PROPRIEDADES PSICOMÉTRICAS DAS PROVAS DE PEDAGOGIA DO ENADE VIA TRI

Autores

  • Fernanda Luzia Lopes
  • Claudette Maria Medeiros Vendramini

Resumo

Avaliação em larga escala no contexto educacional tem por objetivo investigar as habilidades e competências do estudante na realização de tarefas acadêmicas. Um dos testes acadêmicos responsável por avaliar o conhecimento específico em distintas áreas do conhecimento é o Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes – Enade, aplicado aos estudantes desde 2004. Desse modo, o presente artigo tem por objetivo avaliar as propriedades psicométricas da prova de Pedagogia do Enade, aplicada no ano de 2005, por meio do modelo de Rasch da Teoria de Resposta ao Item. Para tanto, foi utilizado um banco de dados contendo informações acadêmicas de 49.497 estudantes do curso de Pedagogia que realizaram o Enade em 2005. Como material utilizou-se as provas de Formação Geral e de Componente Específico, compostas por questões objetivas e dissertativas. Os resultados do estudo sugeriram itens com boas propriedades psicométricas, foi possível observar que os índices de dificuldade dos itens foram, em média, de dificuldade mediana. Quanto às pessoas, a maior parte evidenciou nível de habilidades compatíveis à dificuldade média dos itens (-0,14), indicando que a prova possui um nível de dificuldade semelhante ao nível de habilidade das pessoas. Ponderando a importância da avaliação educacional, estudos que possam averiguar a qualidade da avaliação do Ensino Superior são fundamentais considerando a relevância que o tema impõe para a construção de uma educação com melhores propriedades e reconhecimento no panorama sócio-político-econômico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Como Citar

LOPES, Fernanda Luzia; VENDRAMINI, Claudette Maria Medeiros. PROPRIEDADES PSICOMÉTRICAS DAS PROVAS DE PEDAGOGIA DO ENADE VIA TRI. Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior, Campinas; Sorocaba, SP, v. 20, n. 1, 2015. Disponível em: https://periodicos.uniso.br/avaliacao/article/view/2161. Acesso em: 19 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos