A NEGAÇÃO DO DIREITO À DIFERENÇA NO COTIDIANO ESCOLAR

Autores

  • Maria Teresa Esteban

Resumo

Este artigo se propõe a contribuir com o debate sobre a qualidade da educação no Brasil, colocando em diálogo os procedimentos de avaliação instaurados, com ênfase na avaliação externa baseada em provas estandardizadas, e os processos de democratização da escola pública. Questiona o lugar que estudantes e professores/as ocupam na avaliação externa e evidencia outros percursos para a avaliação tomando como referência as questões postas pelo cotidiano escolar. Articula a reflexão considerando a necessidade de discutir a qualidade da educação para as classes populares, em consonância, também, com o movimento docente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Como Citar

ESTEBAN, Maria Teresa. A NEGAÇÃO DO DIREITO À DIFERENÇA NO COTIDIANO ESCOLAR. Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior, Campinas; Sorocaba, SP, v. 19, n. 2, 2014. Disponível em: https://periodicos.uniso.br/avaliacao/article/view/1946. Acesso em: 19 maio. 2024.

Edição

Seção

Dossiê