FORMAÇÃO DE DOUTORES NO BRASIL: O ESGOTAMENTO DO MODELO VIGENTE FRENTE AOS DESAFIOS COLOCADOS PELA EMERGÊNCIA DO SISTEMA GLOBAL DE CIÊNCIA

Autores

  • Milena Yumi Ramos
  • Lea Velho

Resumo

Este artigo discute como a formação de pesquisadores é influenciada pela dinâmica de produção e uso do conhecimento num determinado contexto de aplicação. Desenvolve-se o argumento de que a política de pós-graduação no Brasil, orientada à carreira e ao desempenho acadêmico, como impõe o modelo de avaliação da Capes, não é capaz de atender às novas competências e papéis esperados dos doutores no atual cenário de intensificação das relações e do intercâmbio científico, econômico e cultural no âmbito nacional e, especialmente, internacional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Como Citar

RAMOS, Milena Yumi; VELHO, Lea. FORMAÇÃO DE DOUTORES NO BRASIL: O ESGOTAMENTO DO MODELO VIGENTE FRENTE AOS DESAFIOS COLOCADOS PELA EMERGÊNCIA DO SISTEMA GLOBAL DE CIÊNCIA. Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior, Campinas; Sorocaba, SP, v. 18, n. 1, 2013. Disponível em: https://periodicos.uniso.br/avaliacao/article/view/1578. Acesso em: 17 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos