A formação de clusters criativos e a coexistência nas cidades contemporâneas

Palavras-chave: Economia criativa, Cidades criativas, Porto digital

Resumo

Uma cidade criativa é regida, entre outras coisas, por conexões e, por isso, a coexistência se torna um fator relevante para seu publicness. O artigo ora apresentado tem como objetivo lançar um olhar para as mudanças sociais e econômicas ocorridas na sociedade contemporânea que fizeram com que se deslocasse o foco das atividades industriais para as atividades intensivas em conhecimento. Dessa forma, procura compreender o contexto de formação de uma nova economia cuja cadeia produtiva se estabelece sobre criatividade e inovação. Essa nova economia, no qual o capital tem base intelectual, fundamenta-se no indivíduo, na formação de redes sociais e na troca de conhecimentos, levando ao surgimento de uma estrutura econômica baseada na concentração geográfica de empresas inter-relacionadas com foco em produtos culturais e criativos, que estabelecem a coexistência no ambiente urbano onde se instalam e a consequente transformação das cidades: os Clusters Criativos.

Biografia do Autor

Christianne Soares Falcão, Universidade Católica de Pernambuco

Universidade Católica de Pernambuco, Serviço Funcional de Aprendizagem Comercial SENAC/ PE, Universidade Federal de Pernambuco

Alberico Paes Barreto Barros, Universidade Católica de Pernambuco

Possui graduação em ARQUITETURA E URBANISMO pela Universidade Federal de Pernambuco (1987) e especialização em ARQUITETURA E URBANISMO CONTEMPORÂNEOS pela Universidade Católica de Pernambuco (2011). Mestrando em Indústrias Criativas pela Universidade Católica de Pernambuco. Atualmente é Professor Assistente I da Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP), onde leciona desde 2008; e é sócio, desde 1994, do escritório RANGEL MOREIRA ARQUITETURA, que desenvolve projetos de Arquitetura, Urbanismo e Design.

Gabriela Viana Leão, Universidade Católica de Pernambuco

Jornalista e mestranda em Indústrias Criativas pela Universidade Católica de Pernambuco.

Referências

CASTELLS, M. O poder da comunicação. São Paulo: Paz e Terra, 2009.

FALCÃO, C. et al. O papel do Cluster Criativo na reabilitação urbana: o Bairro do Recife e o Porto Digital. In: LINS, A. M. G. (Org.). Mídia e cultura contemporânea: série linguagem, volume 3. Porto Alegre, RS: Editora Fi, 2018. p. 71-85.

FAUSTINO, P. Indústrias criativas, media e clusters. Lisboa: Media XXI, 2013.

FLORIDA, R. The rise of the creative class. New York: Basic Books, 2002.

LANDRY, C. Origens e futuros da cidade criativa. São Paulo: SESI-SP Editora, 2013.

LANDRY, C. The creative city: a toolkit for urban innovators. London: Earthscan, 2008.

LEITE, C., AWAD, J. Cidades sustentáveis, cidades inteligentes: desenvolvimento sustentável num planeta urbano. Porto Alegre: Bookman, 2012.

PARDO, J. Gestão e governança nas cidades criativas. In: REIS, A; KAGEYAMA, P (orgs). Cidades criativas: perspectivas. São Paulo: Garimpo de Soluções, 2011. p. 84-93.

PORTER, M. Clusters and the new economics of competition. Rio de Janeiro: Harvard Business Review, 1998.

REIS, A.C.F.: Cidades criativas – análise de um conceito em formação e da pertinência de sua aplicação à cidade de São Paulo. 312 f. Tese (Doutorado em Arquitetura) - Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011.

REIS, A.; URANI, A. Cidades criativas: perspectivas brasileiras. In: REIS, A; KAGEYAMA, P (orgs). Cidades criativas: perspectivas. São Paulo: Garimpo de Soluções, 2011. p. 30-37.

SILVA, Anderson D. F. da. O processo regulador na (re)conversão de um arranjo produtivo local: o caso do Portomídia – Centro de Empreendedorismo e Tecnologia da Economia Criativa. Dissertação (Mestrado em Administração) – Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2014.

SILVEIRA, S; BENKLER, Y. et al. Comunicação digital e a construção dos commons: redes virais, espectro aberto e as novas possibilidades de regulação. São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo, 2007.

SPOSITO, M. E. B. Capitalismo e urbanização. São Paulo: Contexto, 1988.

UNESCO. Guidelines on Intercultural Education. 2006. Disponível em: http://unesdoc.unesco.org/images/0014/001478/147878e.pdf. Acesso em: 14 nov. 2018.

Publicado
2019-04-22
Como Citar
Falcão, C., Barros, A., & Leão, G. (2019). A formação de clusters criativos e a coexistência nas cidades contemporâneas. Tríade: Comunicação, Cultura E Mídia, 7(14), 163-178. https://doi.org/10.22484/2318-5694.2019v7n14p163-178