AVALIAÇÃO DA SATISFAÇÃO DO ALUNO COM DEFICIÊNCIA NO ENSINO SUPERIOR

Autores

  • Elaine Maria Bessa Rebello Guerreiro
  • Maria Amélia Almeida
  • José Humberto da Silva Filho

Resumo

Neste início de século tem havido um crescimento do número de matrícula do aluno com deficiência no ensino superior. Porém, este fenômeno não está sendo avaliado para fins de averiguação da satisfação desse alunado quanto ao seu acesso e permanência. Este estudo tem por objetivo identificar o nível de satisfação desse alunado através de um instrumento construído pela pesquisadora. Trata-se de um estudo de caso, de caráter exploratório, em uma universidade do interior do Estado de São Paulo. Participaram do estudo oito com deficiência visual, seis com deficiência física, três com deficiência auditiva e uma com dificuldades de aprendizagem. O instrumento construído foi denominado de Escala de Satisfação e Atitudes de Pessoas com Deficiência – ESA. Em decorrência do tamanho da amostra, as técnicas estatísticas utilizadas foram no sentido exploratório e não inferencial. Verificou-se que as médias dos grupos diferenciaram-se de forma estatisticamente significativa (p=0,065) pelo Teste de Friedman, indicando que há diferenças entre os tipos de satisfação avaliados, no grupo estudado, a 90% de confiança. Os achados permitem-nos afirmar que a aplicação desse instrumento é viável e útil, no sentido de avaliar o rumo que a universidade está tomando com relação à garantia do acesso e permanência desse alunado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Como Citar

GUERREIRO, E. M. B. R.; ALMEIDA, M. A.; SILVA FILHO, J. H. da. AVALIAÇÃO DA SATISFAÇÃO DO ALUNO COM DEFICIÊNCIA NO ENSINO SUPERIOR. Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior, Campinas; Sorocaba, SP, v. 19, n. 1, 2014. Disponível em: https://periodicos.uniso.br/avaliacao/article/view/1824. Acesso em: 7 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigos