Novos atores em cena

Primeiras análises sobre o Intercept Brasil

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22484/2318-5694.2019v7n15p9-27

Resumo

No presente artigo, realizo investigação acerca da linha editorial do Intercept Brasil, versão brasileira do site de notícias norte-americano, criada em 2016. Por meio da combinação de análises de viés quantitativo e qualitativo e entrevistas semiestruturadas com jornalistas da empresa (PEREIRA, 2012), busco realizar interpretação sobre a identidade do veículo. Apesar do curto tempo de existência, o cibermeio jornalístico apresenta expressivas características próprias – como a relativização das noções tradicionais do jornalismo político (MIGUEL, 2002) – compreendidas pela análise dos assuntos que foram noticiados e das conversações com os integrantes do Intercept. Tentamos começar a entender o espaço do site no atual cenário da imprensa nacional, em especial com relação à chamada “grande imprensa”

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ivan Bomfim, Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG)

Professor adjunto do Departamento de Jornalismo e do Mestrado em Jornalismo da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG). Realizou pós-doutorado em Ciências da Comunicação na Unisinos e em Processos Jornalísticos na UEPG. Possui mestrado e doutorado em Comunicação e Informação pela UFRGS, graduação em História pela UFMG e em  Comunicação Social/Jornalismo pelo UNIBH.

 

Publicado

2019-08-10

Como Citar

Bomfim, I. (2019). Novos atores em cena: Primeiras análises sobre o Intercept Brasil. Tríade: Revista De Comunicação, Cultura E Mídia, 7(15). https://doi.org/10.22484/2318-5694.2019v7n15p9-27

Edição

Seção

ARTIGOS - Outras Perspectivas