Balizas do campo comunicação e política

Autores

  • Maria Helena Weber

DOI:

https://doi.org/10.22484/2318-5694.2020v8n18p6-48

Palavras-chave:

Comunicação e Política, Teorias da Comunicação, Mídias, Comunicação Pública

Resumo

O cabimento desse texto está relacionado à reflexão sobre aspectos que permitem identificar a consolidação do Campo da Comunicação e Política como um espaço interdisciplinar e substantivo à compreensão de fenômenos sociais, culturais, políticos e econômicos engendrados no trígono Estado, Mídia e Sociedade. Nessas três dimensões de poder podem ser identificados processos de comunicação e coerção singulares relacionados à visibilidade e credibilidade. O texto privilegia então a comunicação institucional, a comunicação societal, a comunicação midiática, a comunicação pública e aspectos históricos. O texto apresenta aspectos da complexidade teórica e metodológica de um campo que abrange regimes políticos, mídias, sistemas e produtos de comunicação, assim como a sua constituição no Brasil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Helena Weber

Professora e pesquisadora junto ao Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul onde exerceu as funções de Professora Titular e Professora Associada. É pesquisadora 1 do CNPq. Coordena o grupo de pesquisa NUCOP - Núcleo de Comunicação Pública e Política e do Observatório de Comunicação Pública (CNPq e UFRGS). Integra o Conselho Gestor do INCT-DD . Exerceu a função de coordenadora da área de Ciências Sociais Aplicadas (Comunicação. Ciência da Informação. Museologia) junto a CAPES e titular do CTC (2011 a 2014). Também cumpriu dois mandatos como coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. É doutora em Comunicação e Cultura pela UFRJ e mestre em Sociologia pela UFRGS, onde se formou em Comunicação Social, nas habilitações Relações Públicas e Propaganda. Sua produção científica e atividades estão vinculadas a temáticas sobre comunicação política, comunicação pública. Sua produção literária é marcada por contos publicados em coletâneas e livros autorais. Integrou a coordenação das assessorias de comunicação do Ministério da Educação (2003-2005); Prefeitura Municipal de Porto Alegre (1989-1991 e da UFRGS (1996-1998). Foi vice-presidente da COMPÓS e integrou a direção da COMPOLITICA.

Referências

APOSTOLIDËS, Jean-Marie. O rei-máquina – Espetáculo e política no tempo de Luís XIV. Rio de Janeiro: J.Olympio; Brasília: EDUNB,1993.

ARENDT, Hannah. A Vida do Espírito – o pensar, o querer, o julgar. Rio de Janeiro: Relume Dumará.1992.

BALANDIER, Georges. O poder em cena. Brasília: Ed. Universidade de Brasília, 1982.

BERGER, Christa. A Pesquisa em Comunicação na América Latina. In: HOHLFELDT, Antonio; MARTINO, Luiz C.; FRANÇA, Vera. (Org.). Teorias da Comunicação. Conceitos, escolas e tendências. Petrópolis: Vozes, 2001. p. 241-277.

BOURDIEU, Pierre. A opinião pública não existe. In: THIOLLENT,Michel (Org.). Crítica Metodológica. Investigação Social e enquete operária. São Paulo: Polis, 1980. p.137-151.

BOURDIEU, Pierre. Algumas propriedades dos campos. In: BOURDIEU, Pierre. Questões de sociologia. Rio de Janeiro: Marco Zero, 1983. p. 89-94.

BOURDIEU, Pierre. L’emprise du journalisme. Actes de la Recherce em Sciences Sopciales, Seuil, n.101/102, p. 3-9, mar. 1994.

CANETTI, Elias. Massa e poder. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.

CAPARELLI, Sérgio. Televisão e Capitalismo. Porto Alegre: L&PM, 1982.

CASTELLS, Manuel. Ruptura – A crise da democracia liberal. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2003.

CHARAUDEAU, Patrick. Discurso Político. São Paulo: Contexto, 2006.

DAYAN, Daniel; KATZ, Elihu. La história em directo – la restransmissión televisiva de los acontecimentos. Barcelona: G.Gilli, 1995.

DEBORD, Guy. A sociedade do espetáculo. Lisboa: Afrodite, 1967.

DEBRAY, Régis. O Estado sedutor. Petrópolis: Vozes, 1994.

DEWEY, John. The public and its problems – na essay in political inquiry. Chicago: Gateway Books, 1946.

ESTEVES, João Pissarra. Sociologia da Comunicação. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 2011.

GARCIA, Nélson Jahr. O Estado Novo: Ideologia e Propaganda Política – a legitimação do estado autoritário perante às classes subalternas. São Paulo: Loyola, 1982.

GOFFMAN, Erving. A representação do eu na vida cotidiana. Petrópolis: Vozes, 1992.

GOMES, Wilson. A democracia digital e o problema de participação civil na decisão política. Revista Fronteiras, São Leopoldo, v. 7. n. 34, p. 214-222, 2005.

GOMES, Wilson. 90 Anos de Comunicação e Política. Revista Contemporânea, Salvador, v. 9, n. 3, p. 337-343, 2011.

GOMES, Wilson; MAIA, Rousiley. Comunicação e Democracia: Problemas e Perspectivas. São Paulo: Paulus, 2008.

HABERMAS, Jürgen. Mudança estrutural da esfera pública. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 2003.

HARDT, Michael; NEGRI, Antonio. Multidão: guerra e democracia na era do Império. Rio de Janeiro: Record, 2005.

JAMESON, Friedric. A Lógica Cultural do Capitalismo Tardio. São Paulo: Ática, 1997.

LASSWELL, Harold. A linguagem da política. Brasília: UNB, 1979.

LIPPMANN, Walter. Opinião pública. Petrópolis: Vozes, 2008.

LIU, Alan P. L. Comunicación e Integración Nacional en la China Comunista. Barcelona: Gustavo Gili, 1978.

MAIA, Rousiley. Mídia e deliberação. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2008.

MAIA, Rousiley. Deliberation: the media and polítical talk. New York: IAMCR, 2012.

MARTINO, Luís Mauro Sá. Além do paradigma: propaganda política e democracia em seis artigos de Harold Lasswell. Interin, Curitiba. v. 13, n. 1, jan./jun. 2012.

MCCOMBS, Maxwell; WAYNBERG, Jacques. A teoria da agenda: a mídia e a opinião. Petrópolis: Vozes, 2009.

MCLUHAN, Marshall; FIORE, Quentin; AGEL, Jerome. Guerra y paz em la aldea global. Barcelona (ES): Martinez Roca, 1971.

MELO, José Marques. Circunstâncias que marcaram o percurso de um Jornalista/Pesquisador pelo Campo das Ciências da Comunicação. In: LOPES, Maria Immacollatta de Vassallo (Org.). Epistemologia da comunicação no Brasil: trajetórias autorreflexivas. São Paulo: ECA-USP, 2016. p. 69-100.

MORETTI, Marco Aurélio Morrone. A ética no jornalismo: o jornalismo em tempos de guerra. Cenários da Comunicação, São Paulo, v. 3, p. 89-102, dez. 2004.

NOELLE-NEUMANN, Elisabeth. La Espiral Del Silencio: Opinión pública: nuestra piel social. Buenos Aires: Paidós, 2010.

QUÉRÉ, Louis. A individualização dos acontecimentos no quadro da experiência pública. Caleidoscópio, Lisboa, n. 10, p. 13-37, 2011.

REICH, Wilhelm. Psicologia de massa do fascismo. Porto: Publicações Escorpião, 1974.

ROSANVALLON, Pierre. La contre-démocratie: la démocratie à l’âge de la défiance. Paris: Seuil, 2006.

RUBIM, Antônio A. C.; AZEVEDO, Fernando Antonio. Mídia e Política no Brasil. Lua Nova, São Paulo, v. 1, n. 43, p. 189-216, 1998.

SARTORI, Giovanni. Homo Videns – la sociedad teledirigida. Buenos Aires: Taurus, 1998.

SCHWARTZENBERG, Roger-Gérard. O estado espetáculo. São Paulo: DIFEL, 1978.

TARDE, Gabriel. A opinião e as massas. São Paulo: Martins Fontes, 1992.

TARROW, Sidney. O poder em movimento: movimentos sociais e confronto político. Petrópolis: Vozes, 2009.

TCHAKHOTINE, Serge. A Mistificação das Massas pela Propaganda Política. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1967.

TILLY, Charles; TARROW, Sidney. Politique(s) du conflict: de la grève à la révolution. Paris: Sciences Po, 2008.

WEBER, Maria Helena. Ditadura & Sedução (Redes de Comunicação e Coerção no Brasil – 1969/1973). In: WEBER, Maria Helena. Comunicação e Espetáculos da Política. Porto Alegre: Ed. UFRGS, 2000. p. 139-216.

WEBER, Maria Helena. Do acontecimento público ao espetáculo político-midiático. Caleidoscópio, Lisboa, n. 10, p. 189-203, jun. 2013.

WEBER, Maria Helena. Imagem Pública. In: RUBIM, Antonio Albino Canelas. Comunicação e Política – conceitos e abordagens (Org.). Salvador: Edufba, 2004. p. 259-307.

WEBER, Maria Helena. Visibilidade e credibilidade: tensões da comunicação política. In: MAIA, Rousiley; CASTRO, Maria Ceres S. (Org.). Mídia, esfera pública e identidades coletivas. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2006. p. 117-136.

WEBER, Maria Helena; COELHO, Marja Pfeifer; LOCATELLI, Carlos (Org.). Comunicação Pública e Política – pesquisa e práticas. Florianópolis: Insular, 2017.

Publicado

2020-09-18

Como Citar

Weber, M. H. (2020). Balizas do campo comunicação e política. Tríade: Revista De Comunicação, Cultura E Mídia, 8(18), 6-48. https://doi.org/10.22484/2318-5694.2020v8n18p6-48