APRENDIZAGEM DA DOCÊNCIA EM ESPAÇOS INSTITUCIONAIS: É POSSÍVEL FAZER AVANÇAR O CAMPO DA FORMAÇÃO DE PROFESSORES?

Autores

  • Maria Isabel da Cunha

Resumo

A formação de professores tem sido um tema universalmente recorrente de estudos e reflexões. Talvez sejam dos temas mais abordados nas pesquisas do campo das ciências da educação. Constitui-se numa possibilidade inesgotável e sempre revisitada, dado que acompanha as visões e transformações sociais, culturais e econômicas da sociedade. Como a docência se caracteriza como uma profissão aninhada socialmente e atingida por valores políticos e culturais, se produz na dependência das compreensões que orientam os projetos educativos contextualizados. Há algum tempo, dada a fragilidade dos formatos tradicionais, caracterizados pela perspectiva exógena, a formação de professores vem reivindicando sua volta para o seio da profissão, valorizando a relação educação e trabalho e a potencialização da experiência dos sujeitos na sua própria formação, característica básica da aprendizagem dos adultos. Não mais vista apenas como um processo individual, movimentos e proposições se instalam assumindo a base do trabalho como espaço/lugar da formação. Ou seja, reivindicam a perspectiva das organizações aprendentes. O sujeito aprende quando se insere em espaços laborais que assumem para si essa condição. Essa é a posição defendida nesse ensaio afirmando que a formação de adultos se valoriza quando as modalidades nessa direção favorecem a capacidade dos atores, nas organizações, de produzirem seus próprios conhecimentos e esse é o caso dos professores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Como Citar

CUNHA, Maria Isabel da. APRENDIZAGEM DA DOCÊNCIA EM ESPAÇOS INSTITUCIONAIS: É POSSÍVEL FAZER AVANÇAR O CAMPO DA FORMAÇÃO DE PROFESSORES?. Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior, Campinas; Sorocaba, SP, v. 19, n. 3, 2014. Disponível em: https://periodicos.uniso.br/avaliacao/article/view/2061. Acesso em: 24 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigos