Mulheres no palco

dispositivos fílmicos em Jogo de Cena e As Canções, de Eduardo Coutinho

Palavras-chave: mulheres, documentário, dispositivos fílmicos, eduardo coutinho

Resumo

O artigo discute a utilização de dispositivos fílmicos como uma estratégia narrativa nos documentários Jogo de Cena (2007) e As Canções (2011), do brasileiro Eduardo Coutinho. A investigação parte do conceito de dispositivo com o objetivo de compreender os procedimentos de produção e criação empregados nos filmes analisados e de que forma eles determinam a produção de sentido no filme visto na tela do cinema. Entre os dispositivos utilizados nas produções está o palco de um teatro vazio e o depoimento de mulheres. O artigo se ampara na noção de dispositivo fílmico e na teoria da auto-mise-en-scène, encontrada em Comolli a fim de compreender como construção de sentidos possibilita uma relação entre documentarista e a pessoa filmada.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Urbano LEMOS JR, ULJR, Universidade Anhembi Morumbi

Doutorando em Comunicação pela Universidade Anhembi Morumbi. Atualmente desenvolve pesquisa sobre cinema não ficcional, identidade cultural digitalização de patrimônios imateriais e documentários transmídia. 

Vicente Gosciola, VG, Universidade Anhembi Morumbi

Pós-doutor pela Universidade do Algarve-CIAC, Portugal. Doutor em Comunicação pela PUC-SP. Mestre em Ciências da Comunicação pela ECA-USP. Professor Titular do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Anhembi Morumbi. 

Referências

AGAMBEN, Giorgio. O que é um dispositivo? Outra Travessia, Florianópolis, n. 5, pp. 9-16, jan. 2005. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/Outra/article/view/12576.

Acesso em: 03 de maio de 2018.

ARANTES, Silvana. Todas as mulheres do mundo. Folha de São Paulo, São Paulo, 02 de novembro de 2007, Ilustrada. Disponível em:

https://www1.folha.uol.com.br/fsp/ilustrad/fq0211200707.htm. Acesso em: 24 de ago de 2018.

ARAÚJO, Mateus. Eduardo Coutinho, Pierre Perrault e as prosódias do mundo. In: OHATA, Milton (Org.). Eduardo Coutinho. São Paulo: Cosac Naify, 2013, pp. 432-449.

AS CANÇÕES. Direção: Eduardo Coutinho. Produção: João Moreira Salles, Mauricio Andrade Ramos. Rio de Janeiro: Videofilmes. 92min. 2011.

AUMONT, Jacques. A imagem. Campinas: Papirus, 1995, pp. 135-195.

BEZERRA, Claúdio. A personagem no documentário de Eduardo Coutinho. Campinas: Papirus, 2014.

COMOLLI, Jean-Louis. Ver e Poder – A inocência perdida: o cinema, televisão, ficção, documentário. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2008.

COUTINHO, Eduardo; XAVIER, Ismail; FURTADO, Jorge. O sujeito (extra) ordinário. In: MOURÃO, Maria D.; LABAKI, Amir (Orgs.). O cinema do real. São Paulo: Cosac Naify, 2014, pp. 138-208.

DOREA, Joana de Conti; MALUF, Sônia W. A dona da história: trajetória de Elizabeth no filme Cabra marcado para morrer. Revista Antropologia em Primeira Mão, UFSC, 2010, pp. 5-15.

FELLINI, Federico. A Arte da Visão: Conversa com Goffredo Fofi e Gianni Volpi. São Paulo: Martins Fontes, 2012.

FOUCAULT, Michel. Microfísica do poder. Rio de Janeiro: Graal, 1996.

FOUCAULT, Michel. A Arqueologia do Saber. 7a. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2008.

GONÇALVES, Osmar (org.). Narrativas Sensoriais: Ensaios sobre cinema e arte contemporânea. Rio de Janeiro: Editora Circuito, 2014.

GUMBRECHT, Hans U; PFEIFFER, K. Ludwig (eds.). Materialities of Communication. Stanford: Stanford University, 1994.

HAMBURGER, Esther. O Brasil Antenado. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2005.

HOLANDA, Karla. Documentário brasileiro contemporâneo e a micro-história. Devires, Belo Horizonte, v.2, n.1, 2004, pp. 86-101.

JOGO DE CENA. Direção: Eduardo Coutinho. Produção: Raquel Freire Zangrandi, Bia Almeida. Rio de Janeiro: Videofilmes. 107min. 2007.

LINS, Consuelo. Filmar o Real: sobre documentário brasileiro contemporâneo. Rio de Janeiro: Editora Zahar, 2008.

LINS, Consuelo. O cinema de Eduardo Coutinho: Do personagem fabulador ao espectador-montador. In: OHATA, Milton (Org.). Eduardo Coutinho. São Paulo: Cosac Naify, 2013, pp. 375-388.

LINS, Consuelo. O documentário de Eduardo Coutinho: televisão, cinema e vídeo. Rio de Janeiro: Zahar, 2004.

LINS, Consuelo. O filme-dispositivo no documentário brasileiro contemporâneo. In: Sobre Fazer Documentários. Vários autores. São Paulo: Itaú Cultural, 2007, pp. 44-51.

MACHADO, Arlindo. Cinema e Arte Contemporânea. Revista Z Cultural (UFRJ), v. 8, pp. 1-10, 2012.

MESQUITA, Cláudia. Fé na lucidez. In: OHATA, Milton (Org.). Eduardo Coutinho. São Paulo: Cosac Naify, 2013, pp. 237-250.

MESQUITA, Cláudia; QUEIROZ, Rubens Caixeta de. Não pensar o outro, mas pensar que o outro me pensa. Entrevista com Jean-Louis Comolli. Revista Devires, Belo Horizonte, v.2, n.1, pp.148-169, jan-dez. 2004.

OHATA, Milton (Org.). Eduardo Coutinho. São Paulo: Cosac Naify, 2013.

PARANAGUÁ, Paulo. O olhar no documentário. In: OHATA, Milton (Org.). Eduardo Coutinho.São Paulo: Cosac Naify, 2013, pp. 14-21.

RAMIA, María Campaña. “Não quero saber como o mundo é, mas como está”. In: OHATA, Milton (Org.). São Paulo: Cosac Naify, 2013, pp. 307-322.

XAVIER, Ismail. O Jogo de Cena e as outras cenas. In: OHATA, Milton (Org.). Eduardo Coutinho. São Paulo: Cosac Naify, 2013, pp. 604-627.

Publicado
2018-12-17
Como Citar
LEMOS JR, U., & Gosciola, V. (2018). Mulheres no palco. Tríade: Comunicação, Cultura E Mídia, 6(13), 23-37. https://doi.org/10.22484/2318-5694.2018v6n13p23-37
Seção
ARTIGOS - Outras Perspectivas