Estilos de aprendizagem: um estudo comparativo

Autores

  • Camila da Silva Schmitt
  • Maria José Carvalho de Souza Domingues

Resumo

A necessidade de aperfeiçoar e de tomar mais eficiente o processo educacional torna o conhecimento dos estilos de aprendizagem um fator crucial para auxiliar no aprimoramento do ensino. Entender os instrumentos que são utilizados nas práticas de ensino é vital para incorporá-los de maneira eficiente em sala de aula, trabalhando seus pontos fortes e distribuindo as semelhanças e diferenças entre eles. Esse artigo teve como objetivo analisar cinco modelos utilizados em sala de aula e encontrar na comparação de suas características, aspectos similares e distintos, para que cada um seja direcionado à temática de aprendizado de cada tipo de pessoa. Em vista disso, se realizou uma revisão literária, pois ajuda a encontrar na literatura informações relevantes que respondam o problema investigado. Constatou-se que ao analisar os pressupostos de definição teórica dos modelos, houve complicações para se encontrar uma abordagem universal. Entre as dificuldades, é possível citar a escassez de apoio à investigação quanto a validade e confiabilidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

27-07-2016

Como Citar

SCHMITT, Camila da Silva; DOMINGUES, Maria José Carvalho de Souza. Estilos de aprendizagem: um estudo comparativo. Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior, Campinas; Sorocaba, SP, v. 21, n. 2, 2016. Disponível em: https://periodicos.uniso.br/avaliacao/article/view/2598. Acesso em: 21 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos