Jogando junto

aspectos da sociabilidade em jogos online

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22484/2318-5694.2021v9n22p204-228

Resumo

No âmbito dos jogos digitais, popularizou-se nas últimas décadas os MMORPGs (Massive Multiplayer Online Role Playing Game), gênero nos quais os jogadores  compartilham continuamente a experiência do jogar num mesmo mundo virtual. São jogos criados justamente visando proporcionar maior interação social entre os jogadores, possibilitando inclusive que estabeleçam algum tipo de relação social mais ou menos intensa e duradoura. Buscou-se, a partir de trabalho de campo etnográfico, questionário e entrevistas, explorar questões relativas a sociabilidade, tendo como campo de estudo o jogo World of Warcraft. A sociabilidade pôde ser constatada sob duas formas complementares: na criação de novos laços sociais e no fortalecimento de laços sociais constituídos anteriormente ao jogo. Verificou-se que o aspecto social do jogo, independente da sociabilidade, é determinante na constituição da experiência de jogar.

Palavras-chave: Jogos digitais. MMORPG. Sociabilidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ANDRADE, L. A. A Galáxia de Lucas: sociabilidade e narrativa nos jogos eletrônicos. 2007. 123 f. Dissertação (Mestrado em Comunicação) – Programa de Pós-Graduação em Comunicação, Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2007.

CAMPEDELLI, G. Bem-vindos a azeroth: aspectos da economia lúdica nos mundos fantásticos. 2009. 132 f. Dissertação (Mestrado em Comunicação) – Escola de Comunicações e Artes, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2009.

DUCHENEAUT, N. [et al.]. Alone together? Exploring the social dynamics of Massively Multiplayer Online Games. In: Proceedings. New York: ACM Press, 2006. p. 407-416.

FALCÃO, T. P. Uma incursão sobre as estruturas comunicacionais em mundos virtuais. Estudo sobre a mediação dos diálogos pela figura do jogo. 2010. 186 f. Dissertação (Mestrado em Comunicação e Cultura Contemporânea) – Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Cultura Contemporânea, Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2010.

GEERTZ, C. Obras e Vidas: o antropólogo como autor. Rio de Janeiro: Ed. UFRJ, 2005.

IBARGOYEN, D. D. Jogos virtuais e a antropologia da performance. 2011. 146 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) – Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais, Universidade Estadual de Maringá, Maringá, 2011.

NARDI, B. My life as a Night Elf Priest: an anthropological account of World of Warcraft. Michigan: The University of Michigan Press, 2010.

PEARCE, C. Communities of Play: emergente cultures in multiplayer games and virtual worlds. Cambridge: The MIT Press, 2009.

REBS, R. R. Bens virtuais em social games. Revista Intercom, São Paulo, v. 35, n. 2, p. 205-224, jul./dez., 2012.

REIS, L. J. A. Sozinho mas junto: sociabilidade e violência no World of Warcraft. 2013. 341 f. Tese (Doutorado em Educação Física) – Programa de Pós-Graduação em Educação Física, Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2013.

REIS, L. J. A.; CAVICHIOLLI, F. World of warcraft como prática de lazer: sociabilidade e conflito “em jogo” no ciberespaço. Revista Movimento, Porto Alegre, v. 20, n. 3, p. 1083-1109, jul./set., 2014.

SALGADO, M. M. Sociabilidade em espaços digitais complexos de MMORPG. 2011. 111 f. Dissertação (Mestrado em Comunicação na Contemporaneidade) – Programa de Pós-Graduação em Comunicação na Contemporaneidade, Faculdade Cásper Líbero, São Paulo, 2011.

SEPE, C. P. Navegando na rede de interações de um RPG Online: um estudo de caso do game Erínia. 2007. 236 f. Tese (Doutorado em Comunicação) – Programa de Pós-Graduaçao em Comunicação, Universidade do Vale do Rio dos Sinos, São Leopoldo, 2007.

SILVA, R. P. A. World of Warcraft: semioses para produção de envolvimento em jogos eletrônicos. 2010. 114 f. Dissertação (Mestrado em Comunicação Social) – Programa de Pós-Graduação em Comunicação Social, Universidade Federal de Juiz de Fora, Juiz de Fora, 2010.

SIMMEL, G. A metrópole e a vida mental. In: VELHO, O. G. (Org.). O fenômeno urbano. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1967.

SIMMEL, G. Sociabilidade – um exemplo de sociologia pura ou formal. In: MORAES FILHO, E. (Org.). Sociologia. São Paulo: Ática, 1983.

STIGGER, M. P. Esporte, lazer e estilos de vida. Campinas: Autores Associados, 2002.

WAIZBORT, L. As aventuras de Georg Simmel. São Paulo: Edusp, 2004.

WILLIANS, D. [et al.]. From tree house to barracks: the social life of guilds in World of Warcraft. Games and Culture, v. 1, n. 4, out., 2006.

YEE, N. Introduction to the Role-Playing Series. [S.I]: The Daedalus Project, 2006a. Disponível em: http://www.nickyee.com/daedalus/archives/001524.php. Acesso em: 10 mar. 2013.

YEE, N. The Demographics, Motivations and Derived Experiences of Users of Massively-Multiuser Online Graphical Environments. Teleoperators and Virtual Environments, Presence, n. 15, Issue 3, p. 309-329, jun., 2006b.

Downloads

Publicado

2022-02-08

Como Citar

Reis, L. J. de A., & Cavichiolli, F. R. (2022). Jogando junto: aspectos da sociabilidade em jogos online. Tríade: Comunicação, Cultura E Mídia, 9(22), 204–228. https://doi.org/10.22484/2318-5694.2021v9n22p204-228