Governança universitária

um panorama dos estudos científicos desenvolvidos sobre a governança em instituições de educação superior brasileiras

Autores

DOI:

https://doi.org/10.1590/S1414-40772021000100002

Palavras-chave:

Gestão universitária, Governança universitária, Revisão sistemática da literatura

Resumo

Este estudo apresenta um panorama dos estudos científicos desenvolvidos acerca da governança nas Instituições de Educação Superior brasileiras e identifica as lacunas no conhecimento nessa área. No que tange à metodologia, trata-se de um estudo predominantemente qualitativo, exploratório, descritivo e bibliográfico, com o emprego da técnica de Revisão Sistemática da Literatura. Realizou-se a busca por artigos em duas bases científicas: Portal de Periódicos da CAPES e Scientific Periodicals Electronic Library (SPELL®), com os constructos governança, universidade e suas variações. Seguindo o protocolo de pesquisa, retornaram a partir da busca um portfólio bibliográfico composto de 153 artigos. Para identificação das pesquisas alinhadas à presente investigação, foi realizada uma nova seleção nessa amostra, a partir da exclusão das publicações duplicadas, leitura dos títulos e resumos, respectivamente, o que resultou em apenas oito artigos para análise. Os resultados mostram que no ano 2006 consta a pesquisa mais antiga e 2015 o ano com maior produção sobre o tema, com três publicações. Contudo, no ano que se seguiu (2016), não houve publicação, o que impossibilita a afirmação de que as discussões sobre governança em IES seja crescente. Uma associação comum entre governança universitária e estratégia ou planejamento estratégico foi evidenciada em três dos oito artigos, o que sugere uma ligação intrínseca entre essas temáticas. Por outro lado, em virtude dos poucos artigos científicos identificados no presente estudo, depreende-se que há carência de investigação científica no Brasil acerca da temática governança universitária.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ASHLEY, Patrícia Almeida; FERREIRA, Roberto do Nascimento; REIS, Helvécio Luiz. Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior: oportunidades para a responsabilidade social na gestão estratégica de instituições de ensino superior. Revista Ibero-Americana de Estratégia, São Paulo, v. 5, n. 1, p. 23-35, 2007.

BALBACHEVSKY, Elizabeth; KERBAUY, Maria Teresa; FABIANO, Neylor de Lima. A Governança universitária em transformação: a experiência das universidades públicas brasileiras. In: KOGA-ITO, Cristiane Y.; LUCA, Tania R. de. Escola UNESP de liderança e gestão: instrumento para excelência da gestão institucional. São Paulo: Cultura Acadêmica, p. 125-138, 2016.

BALDRIDGE, J. Victor. Power and conflict in the university: research in the sociology of complex organizations. New York: John Wiley & Sons, 1971.

BALDRIDGE, J. Victor et al. Policy making and effective leadership. San Francisco: Jossey-Bass Publishers, 1978.

BOTELHO, Antônio; ALMEIDA, Mariza. Desconstruindo a política científica no Brasil: evolução da descentralização da política de apoio à pesquisa e inovação. Sociedade e Estado, Brasília, v. 27, n. 1, p. 117-132, 2012.

BRASIL. Tribunal de Contas da União (TCU). Governança Pública: referencial básico de governança aplicável a órgãos e entidades da administração pública e ações indutoras de melhoria. Brasília: TCU, Secretaria de Planejamento, Governança e Gestão, 2014.

BRASIL. Instrução Normativa Conjunta CGU/MP Nº 001, de 10 de maio de 2016. Dispõe sobre controles internos, gestão de riscos e governança no âmbito do Poder Executivo Federal. Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão/Controladoria Geral da União: DF, 2016.

BRASIL. Decreto nº 9.203, de 22 de Novembro de 2017. Dispõe sobre a política de governança da administração pública federal direta, autárquica e fundacional. 2017. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2017/decreto/D9203.htm>. Acesso em: 15 fev. 2018.

CLARKE, Horton R. Bringing it all together: Lancet-Cochrane collaborate on systematic reviews. The Lancet, Reino Unido: Oxford Elsevier, v. 357, n. 9270, p. 1777-1789, 2001.

COLOSSI, Nelson. Controle da gestão na universidade: algumas considerações. In: ENCUENTRO REGIONAL NOA SOBRE EVALUACIÓN DE LA EDUCACIÓN SUPERIOR, 1999, San Miguel de Tucumán. Anais […] Universidad Nacional de Tucumán. San Miguel de Tucumán, Argentina, 1999.

DA SILVA JUNIOR, Annor; MUNIZ, Reynaldo Maia; MARTINS, Priscilla de Oliveira. Governança corporativa na IES familiar de grande Porte: um estudo de caso. Revista Alcance, Biguaçu, v. 16, n. 3, 2009.

DENHARDT, Robert B. Teorias da administração pública. São Paulo: Cengage Learning, 2013.

DIAS, Taisa. Governança pública: uma concepção teórico-analítica aplicada no governo do Estado de Santa Catarina a partir da implantação das Secretarias de Desenvolvimento Regional. Tese (Doutorado em Administração). Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2012.

DIAS, Taisa; CÁRIO, Silvio A. F. Sociedade, desenvolvimento e o papel estratégico do Estado: uma reflexão sobre o surgimento da Governança Pública. Ensaios FEE, Porto Alegre, v. 35, n. 2, p. 337-362, dez. 2014

DIAS SOBRINHO, José. Autonomia universitária. Pro-Posições, Campinas, v. 4, n. 2, p. 53-59, jul. 1993.

ÉSTHER, Ângelo Brigato. As competências gerenciais dos reitores de universidades federais em Minas Gerais: a visão da alta administração. Cadernos EBAPE.BR, Rio de Janeiro, v. 9, Edição Especial, p. 648-667, jul. 2011. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1679-39512011000600011&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 18 ago. 2017.

ESTRADA, Rolando Juan S. Os rumos do planejamento estratégico na universidade pública. 2000. 206 f. Tese (Doutorado em Engenharia da Produção) – Centro Tecnológico, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2000.

FERENHOF, Helio Aisenberg; FERNANDES, Roberto Fabiano. Desmistificando a revisão de literatura como base para redação científica: método SFF. Revista ACB, São José, SC, v. 21, n. 3, p. 550-563, 2016.

GOMES, Osmailda da Fonseca et al. Sentidos e implicações da gestão universitária para os gestores universitários. Revista GUAL, Florianópolis, v. 6, n. 4 Edição Especial, p. 234-255, 2013.

HENN, Sara Abreu et al. Planejamento estratégico de uma instituição de ensino superior federal brasileira: uma análise à luz do movimento da governança pública. Revista Organizações em Contexto, São Bernardo do Campo, v. 13, n. 25, p. 219-243, 2017. Disponível em: https://www.metodista.br/revistas/revistas-metodista/index.php/OC/article/view/7395. Acesso em: 15 ago. 2017.

IFAC. International Federation of Accountants. Good governance in the public sector: consultation draft for an international framework, 2013. Disponível em: https://www.ifac.org/knowledge-gateway/contributing-global-economy/publications/international-framework-good-governance-public-sector. Acesso em: 1 mar. 2017.

JARZABKOWSKI, Paula; FENTON, Evelyn. Strategizing and organizing in pluralistic contexts. Long Range Planning, United Kingdom, v. 39, p. 631-648, 2006. Disponível em: https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S002463010600094X. Acessi em: 1 mar. 2017.

KELLER, G. Academic strategy. Baltimore: Johns Hopkins University Press, 1983.

KOBIYAMA, Adriana R. C. E.; SILVA, Elizabeth C. R. e; PERARDT, Susany. O Mestrado Profissional em Administração Universitária da Universidade Federal de Santa Catarina: um estudo de caso sobre o processo de criação e implantação. 2011. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/32856. Acesso em: 15 ago. 2017.

KOOIMAN, J. Governing as governance. Londres: Sage, 2003.

LENNAN, Maria Laura Mac; SEMENSATO, Bárbara Ilze; OLIVA, Fábio Lotti. Responsabilidade social empresarial: classificação das instituições de ensino superior em reativas ou estratégicas sob a ótica da governança corporativa. REGE-Revista de Gestão, São Paulo, v. 22, n. 4, p. 457-472, 2015.

MEYER JÚNIOR, Victor. A prática da administração universitária: contribuições para a teoria. Universidade em Debate, Paraná, v. 2, p. 1-15, dez. 2014. Disponível em: http://www2.pucpr.br/reol/pb/index.php/universidade?dd1=14749&dd99=view&dd98=pb. Acesso em: 18 ago. 2017.

MEYER JÚNIOR, Victor; SERMANN, Lúcia; MANGOLIM, Lúcia. Planejamento e gestão estratégica: viabilidade nas IES. In: COLÓQUIO INTERNACIONAL SOBRE GESTÃO UNIVERSITÁRIA NA AMÉRICA DO SUL, 4, 2004, Mar del Plata, Argentina. Anais [...]. Florianópolis, INPEAU, 2004. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/bitstream/handle/123456789/35823/Victor%20Meyer%20Jr%20-%20Planejamento%20e%20Gest%C3%A3o%20Estrat%C3%A9gica.pdf?sequence=4&isAllowed=y. Acesso em: 15 fev. 2017.

MONTENEGRO, Ludmilla Meyer; BULGACOV, Sergio. Governança e estratégia de cursos de graduação em administração na perspectiva da Teoria Ator-Rede. RAC-Revista de Administração Contemporânea, Rio de Janeiro, v. 19, n. 2, 2015.

MOORE, Mark; KHAGRAM, Sanjeev. On creating public value: what business might learn from government about strategic management. Corporate Social Responsability Initiative Working Paper No.3. Cambridge, MA: John F. Kennedy School of Government, Harvard University, 2004.

PASCUCI, Lucilaine et al. Managerialism na gestão universitária: implicações do planejamento estratégico segundo a percepção de gestores de uma universidade pública. Revista GUAL, Florianópolis, v. 9, n. 1, p. 37-59, jan. 2016.

PIERRE, J.; PETERS, B. G. Governance: politics and the State. Houndmills: MacMillan Press, 2000.

POLLETO, Carlos Alberto; ARAÚJO, Maria Arlete de; MATA, Wilson da. Gestão compartilhada de P&D: o caso da Petrobras e a UFRN. Revista de Administração Pública, Rio de Janeiro, v. 45, n. 4, p. 1095-1117, 2011.

RAQUEL, Izabela. Governança pública: a consolidação de uma matriz com atributos que caracterizam o tema, na perspectiva de especialistas. 2012. 173 p. Dissertação (Mestrado) - Programa de Pós-Graduação em Administração, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2012.

REBELO, Luiza Maria B.; COELHO, Christianne C. S. R.; ERDMANN, Rolf Hermann. Contribuições da Teoria da Complexidade ao Processo de Planejamento Estratégico em Universidades. In: MELO, Pedro Antônio de; COLOSSI, Nelson. Cenários da gestão universitária na contemporaneidade. Florianópolis: Insular, 2004.

RHODES, R. A. W. Understanding governance: policy networks, governance, reflexivity and accountability, Philadelphia, US, Open University Press, 2010.

SECCHI, Leonardo. Modelos organizacionais e reformas da administração pública. Revista de Administração Pública, Rio de Janeiro, v. 43, n. 2, p. 347-369, 2009.

STACEY, R. D. Strategic management and organisational dynamics. London: Pitman Publishing, 1996.

TEIXEIRA, José Franco; DE CASTRO, Luis Mota. Questões de governança e os papéis dos stakeholders no ambiente do ensino superior brasileiro. Revista Gestão Universitária na América Latina - GUAL, Florianópolis, p. 237-257, maio 2015.

VERGARA, Sylvia Constant. Projetos e relatórios de pesquisa em administração. 12. ed. São Paulo: Atlas, 2010.

VIRGILI LILLO, Mariol; GANGA CONTRERAS, Francisco; FIGUEROA AILLANIR, Katherine. Gobernanza universitaria o cogobierno: el caso de la Universidad de Concepción de Chile. Ultima década, Santiago, v. 23, n. 42, p. 187-216, jun. 2015. Disponível em: https://ultimadecada.uchile.cl/index.php/UD/article/view/56196/59412. Acesso em: 15 ago. 2017.

VIRGILI LILLO, Mariol; FIGUEROA AILLAÑIR, Katherine. Formas de elección de rectores en las universidades tradicionales privadas chilenas: una propuesta de investigación. Educação, Ciência e Cultura, Canoas, v. 21, n. 2, p. 75-102, dez. 2016. Disponível em: http://www.revistas.unilasalle.edu.br/index.php/Educacao/article/view/2236-6377.16.33/pdf. Acesso em: 15 ago. 2017.

Downloads

Publicado

19-04-2021

Como Citar

GESSER, Graziele Alano; OLIVEIRA, Clésia Maria de; MACHADO, Marilia Ribas; MELO, Pedro Antônio de. Governança universitária: um panorama dos estudos científicos desenvolvidos sobre a governança em instituições de educação superior brasileiras. Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior, Campinas; Sorocaba, SP, v. 26, n. 1, 2021. DOI: 10.1590/S1414-40772021000100002. Disponível em: https://periodicos.uniso.br/avaliacao/article/view/4648. Acesso em: 4 mar. 2024.

Edição

Seção

Artigos

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.