Comunicação e infância: um estudo de caso sobre a produção cultural na educação infantil

Autores

  • Andrei Alberto Muzel

Resumo

Esta pesquisa teve como finalidade analisar a relação da Comunicação na Infância, pensada a partir da produção cultural das crianças de Educação Infantil. A pesquisa foi organizada em duas partes, na primeira considerou-se um campo teórico e na segunda a opção de uma pesquisa empírica, de amostragem. A Comunicação na infância foi abordada a partir de conceitos estabelecidos para Comunicação, Cultura e Infância, como formação de um campo de delimitação, e ao mesmo tempo um campo sustentador. A infância abordada neste estudo refere-se à Educação Infantil como campo de organização social e de relações entre as crianças e adultos, com reflexões sobre a reconstrução das culturas infantis que compõem assim uma infância institucionalizada. Cuidou-se de analisar os tempos e espaços que são garantidos às crianças na ação de suas brincadeiras. Sobre a produção cultural e as crianças, observamos as dimensões sobre as culturas produzidas “pelas as crianças e para as crianças”. As culturas infantis também são observadas com relação ao desenvolvimento tecnológico, fazendo investigação com as mídias, suas influências e contribuições para as culturas infantis e consequentemente para a construção da identidade da criança. A pesquisa empírica teve
como campo uma instituição de Educação Infantil com grupos de crianças de três e quatro anos. Analisaram-se 22 encontros das crianças em situações de brincadeiras, atividades planejadas e ainda nas suas aulas de capoeira. Consideramos as crianças como produtoras de cultura. Educar é um processo de troca de cultura, troca de linguagens, em que os seres
envolvidos criam vínculos e se transformam.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2013-12-20

Como Citar

Muzel, A. A. (2013). Comunicação e infância: um estudo de caso sobre a produção cultural na educação infantil. Tríade: Revista De Comunicação, Cultura E Mídia, 1(2). Recuperado de http://periodicos.uniso.br/ojs/index.php/triade/article/view/1774

Edição

Seção

DISSERTAÇÕES