Tecendo a história com palavras dançantes

uma resenha do livro “A duração da Dor” de Ida Mara Freire

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ariana Sousa de Moraes Sarmento, UFSC

Mestranda pelo Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE), na linha de Educação e Comunicação, da Universidade Federal de Santa Catarina, Licenciada e Bacharela em Ciências Biológicas na Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC. Realizei intercâmbio acadêmico pelo Programa Ciências sem fronteiras para a Holanda e nesse período me aventurei pelas pesquisas em Agrobiodiversidade. Busco trançar tramas entre Biologia, educação, cultura e arte. Com pedaladas no chão deixo pulsar o coração. Com petaladas no ar, amo poetizar.

Referências

DIAS, Juliana Braz. Dança e conflito: uma reflexão sobre o toyi-toyi sul-africano. Antropolítica, Niterói, n. 33, p. 99-117, jul./dez. 2012.

FREIRE, Ida Mara. A duração da dor. Florianópolis: Potlach, 2018. Série Dança e Perdão.

TORO, Rolando. Biodanza. 2. ed. São Paulo: Olavobrás/EPB, 2005.

WERNECK, Jurema. Nossos passos vêm de longe! Movimentos de mulheres negras e estratégias políticas contra o sexismo e o racismo. Revista da Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as (ABPN), Goiânia, v. 1, n. 1, p. 07-17, jun. 2010.

Publicado
2019-12-10
Como Citar
SARMENTO, A. S. DE M. Tecendo a história com palavras dançantes: uma resenha do livro “A duração da Dor” de Ida Mara Freire. Quaestio - Revista de Estudos em Educação, v. 21, n. 3, p. 991-996, 10 dez. 2019.
Seção
Resenhas