História social do jazz segundo Hobsbawm

  • Maria Regina Vannucchi Leme
Palavras-chave: Jazz. História social. Música. Cultura.

Resumo

Este texto tem por objetivo esmiuçar a maneira de o historiador marxista inglês Eric Hobsbawm trabalhar as categorias sócias envolvidas na obra História social do jazz. Espera-se conseguir apresentar o "jeito de fazer história" e as características do marxista hobsbawm erudição, extensa documentação e atenção do papel do indivíduo na produção social, transformando natureza através do trabalho manual e intelectual. Rigoroso em seu método, Eric Hobsbawm pode dar-se ao luxo de entregar-se à sua paixão: o jazz. As cerca de 300 páginas transpiram sua predileção pelo tema. Ele, deliberadamente, não é isento, como pode ser comprovado logo na introdução: "este livro é sobre um dos fenômenos culturais mais notáveis do nosso século. Não trata apenas de um certo tipo de música, mas de uma realização extraordinária, um aspecto marcante da sociedade em que vivemos" (p.27) ou ainda "um dos fenômenos mais significativos da cultura mundial do século XX" (p.12).

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2016-11-24
Como Citar
LEME, M. R. V. História social do jazz segundo Hobsbawm. Revista de Estudos Universitários - REU, v. 31, n. 1, p. p. 9-32, 24 nov. 2016.
Seção
Artigos