Uso dos resultados da autoavaliação institucional pelos gestores da Universidade de Brasília

Autores

Resumo

Este estudo aborda o tema avaliação de políticas e programas. Justifica-se diante da crença nacional de linearidade entre a realização de uma avaliação e o uso de seus resultados. O programa selecionado é a Autoavaliação Institucional (AAI), componente do Sinaes. A instituição selecionada, UnB, foi uma das pioneiras no campo da AAI, cuja experiência serviu de referência para a construção de políticas nacionais posteriores, como o atual Sinaes. Os objetivos específicos desta pesquisa foram: 1) descrever os facilitadores e barreiras no uso dos resultados da AAI da UnB sob a ótica de gestores, e 2) verificar se existem relações entre facilitadores e barreiras e os tipos de uso dos resultados pelos gestores. Os dados foram coletados através de um questionário e analisados através de análise de conteúdo e estatística descritiva e inferencial. Os resultados obtidos permitiram identificar as variáveis como potenciais barreiras ao uso dos resultados pelos gestores, revelando amplo foco de necessidades de melhorias e intervenções. A percepção de tais variáveis tem uma relação com o uso dos resultados da AAI, visto que gestores que avaliam tais variáveis mais como facilitadores são também aqueles que relatam o uso dos resultados. O presente estudo contribui ao preencher lacunas presentes no campo do uso de resultados de avaliação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2019-12-09

Como Citar

ARRUDA, J. A. de; PASCHOAL, T.; DEMO, G. Uso dos resultados da autoavaliação institucional pelos gestores da Universidade de Brasília. Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior, Campinas; Sorocaba, SP, v. 24, n. 3, 2019. Disponível em: https://periodicos.uniso.br/avaliacao/article/view/3796. Acesso em: 5 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)