Submissões aberta até 31/10/2018. TEMA: Análise fílmica: cinema e audiovisual.

2018-01-04

Análise fílmica: cinema e audiovisual

v. 44, n. 2 (2018) – Submissões até 31/10/2018

A análise fílmica iniciou-se praticamente com o nascimento do cinema e, nos dias atuais, alcança o ensino e é ampliada pelo desenvolvimento expressivo da produção audiovisual. Na década de 1940 a 1950, a análise estrutural predominou; nos anos de 1970, os estudos relativos às análises de filme expandiram-se com a análise estrutural marxista, fundamentadas na psicanálise, em teorias de Derrida, ou de Lyotard, sendo que o modelo psicanalítico predominou a partir de 1980. Considerando-se que o filme, assim como o audiovisual, engendra um texto – daí a análise textual-, que constrói significados com as estruturas narrativas - análise narratológica- e, em dados visuais e sonoros – o que requer uma análise icônica-, que gera efeitos no espectador, o que requer a análise psicanalítica, convidamos os pesquisadores para compor o volume 44, n. 2 (2018), da Revista de Estudos Universitários (REU) contemplando análise fílmica – cinema e audiovisual, de modo geral. Receberemos artigos, resenhas de livros, resumos de dissertações e teses que tratem de análise fílmica, até 31 de outubro de 2018, lembrando que os artigos devem ser de autoria, ou em coautoria, com pesquisadores vinculados a programas de pós-graduação.