Queernesse e transgressão do corpo no corpo do documentário Castanha

  • Guilherme Castro Universidade Anhembi Morumbi
  • Bernadette Lyra Universidade Anhembi Morumbi
Palavras-chave: Análise fílmica. Queernesse. Produção de sentido. Cinema em fluxo.

Resumo

Este artigo se propõe a compreender as configurações cinematográficas nas formas de documentário do longa metragem Castanha (Davi Pretto, 2014), frente à  teoria queer, referenciada por Butler e  a teoria da produção de presença, de Hans Ulrich Gumbrecht. É possível relacionar a não essencialidade que fundamenta ambas as teorias – de gênero e estética – e compreender que as estratégias do Cinema Direto e do Documentário Poético são formas de produção de presença que favorecem uma narrativa em fluxo; assim como é possível propor e perceber transgressões de queernesse no próprio corpo do filme.

Biografia do Autor

Guilherme Castro, Universidade Anhembi Morumbi

Doutorando e Mestre em Comunicação pela Universidade Anhembi Morumbi - UAM. Professor na Universidade Luterana do Brasil – ULBRA.

Bernadette Lyra, Universidade Anhembi Morumbi

2. Bernadette Lyra: Doutora em Artes/Cinema pela Universidade de São Paulo –USP. Professora do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Anhembi Morumbi, SP. Professora Emérita da Universidade Federal do Espírito Santo –UFES. 

Referências

BUTLER, Judith. Problemas de gênero: feminismo e subversão da identidade. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2015.DA-RIN, Sílvio. Espelho partido. Rio de Janeiro: Azougue Editorial, 2004.
GUMBRECHT, Hans Ulrich. Produção de presença: o que o sentido não consegue transmitir. Rio de Janeiro, Contraponto: Ed. PUC Rio, 2010.
GUMBRECHT, Hans Ulrich. Atmosfera, ambiência, stimmung: sobre um potencial oculto da literatura. Rio de Janeiro: Contraponto/PUC-Rio, 2014.
HUTCHEON, Linda. Uma teoria da paródia. Lisboa: Edições 70, 1989.
LINS, Consuelo; MESQUITA, Cláudia. Filmar o real. RJ: Jorge Zahar Editor, 2008.
LOPES, Denilson. Madame Satã. Catálogo New Queer cinema. 2015.
LYRA, Bernadette. A Nave extraviada. SP, ANNABLUME: ECA-USP, 1995.
NEWTON, Esther. In: BUTLER, Judith. Problemas de gênero: feminismo e subversão da identidade. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2015, p. 236.
SIETY, Emmanuel. El plano en el origen del cine. Barcelona: Paidós, 2004.
Publicado
2017-12-11