Do paraíso das identidades ao inferno das diferenças: a crise das utopias

  • Maria Regina Vannucchi Leme
Palavras-chave: Crise.

Resumo

A convicção de que o Paraíso Terrestre existia (a Bíblia e os antigos clássicos reforçavam a crença nesse mito) e a sua localização na América não era uma idéia incomum entre os europeus do século XV Mas diante da realidade, da diferença, oscilavam entre duas posições: uma, de repulsa ao profano, outra de resgate do sagrado. Frente a esse estranho universo, a Europa da Renascença questionou as suas tradições, na tentativa de decodificar esse mundo plural, tendo como referência a Idade de Ouro da Antigüidade ou o Paraíso Terrestre. Este texto pretende abordar a idéia de um quarto Continente, segundo a ótica européia, como um caos que precisaria ser ordenado, e analisar, como ritos de passagem, os aspectos ligados à "descoberta" do Brasil.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2016-10-18
Como Citar
LEME, M. Do paraíso das identidades ao inferno das diferenças: a crise das utopias. REU - Revista de Estudos Universitários, v. 26, n. 1, p. p. 145-159, 18 out. 2016.
Seção
Artigos