Como Citar
CAGLIARI, G. O ensino da leitura e da escrita na alfabetização: para não colocar o carro na frente dos bois. Quaestio - Revista de Estudos em Educação, v. 2, n. 2, p. p. 47-57, 11.
Seção
Estudos