http://periodicos.uniso.br/ojs/index.php/quaestio/issue/feed Quaestio - Revista de Estudos em Educação 2020-04-16T17:51:55+00:00 Alda Regina Tognini Romaguera quaestio@uniso.br Open Journal Systems <p style="text-align: justify;">A <strong>Quaestio: revista de estudos em educação</strong> &nbsp;é uma publicação&nbsp;quadrimestral do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade de Sorocaba, avaliada como Qualis A4, tem como objetivo a divulgação de trabalhos inéditos de docentes, pesquisadores e de pós-graduandos de instituições nacionais e internacionais na área de Educação Escolar que tratem, preferencialmente, de questões relacionadas à <strong>Educação Superior</strong>; <strong>Pesquisa em Educação</strong>; <strong>Cotidiano Escolar</strong>; <strong>Políticas Educacionais</strong>; <strong>Formação Docente</strong> e <strong>Fundamentos Educacionais</strong>.<strong>&nbsp;</strong>São aceitos textos em português, inglês e espanhol.</p> <p style="text-align: justify;"><strong>e-ISSN:</strong> 2177-5796 | <strong>ISSN Impresso:</strong> 1518-2886</p> http://periodicos.uniso.br/ojs/index.php/quaestio/article/view/3898 Resumos das dissertações dos alunos de Mestrado em Educação 2019 2020-04-15T19:53:54+00:00 Educação em Mestrado quaestio3@uniso.br 2020-04-15T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Quaestio - Revista de Estudos em Educação http://periodicos.uniso.br/ojs/index.php/quaestio/article/view/3885 Apresentação - Dossiê temático 2020-04-15T19:53:33+00:00 Ivanilson Bezerra Silva rev.ibs@gmail.com Jefferson Carriello do Carmo jefferson.carmo@prof.uniso.br Vânia Regina Boschetti vania.boschetti6@prof.uniso.br Wilson Sandano wilson.sandano@prof.uniso.br 2020-04-14T00:00:00+00:00 Copyright (c) http://periodicos.uniso.br/ojs/index.php/quaestio/article/view/3576 Imprensa pedagógica e profissionalização do magistério: 2020-04-15T19:53:34+00:00 José Gonçalves Gondra gondra.uerj@gmail.com <p>Com a renovação da historiografia da educação; jornais, revistas, periódicos, boletins, almanaques passaram a ser revalorizados por historiadores da educação, na medida em que reconheciam, neste tipo de documentação, possibilidades diversas para acessar e refletir a respeito dos debates promovidos e protagonizados por diversos agentes sociais, tais como professores, gestores, estudantes, grêmios e sociedades profissionais e científicas. Neste artigo, exploro o caso de uma revista produzida nos Estados Unidos da América, entre 1855 e 1881, com circulação no Brasil: <em>The American Journal of Education</em>. Com este estudo, procuro reconhecer a existência de um sistema de trocas de propostas e modelos educacionais, no plano intracontinental, aspecto ainda pouco explorado nos estudos relativos à chamada imprensa pedagógica. Com isto, procuro demonstrar que os circuitos de produção, validação, legitimação e apropriação de discursos que procuram especializar o debate pedagógico são complexos e não podem se reduzir às referências europeias, tampouco desconhecer as ações das instituições, saberes e dos atores sociais interessados em regular o funcionamento do aparato escolar, dentro e fora do Brasil.</p> 2020-04-14T00:00:00+00:00 Copyright (c) http://periodicos.uniso.br/ojs/index.php/quaestio/article/view/3666 História, historiografia, políticas e práticas: 2020-04-15T19:53:35+00:00 José Luís Sanfelice sanfelice00@gmail.com <p>Este texto, resultante de uma pesquisa bibliográfica, apresenta uma breve reflexão sobre o caminhar histórico da constituição das Ciências Sociais e da História Ciência. A problemática é posta com a retomada das ponderações realizadas pela Comissão Gulbenkian, que reuniu notáveis cientistas e intelectuais, no final do século XX, empenhados em pensarem os desafios das Ciências Sociais face aos paradigmas de conhecimento. Em um segundo momento, atenta-se nos historiadores que verificaram o desenvolvimento da História Ciência em práticas positivistas, marxistas, dos Anais, da Nova História e em um novo paradigma, ou seja, o pós-moderno. Considera-se que a História da Educação é configurada como disciplina acadêmica mais recentemente. Face às relações que se estabelecem entre as Ciências Sociais, a História Ciência e a História da Educação, conclui-se que a última recebe as influências teórico-metodológicas de suas precursoras e que há um campo aberto, indefinido e incerto no seu porvir.</p> 2020-04-14T00:00:00+00:00 Copyright (c) http://periodicos.uniso.br/ojs/index.php/quaestio/article/view/3579 Instituições escolares e história da educação brasileira: 2020-04-15T19:53:36+00:00 Wenceslau Gonçalves Neto wenceslau@ufu.br Carlos Henrique de Carvalho carloshcarvalho06@yahoo.com.br <p class="Resumo">O trabalho aborda a expansão e consolidação da produção bibliográfica brasileira que tem como objeto as instituições escolares/educativas, principalmente a partir da década de 1990. Discute-se os conceitos de instituição social e de instituição escolar/educativa e também os fundamentos teórico-metodológicos que têm embasado as pesquisas sobre instituições escolares/educativas. Os alertas recentes sobre as limitações dos estudos, como resultados pouco inovadores, interpretações vagas, destaques a particularismos, entre outros, são indicados. Para demonstração do crescimento da produção sobre instituições escolares/educativas trabalhou-se com os dados dos anais do Congresso Brasileiro de História da Educação, em nove edições, de 2000 a 2017, ficando caracterizada a proeminência desse objeto na maioria dos eventos, com percentuais que beiram os 30% nos três últimos eventos. Como alternativas para a superação das limitações, foram apresentados alguns estudos ligados ao NEPHE-UFU (Núcleo de Estudos e Pesquisas em História e Historiografia da Educação Brasileira), em que se discute as instituições escolares e educativas correlacionadas a outras temáticas ou em perspectiva comparada.</p> 2020-04-14T00:00:00+00:00 Copyright (c) http://periodicos.uniso.br/ojs/index.php/quaestio/article/view/3578 Historiografia sobre a Escola Normal no Brasil (1980-2001): 2020-04-15T19:53:37+00:00 Margarita Victoria Rodríguez poroyan@uol.com.br Silvia Helena Andrade de Brito s.helena.brito@uol.com.br <p>Na história da formação de professores no Brasil, a escola normal representou uma das mais significativas instituições que, entre os meados do século XX até os anos 1970, cumpriu esse papel. O objeto desse artigo, nesse sentido, é analisar a produção historiográfica entre os anos 1980 até 2001, no Brasil, que teve como objeto a escola normal. Para tal, foram compiladas teses e dissertações sobre o tema em questão, analisadas a partir dos seus objetos; período histórico estudado; fontes e perspectivas teórico-metodológicas adotadas nas análises. Como já indicado em outros estudos, também a produção sobre a escola normal, que se adensou nos anos 1990, foi fortemente marcada pela produção historiográfica da chamada história nova e nova história cultural. Daí a predominância de abordagens sobre a cultura produzida nas escolas normais, e sua influência no processo de conformação das instituições formadoras.&nbsp;&nbsp;</p> 2020-04-14T00:00:00+00:00 Copyright (c) http://periodicos.uniso.br/ojs/index.php/quaestio/article/view/3577 Paradigmas educacionais em disputa nas escolas: 2020-04-15T19:53:39+00:00 Marcos Francisco Martins marcosfranciscomartins@gmail.com <p>Fundamentado teoricamente no materialismo histórico-dialético, este artigo resulta de pesquisa bibliográfica e documental. O objetivo do texto é identificar conceitos que ajudem a responder quais paradigmas estão em disputa no processo de orientação do desenvolvimento das instituições escolares, particularmente as públicas. Desse modo, são apresentados, além dos conceitos de educação e de escola, os de instituição social, organização social de tipo operacional e de paradigma educacional crítico e não crítico. Como exercício de análise concreta de situação concreta, procedimento fundamental da epistemologia marxiana, os referidos conceitos são empregados na análise dos planos de governo dos candidatos que disputaram o segundo turno das eleições presidenciais de 2018 no Brasil. Entre as conclusões enunciadas, destaca-se a assertiva da centralidade do conceito de educação ao entendimento da tensão vivida nas escolas para se transformarem em organizações sociais de tipo operacional, elas que são instituições sociais.</p> 2020-04-15T00:00:00+00:00 Copyright (c) http://periodicos.uniso.br/ojs/index.php/quaestio/article/view/3575 Sistema escolar chileno: 2020-04-15T19:53:40+00:00 Jaime Caiceo Escudero jcaiceo@hotmail.com <p>Al observar el desarrollo de la educación en Chile se percibe el alto nivel de cobertura en el sistema escolar, en que sus años de escolaridad es comparable con países europeos, tales como España y Portugal: sobre los 10 años. Falta aún, sin embargo, mejorar su calidad: las pruebas internacionales como PISA o TIMMS lo ubican bajo la media de las mediciones. Este trabajo se centrará en el desarrollo del sistema escolar, especialmente desde la vuelta a la democracia en el país, es decir, a partir de 1990; para comprender sus avances se identificarán y analizarán las principales leyes, expresión de las políticas públicas que se han ido implementando. La metodología será la propia de los estudios históricos, recurriendo a fuentes primarias y secundarias.</p> 2020-04-15T00:00:00+00:00 Copyright (c) http://periodicos.uniso.br/ojs/index.php/quaestio/article/view/3574 Pensamento educacional e intelectuais na história da educação brasileira 2020-04-15T19:53:41+00:00 Bruno Bontempi Junior BONTEMPI@usp.br <p>O artigo apresenta uma proposta de pesquisa historiográfica sobre os temas “pensamento educacional” e “intelectuais” na produção divulgada nos Congressos Brasileiros de História da Educação (2000-2017). Alternativamente ao “balanço”, que enfatiza acúmulos e correntes principais, propõe a elaboração de um “inventário”, a fim de identificar e explicar os variantes e diversos modos de apropriação de referências e uso de conceitos. Metodologicamente, compreende-se que a natureza dessas apropriações e usos está referida a fatores múltiplos, tais como a formação inicial dos pesquisadores, a composição e orientação dos programas, linhas e grupos de pesquisa, os convênios nacionais e internacionais etc. A fim de sustentar o argumento, o artigo percorre a formação do campo, procede à crítica dos balanços e investiga os significados do conceito de intelectual e seus usos nas ciências humanas. Conclui, partindo de uma articulação reflexiva sobre esses tópicos, com hipóteses de investigação.</p> 2020-04-15T00:00:00+00:00 Copyright (c) http://periodicos.uniso.br/ojs/index.php/quaestio/article/view/3713 Estado de exceção: 2020-04-15T19:53:52+00:00 Anderson Santos drandersonsantos@yahoo.com.br 2020-04-15T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Quaestio - Revista de Estudos em Educação http://periodicos.uniso.br/ojs/index.php/quaestio/article/view/3806 Sociedade, tecnologia e a luta pelo emprego 2020-04-15T19:53:53+00:00 fernando silveira melo plentz miranda fernando.plentz@prof.uniso.br <p>Review</p> 2020-04-15T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Quaestio - Revista de Estudos em Educação http://periodicos.uniso.br/ojs/index.php/quaestio/article/view/3899 Parecerista ad hoc jan./abr. 2020 2020-04-15T19:53:55+00:00 Educação em Mestrado quaestio3@uniso.br 2020-06-23T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Quaestio - Revista de Estudos em Educação http://periodicos.uniso.br/ojs/index.php/quaestio/article/view/3897 Resumos das teses dos alunos de Doutorado em Educação 2019 2020-04-15T19:53:54+00:00 Educação em Mestrado quaestio3@uniso.br 2020-04-15T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Quaestio - Revista de Estudos em Educação http://periodicos.uniso.br/ojs/index.php/quaestio/article/view/3274 Pesquisas contemporâneas sobre a condição do negro no Brasil e a universidade: 2020-04-15T19:53:42+00:00 marcos antonio batista da Silva marcos.psico@yahoo.com.br <p>O presente trabalho propõe oferecer uma síntese de textos selecionados a partir de um amplo levantamento publicado pela Edições Câmara no ano de 2017, sobre a condição do negro no Brasil. Para este estudo, privilegiamos a questão da universidade no contexto das relações étnico-raciais. O estudo reuniu uma bibliografia abrangente e diversificada que serviu para alicerçar a revisão de literatura e a construção de um dos eixos de um o trabalho em andamento no projeto POLITICS - A política de antirracismo na Europa e na América Latina: produção de conhecimento, decisão política e lutas coletivas. O estudo é oportuno para a reflexão e alicerçar novos trabalhos sobre a temática das relações étnico-raciais nas sociedades contemporâneas, aprofundando o conhecimento sobre raça, e antirracismo, proporcionando uma maior compreensão sobre a forma como as injustiças historicamente enraizadas estão a ser questionadas por instituições, em particular a universidade.</p> 2020-04-15T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Quaestio - Revista de Estudos em Educação http://periodicos.uniso.br/ojs/index.php/quaestio/article/view/3378 Juventud sin acceso a educación y trabajo: 2020-04-15T19:53:43+00:00 Elsy Yaneth Silva Soto elsyyanethsilva@hotmail.com Johannes Kniffki kniffki@ash-berlin.eu <p>El presente documento da cuenta de un trabajo de investigación que exploró las Representaciones Sociales acerca de la educación y el trabajo, en personas jóvenes de la Ciudad de México, que no tenían acceso a educación formal y trabajo remunerado. Haciendo uso de la perspectiva de Género, el estudio se amplió hacia el análisis de condiciones de Vulneración Social en torno a la problemática. Se encontraron Representaciones Sociales en las que hay una serie de significados y construcciones simbólicas, qué basadas en el Género producen y/o reproducen discursos culturales que sustentan condiciones de inequidad. En conclusión, las condiciones de vulneración social se acentúan cuando las personas jóvenes no pueden continuar estudiando y además no cuentan con un empleo. Esto se traduce en injusticias de distribución socioeconómica e injusticias de reconocimiento sociocultural, que repercuten de manera particular sobre las mujeres.</p> 2020-04-15T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Quaestio - Revista de Estudos em Educação http://periodicos.uniso.br/ojs/index.php/quaestio/article/view/3358 Políticas estaduais de avaliação externa: 2020-04-15T19:53:44+00:00 Cristiane Machado crimacha@unicamp.br <p>Este artigo, de cunho ensaístico, tem o objetivo de apresentar e analisar tendências e implicações das políticas estaduais de avaliação externa para as redes de ensino e escolas. Parte da caracterização de estudos e pesquisas que evidenciam a centralidade da avaliação e ratificam a constatação de que há um movimento de “obsessão avaliativa” nas políticas educacionais. Conclui que a tendência de criação de índices de qualidade da educação presente nas políticas de avaliação estaduais, quando tomados como retrato da realidade escolar, pode eclipsar o que de fato acontece no cotidiano escolar e condiciona o desempenho dos estudantes e que a adoção de políticas de bonificação, outra tendência destacada, pode implicar em desânimo e insatisfação dos docentes e no deslocamento de foco da atuação da gestão escolar nas questões pedagógicas, embora algumas pesquisas e estudos certifiquem impacto positivo na melhoria da qualidade do ensino.</p> 2020-04-15T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Quaestio - Revista de Estudos em Educação http://periodicos.uniso.br/ojs/index.php/quaestio/article/view/3543 Ações de equipes gestoras para o ensino de matemática nos anos iniciais 2020-04-15T19:53:45+00:00 Antonio Carlos Arantes proftuco@hotmail.com Renata Prenstteter Gama renatapgama@gmail.com <p>Este artigo apresenta uma pesquisa sobre a atuação da equipe gestora que pode favorecer o bom desempenho em Matemática nos anos iniciais do ensino fundamental. A metodologia utilizada se constituiu de cunho qualitativo e interpretativo. A análise teórica fundamentou-se nos conceitos de organização escolar, gestão democrática e eficácia da escola e utilizou a técnica de triangulação dos dados com um corpus de análise constituído a partir de questionário misto e entrevista semiestruturada com as equipes gestoras e documentos oficiais sobre as escolas e sobre os gestores. A pesquisa foi desenvolvida em seis escolas de uma rede municipal de ensino que apresentaram notas crescentes em matemática e IDEB em ascensão nas edições da Prova Brasil de 2011, 2013 e 2015. Os resultados evidenciaram que as equipes gestoras pesquisadas desenvolvem intencionalmente, ações voltadas ao ensino da matemática, tais como atribuição de aulas de turmas de 4º e 5º anos aos docentes com maiores afinidades em matemática, formação continuada, planejamento e replanejamento de atividades pedagógicas, estímulo à comunicação organizacional clara e aos trabalhos colaborativos.</p> 2020-04-15T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Quaestio - Revista de Estudos em Educação http://periodicos.uniso.br/ojs/index.php/quaestio/article/view/3555 Assembleia de classe como espaço educativo de convivência, autonomia e problematização da realidade 2020-04-15T19:53:47+00:00 Mariza Pavan Stucchi mariza.stucchi@hotmail.com Fabiana Rodrigues de Sousa fabiana.sante@unisal.br <p>A problemática da indisciplina e violência tem inquietado educadores e educadoras, instigando-lhes a buscar por novos projetos educacionais, em que a mesma seja entendida como uma questão coletiva da escola. Esse artigo apresenta reflexões tecidas em pesquisa de mestrado que investigou como assembleias de classe podem favorecer o enfrentamento da indisciplina e conflitos escolares vivenciados por adolescentes do Ensino Fundamental. O percurso metodológico foi desenvolvido conforme os tempos da sistematização de experiência preconizados por Oscar Jara-Holliday, que permitiram recuperar, reordenar e avaliar os elementos da prática analisada. Como resultado da sistematização foi possível perceber que a assembleia de classe configura-se como espaço-tempo de diálogo e reflexão sobre a realidade. Ao tomar parte dela, educandos e educadores podem exercitar a escuta atenta e o respeito à diversidade, refletir sobre sua postura e sobre como organizar e expor sua argumentação, construindo coletivamente possibilidades de superar os conflitos escolares.</p> 2020-04-15T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Quaestio - Revista de Estudos em Educação http://periodicos.uniso.br/ojs/index.php/quaestio/article/view/3571 Desafios para educação de qualidade e o direito à aprendizagem de jovens, adultos e idosos no tempo presente: 2020-04-15T19:53:49+00:00 Carlos Soares Barbosa profcarlossoares@gmail.com Raquel Lopes Pires rlopes.pires@gmail.com <p>O objetivo desse artigo é analisar, com base na concepção dos professores, as mediações que dificultam a educação de qualidade e a plena garantia do direito à aprendizagem de jovens, adultos e idosos no tempo presente. Trata-se de resultados parciais da pesquisa exploratória, em andamento, que fez uso, até o momento, de entrevistas de roteiros semiestruturados realizadas com 16 professores do Ensino Fundamental e Médio das redes municipal/estadual do Rio de Janeiro, Duque de Caxias e Piraí. Os resultados sinalizam que os desafios para a qualidade da Educação de Jovens e Adultos (EJA) e para as aprendizagens dos sujeitos referem-se aos aspectos das políticas públicas e do cotidiano escolar: a quase ausência de formação docente para atuar na modalidade, currículo pouco apropriado, permanência de práticas pedagógicas pautadas no paradigma da suplência, dificuldade dos professores em trabalhar com a diversidade, intensificada com a juvenilização e com o aumento de estudantes com necessidades educacionais especiais na modalidade.</p> 2020-04-15T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Quaestio - Revista de Estudos em Educação http://periodicos.uniso.br/ojs/index.php/quaestio/article/view/3816 Teorizar o conhecimento 2020-04-16T17:51:55+00:00 Silvana Colombelli Parra Sanches silvana.sanches@ifms.edu.br Adir Casaro Nascimento adir@ucdb.br <p>Neste artigo se transita pelo conhecimento produzido no campo da educação em suas dimensões epistêmicas, axiológicas, ontológicas e antropológicas, afim de desembocar nos estudos pós-coloniais ou pós-críticos. Trilhou-se pelos caminhos paradigmáticos do racionalismo, empirismo, positivismo, a fenomenologia, o marxismo e, por último, os autores da modernidade/colonialidade em interface com temáticas relacionadas aos projetos, políticas e tensionamentos educacionais hegemônicos e contra-hegemônicos em âmbito local, regional, nacional e internacional. Este panorama possibilitou, não um aprofundamento e sim um percurso fluido e didático pelas perspectivas teóricas que se apresentam a um professor-pesquisador.</p> 2020-04-15T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Quaestio - Revista de Estudos em Educação http://periodicos.uniso.br/ojs/index.php/quaestio/article/view/3884 Editorial 2020-04-15T19:53:32+00:00 Alda Regina Tognini Romaguera aldaromaguera@gmail.com 2020-04-14T00:00:00+00:00 Copyright (c)