CRIATIVIDADE NA EDUCAÇÃO SUPERIOR: FATORES INIBIDORES

Autores

  • Eunice Maria Lima Soriano de Alencar
  • Denise de Souza Fleith

Resumo

O objetivo deste estudo foi investigar elementos percebidos por professores da educação superior como inibidores à promoção de condições adequadas ao desenvolvimento e expressão da criatividade de seus alunos. Trezentos e trinta e oito professores de instituições públicas e particulares de ensino superior responderam a uma checklist de barreiras à promoção de condições favoráveis à criatividade em sala de aula. Alunos com dificuldades de aprendizagem em sala de aula, desinteresse do aluno pelo conteúdo ministrado, poucas oportunidades para discutir e trocar ideias com colegas de trabalho sobre estratégias instrucionais e elevado número de alunos em sala de aula foram os itens com maior percentual de respostas. Alguns elementos cerceadores foram mais indicados por docentes de instituições públicas e outros por docentes de instituições particulares. Ademais, maior percentual de docentes do gênero feminino, comparativamente ao do gênero masculino, apontou cobrança de aulas expositivas pelos alunos e extensão do programa das disciplinas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Como Citar

ALENCAR, E. M. L. S. de; FLEITH, D. de S. CRIATIVIDADE NA EDUCAÇÃO SUPERIOR: FATORES INIBIDORES. Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior, Campinas; Sorocaba, SP, v. 15, n. 2, 2010. Disponível em: https://periodicos.uniso.br/avaliacao/article/view/866. Acesso em: 6 fev. 2023.

Edição

Seção

Artigos