Roland Barthes contra Roland Barthes

O signo, da semiologia à semioclastia

  • Luis Felipe Abreu UFRGS
  • Alexandre Rocha da Silva Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

Resumo

O presente trabalho propõe uma retomada do pensamento de Roland Barthes sobre o signo, com o objetivo de demonstrar sua atualidade e pertinência para o pensamento semiótico e comunicacional. Para isso, parte-se a uma revisão crítica de seus ensaios semióticos, na constituição de um percurso teórico que vai de seu conceito de semiologia a Teoria do Texto, destacando aí os pontos de ruptura e as inversões metodológicas de sua obra. A partir daí e por fim propõe-se o estudo da ideia de semioclastia, enquanto ferramenta semiótica e política, capaz de oferecer uma visão outra aos objetos de pesquisa do contemporâneo.

Publicado
2018-09-05
Seção
ARTIGOS - Outras Perspectivas