MÍDIA E CONSUMO NA PRODUÇÃO DA INFÂNCIA PÓS-MODERNA

  • Mariângela Momo Uniso
Palavras-chave: Condição pós-moderna. Sujeitos escolares pós-modernos. Mídia.

Resumo

Neste artigo, considera-se que vivenciamos um estado da cultura – com implicações contundentes da mídia e do consumo – que tem produzido determinados modos de ser sujeito na contemporaneidade que optamos por nomear de “sujeitos pósmodernos”. Para dar visibilidade aos sujeitos escolares pós-modernos, realizam-se três movimentos teórico-metodológicos. No primeiro deles, desencadeia-se uma discussão sobre o termo “pós-moderno”. No segundo, mapeia-se, minimamente, a “condição cultural pós-moderna” no que tange aos aspectos relacionados à mídia e ao consumo. E, no terceiro, visibilizam-se, com base nas pesquisas realizadas, os sujeitos escolares pós-modernos. O percurso investigativo que permitiu colocar em evidência os sujeitos escolares pós-modernos foi composto por visitas e observações em escolas públicas municipais da cidade de Porto Alegre/RS, entre os anos de 2004 e 2007, e em escolas de Educação Infantil na grande Natal/RN, durante o ano de 2009. A investigação incluiu, ainda, a realização de conversas com as crianças e também com professoras, funcionárias e mães, além de registros escritos e fotográficos.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2010-08-23
Como Citar
MOMO, M. MÍDIA E CONSUMO NA PRODUÇÃO DA INFÂNCIA PÓS-MODERNA. REU - Revista de Estudos Universitários, v. 36, n. 1, 23 ago. 2010.
Seção
Artigos