Jornalismo, socialismo e humor

lugares e saberes de Raimundo Pereira e Ziraldo na imprensa alternativa brasileira durante a ditadura militar

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22484/2318-5694.2021v9n21p123-149

Resumo

O artigo tem por objetivo compreender as visões de jornalistas que atuaram na imprensa alternativa durante a ditadura militar brasileira (1964-1985) como forma de contribuir para o desvelamento da complexidade do fenômeno. Como corpus, vale-se dos depoimentos de Raimundo Pereira e de Ziraldo registrados no acervo do Instituto Vladimir Herzog pelo projeto “Resistir é Preciso”. Os depoimentos passaram por decupagem e foram categorizados para a identificação de semelhanças e de contrastes relacionados às visões dos agentes sobre suas práticas e estratégias jornalísticas de contestação ao regime. Infere-se que o caráter contestatório, calcado na busca por modelos alternativos às práticas jornalísticas dominantes do período, possuem divergências, posto que Ziraldo recorre ao humor como forma de deslegitimar o regime, enquanto Raimundo Pereira propõe um modelo crítico de jornalismo orientado por uma visão socialista.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcos Paulo da Silva, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS)

Professor do Programa de Pós-Graduação em Comunicação e do Programa de Pós-Graduação em Estudos de Linguagens da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS). Doutor em Comunicação Social pela Universidade Metodista de São Paulo (UMESP), com estágio de doutorado-sanduíche pela Syracuse University (Nova Iorque, Estados Unidos).

Leopoldo Pedro Neto, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS)

Mestre em Comunicação pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS).

Referências

ALVES PINTO, Ziraldo. Série de Documentários Resistir é Preciso. [S.I.]: Instituto Vladimir Herzog, São Paulo, 2010. Disponível em: https://vladimirherzog.org/acoes-ivh/pecas-ponto-de-partida-e-patetica/.

AQUINO, Maria Aparecida de. Censura, imprensa e Estado Autoritário (1968-1978): o exercício cotidiano da dominação e da resistência: O Estado de São Paulo e Movimento. Bauru: EDUSC, 1999.

CONSELHO e equipe. Instituto Vladimir Herzog, São Paulo, s.d. Disponível em: https://vladimirherzog.org/o-instituto/conselho/. Acesso em: 4 mar. 2020.

FICO, Carlos. História do Brasil Contemporâneo. São Paulo: Contexto, 2015.

GRAMSCI, Antonio. Os Intelectuais e a organização da cultura. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1968.

KUCINSKI, Bernardo. Jornalistas e revolucionários: no tempo da imprensa alternativa. São Paulo: Scritta, 2018.

NAPOLITANO, Marcos. A resistência cultural durante o regime militar brasileiro: Um novo olhar historiográfico. In: MOTTA, Rodrigo Patto Sá (Org). Ditaduras militares: Brasil, Argentina, Chile e Uruguai. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2015. p. 193-212.

NAPOLITANO, Marcos. 1964: História do Regime Militar Brasileiro. São Paulo: Editora Contexto, 2018.

NOSSA história. Instituto Vladimir Herzog, São Paulo, s.d. Disponível em: https://vladimirherzog.org/nossa-historia/. Acesso em: 4 mar. 2020.

O INSTITUTO. Instituto Vladimir Herzog, São Paulo, s.d. Disponível em: https://vladimirherzog.org/o-instituto/. Acesso em: 4 mar. 2020.

PEDRO NETO, Leopoldo. Construção do ethos jornalístico de resistência na imprensa alternativa durante a ditadura militar brasileira: estudo dos depoimentos do projeto Resistir é Preciso. 2020. 254 f. Dissertação (Mestrado em Comunicação) – Programa de Pós-Graduação em Comunicação, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campo Grande, 2020.

PEREIRA, Raimundo. Série de Documentários Resistir é Preciso. [S.I.]: Instituto Vladimir Herzog, São Paulo, 2010. Disponível em: https://vladimirherzog.org/acoes-ivh/pecas-ponto-de-partida-e-patetica/.

PERUZZO, Cicilia Maria Krohling. Revisando os conceitos de comunicação popular, Alternativa e Comunitária. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO, 29., 2006, Brasília, DF. Anais [...]. Brasília, DF: Universidade de Brasília, 2006.

PROTAGONISTAS dessa história. Resistir é Preciso, São Paulo, 2011. Disponível em: https://resistirepreciso.org.br/protagonistas-dessa-historia/. Acesso em: 4 mar. 2020.

Downloads

Publicado

2021-08-24

Como Citar

da Silva, M. P., & Pedro Neto, L. (2021). Jornalismo, socialismo e humor: lugares e saberes de Raimundo Pereira e Ziraldo na imprensa alternativa brasileira durante a ditadura militar. Tríade: Comunicação, Cultura E Mídia, 9(21), 123–149. https://doi.org/10.22484/2318-5694.2021v9n21p123-149

Edição

Seção

ARTIGOS - Outras Perspectivas