Telenovela como roteiro do real

uma análise da família homoafetiva em Amor à Vida e Em Família

  • Camilla Rodrigues Netto da Costa Rocha Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Consumo da Escola Superior de Propaganda e Marketing(PPGCOM/ESPM)
  • Maria Aparecida Baccega Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Consumo da Escola Superior de Propaganda e Marketing(PPGCOM/ESPM)
Palavras-chave: Comunicação, Mídia, Telenovela, Orientação sexual, Família homoafetiva

Resumo

O presente artigo tem por objetivo compreender as construções discursivas nas narrativas ficcionais televisivas em torno da homossexualidade, em especial, lançando luz ao debate legislativo contemporâneo em torno do conceito de família. Para tanto, selecionamos como corpus de análise duas telenovelas, Amor à Vida e Em Família, em que os personagens Félix e Clara, respectivamente, formam uma família homoafetiva. Assim, buscamos elucidar, por meio da Análise de Discurso de Linha Francesa (ADF), os sentidos articulados em torno das trajetórias desses personagens de modo que possamos compreender as articulações entre mídia e homossexualidade.

Referências

BACCEGA, M. A.. Narrativa ficcional de televisão: encontro com os temas sociais. Comunicação & Educação, São Paulo, n.26, p.7-16, jan-abr. 2003.
BACCEGA, M. A. Comunicação & Educação: do mundo editado à construção do mundo. Comun, São Paulo, v. 2, n.2, p. 176-187, jul-dez. 1999.
BACCEGA, M. A.. Palavra e discurso: história e literatura. São Paulo: Ática, 1995.
BAKTHIN, M. M. Marxismo e filosofia da linguagem: problemas fundamentais do método sociológico da linguagem. São Paulo: Hucitec, 2014.
BENETTI, M. Análise de discurso como método de pesquisa em comunicação. In: MOURA, Claudia Peixoto de; LOPES, Maria Immacolata Vassalo de (orgs.). Pesquisa em Comunicação: metodologias e Práticas Acadêmicas. Porto Alegre: ediPUCRS, 2016. p. 235-256
GOFFMAN, E. Estigma: notas sobre a manipulação da identidade deteriorada. 4. ed. Rio de Janeiro: LTC, 1988.
ILLOUZ, E. O amor nos tempos do capitalismo. Rio de Janeiro: Zahar, 2001.
LOPES, M. I. V. de; BORELLI, S. H. S.; RESENDE, V. da R. Vivendo com a telenovela: mediações, recepção, teleficcionalidade. São Paulo: Summus, 2002.
MARTIN-BARBERO, J. e REY, G. Os exercícios do ver: hegemonia audiovisual e ficção televisiva. São Paulo: Senac, 2004.
MELLO, L. Novas famílias: conjugalidade homossexual no Brasil contemporâneo. Rio de Janeiro: Garamond, 2005.
ORLANDI, E. Análise de Discurso: princípios e procedimentos. Campinas: Pontes, 2013.
SEDGWIG, E. K. A epistemologia do armário. In: ABELOVE, Henry et alli. The lesbian and gay studies reader. New York/London, Routledge, 1993. p. 45-61
WITTIG, M. The Straight Mind and other essays. Boston: Beacon Press, 1992.
Publicado
2017-12-08