ESTUDO DAS DIVERGÊNCIAS ENTRE CORRETORES NA AVALIAÇÃO DE PROVAS EM MATEMÁTICA

Autores

  • Méricles Thadeu Moretti Universidade Federal de Santa Catarina

Resumo

O presente estudo tem por objetivo levantar algumas questões a respeito das divergências entre corretores na atribuição de notas em provas de matemática. Tais indagações se mostram relevantes uma vez que, no caso dos concursos de vestibular, universidades brasileiras importantes adotam as denominadas provas dissertativas. Quando o concurso é baseado em provas do tipo de múltipla escolha, a correção é automatizada e o erro, se houver, pode ser mais facilmente detectado e, além disso, tem-se a compreensão exata do modo como atinge a todos os concursados. O mesmo não se pode dizer no caso da prova dissertativa em que a correção não é automatizada e sofre influência significativa de quem a corrige. Neste estudo mostraremos que certos elementos presentes nas respostas dos estudantes à prova podem proporcionar fortes divergências entre corretores. Tais divergências são um alerta às comissões dos concursos de vestibulares que devem perseguir uma certa uniformização de pontuação na correção das provas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2010-07-02

Como Citar

MORETTI, M. T. ESTUDO DAS DIVERGÊNCIAS ENTRE CORRETORES NA AVALIAÇÃO DE PROVAS EM MATEMÁTICA. Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior, Campinas; Sorocaba, SP, v. 12, n. 2, 2010. Disponível em: https://periodicos.uniso.br/avaliacao/article/view/226. Acesso em: 5 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigos