Histórias fragmentadas nas memórias do ABC Paulista

  • Priscila Ferreira Perazzo Universidade Municipal de São Caetano do Sul - USCS
  • Barbara Heller Universidade Paulista - UNIP
Palavras-chave: Narrativas orais. Memória.Videografia. História de vida

Resumo

 

Por meio de dois vídeos, Lembranças das cidades (2004) e Narrativas orais de histórias de vida (2017), produzido pelo Núcleo Memórias do ABC, da Universidade Municipal São Caetano do Sul (USCS), apresentamos e analisamos os estudos da memória ali realizados há 14 anos. Enfatizamos a importância das imagens, da subjetividade e das narrativas orais para a preservação da memória local, pressupostos encabeçados, entre outros, por Beatriz Sarlo, Paul Ricoeur, Jacques Le Goff, João Carlos Sebe Meihy, Lucia Santaella referenciados no artigo. Os relatos dos depoentes, que se organizam por meio da linguagem verbal oral, são discursivos e também imagéticos. Concluímos que por meio dessas duas formas de expressão é possível aos que assistem a esses vídeos conhecer e imaginar o passado, o presente e o futuro da região.

 

Biografia do Autor

Priscila Ferreira Perazzo, Universidade Municipal de São Caetano do Sul - USCS

Doutora em História Social pela FFLCH-USP. Coordena o Laboratório Hipermídias de Comunicações Culturais (apoio FINEP), da qual o Memórias do ABC - Núcleo de Pesquisas e de Produções Midiáticas da USCS faz parte. Suas pesquisas voltam-se para os estudos de comunicação e cultura, transformações da comunicação na sociedade, processos de comunicação em meios ou em comunidades, questões que envolvam recepção, abordagens da memória, imaginário e narrativas orais.

Barbara Heller, Universidade Paulista - UNIP

Doutora em teoria literária pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Vice-coordenadora e professora do programa de pós-graduação em comunicação da Universidade Paulista – UNIP.

 

Referências

BENJAMIN, Walter. O narrador: considerações sobre a obra de Nikolai Leskov. Magia e téc- nica, arte e política: ensaios sobre literatura e história da cultura. São Paulo: Brasiliense, 1994, p. 197-221.
GOULART, Elias Estevão; PERAZZO, Priscila F.. Sujeito social, memória e comunicação: a experiência hipermidiática do sistema HiperMemo. In: PESSONI, Arquimedes; PERAZZO, Priscila F (org). Neorreceptor no fluxo da comunicação. Porto Alegre: EDUPCRS, 2013. p.107-122. Disponível em: . Acesso em: 25/03/2016.
GOULART, Elias Estevão; PERAZZO, Priscila F.. Caminhos cruzados no mundo digital: a hipermídia e a memória. Comunicação & Inovação, São Caetano do Sul, v. 11, n. 21:(16-23) jul-dez 2010. Disponível em: . Acesso em: 19/06/2017.
HALL, Stuart. Cultura e representação. Rio de Janeiro: PUC-Rio: Apicuri, 2016. LEGOFF, Jacques. História e memória. Campinas: Unicamp, 1990.
MEIHY, João Carlos Sebe. Manual de história oral. São Paulo: Loyola, 2005.
PERAZZO, Priscila. Narrativas Orais de Histórias de Vida. Comunicação & Inovação, jan-jul
Tríade, Sorocaba, SP, v. 6, n. 11, p. 124-140, mai. 2018
139
Histórias fragmentadas nas memórias do ABC Paulista
2015, Volume 16, no 30, pp. 121-131. Disponível em: . Acesso: 14 jul. 2017.
POLLACK, Michael. Memória, esquecimento, silêncio. Estudos Históricos, Rio de Janeiro, 1989, p.3-15.
RICOEUR, Paul. A memória, a história e o esquecimento. Trad. Alain François. Campinas: Editora da Unicamp, 2007.
RICOUER, Paul. Tempo e narrativa. Campinas, São Paulo: Papirus, 1994. Tomo I.
RICOUER, Paul.Tempo e narrativa. A intriga e a narrativa histórica. São Paulo: Martins
Fontes, 2010.
SANTAELLA, Lucia e NÖTH, Winfried. Imagem, cognição, semiótica, mídia. São Paulo: Iluminuras, 2008.
SELIGMANN-SILVA, Márcio. História, memória, literatura; o testemunho na era das catás- trofes. Campinas: Unicamp, 2003.
THOMPSON, Paul. História oral: patrimônio do passado e espírito do futuro. In: WORCMAN, Karen; PEREIRA, Jesus Vasquez (orgs.). História falada: memória, rede e mudança social. São Paulo: SESC SP, Museu da Pessoa e Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2006. p.1 9-43.
Publicado
2018-05-03
Seção
ARTIGOS - Outras Perspectivas