COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO (CPA): SIMILARIDADES E DESSEMELHANÇAS NO USO DA ESTRATÉGIA NA EDUCAÇÃO SUPERIOR E EM ESCOLAS DO ENSINO FUNDAMENTAL

Autores

  • Mara Regina Lemes De Sordi

Resumo

O estudo reflete sobre os significados das Comissões Próprias de Avaliação (CPA) criadas como estratégia possibilitadora de processos de avaliação institucional participativa. Busca estabelecer comparações a partir da implementação desta estratégia em escolas de uma rede municipal de ensino a partir de uma releitura do modelo utilizado no SINAES. Os resultados confirmam a importância da CPA como instância que promove o encontro dos atores sociais nos espaços coletivos para buscarem o aprimoramento da qualidade de ensino de forma organizada e plural. Apontam-se as vantagens do uso das CPAs no ensino fundamental pela proximidade dos processos de avaliação dos atores internos e externos à escola.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Como Citar

SORDI, M. R. L. D. COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO (CPA): SIMILARIDADES E DESSEMELHANÇAS NO USO DA ESTRATÉGIA NA EDUCAÇÃO SUPERIOR E EM ESCOLAS DO ENSINO FUNDAMENTAL. Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior, Campinas; Sorocaba, SP, v. 16, n. 3, 2011. Disponível em: https://periodicos.uniso.br/avaliacao/article/view/907. Acesso em: 28 nov. 2022.

Edição

Seção

Artigos