Cotas e desempenho acadêmico na UFBA: um estudo a partir dos coeficientes de rendimento

Autores

  • Adriano de Lemos Alves Peixoto
  • Elisa Maria Barbosa de Amorim Ribeiro
  • Antônio Virgilio Bittencourt Bastos
  • Maria Cecilia Koehne Ramalho

Resumo

Um debate recorrente em torno das cotas na universidade é a possibilidade do cotista obter rendimento satisfatório a despeito das diferenças no seu processo de formação anterior ao ingresso na Universidade. O objetivo deste estudo é comparar o desempenho de alunos cotistas e não cotistas da Universidade Federal da Bahia (UFBA), reunindo evidências que possam embasar ações institucionais no sentido de assegurar sólida formação a todos os seus alunos. A amostra foi por composta por todos os alunos ativos (N=26.175) matriculados. As análises indicam desempenho superior de não cotistas, sendo a magnitude da diferença 6,81% (F=348,114, p<.000) quando os dois grupos são diretamente comparados. Quando separados por área de conhecimento, os cotistas apresentam desempenho superior em cursos das áreas de artes e humanidades de média e baixa concorrência. O déficit na formação básica, principalmente no domínio da matemática, aparece como um possível fator de influência nesta diferença de desempenho. Os resultados sugerem um fenômeno complexo e multifacetado. Para além das disputas ideológicas é preciso intervir nesta disparidade para uma efetiva inclusão dos cotistas na universidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

27-07-2016

Como Citar

PEIXOTO, Adriano de Lemos Alves; RIBEIRO, Elisa Maria Barbosa de Amorim; BASTOS, Antônio Virgilio Bittencourt; RAMALHO, Maria Cecilia Koehne. Cotas e desempenho acadêmico na UFBA: um estudo a partir dos coeficientes de rendimento. Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior, Campinas; Sorocaba, SP, v. 21, n. 2, 2016. Disponível em: https://periodicos.uniso.br/avaliacao/article/view/2607. Acesso em: 21 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos