Pós-graduações brasileiras em engenharia e a formação pedagógica docente

um estudo dos dados na Plataforma Sucupira

Authors

Keywords:

formação docente, pós-graduação, engenharia, plataforma Sucupira

Abstract

Este trabalho, de cunho quantitativo, objetivou avaliar o espaço que programas de pós-graduação stricto sensu brasileiros das áreas de engenharias dão à formação docente, que é um de seus objetivos, de acordo com a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) e com a Lei 9.394/96 das Diretrizes e Bases da Educação (LDB). Tendo como base a análise da avaliação da pós-graduação entre 2013 e 2016, coletou-se mais de 1.600.000 dados extraídos da Plataforma Sucupira para identificar e quantificar a presença de termos chave da área de educação nos títulos de Disciplinas, Produções e Trabalhos Finais na área de engenharia. Observou-se que 0,39% das disciplinas, 0,8% da produção intelectual, 0,93% dos trabalhos finais e 0,54% da produção intelectual relevante dialogam de fato com a área pedagógica, concluindo que há uma desvalorização da formação docente nos programas analisados, reforçando estudos qualitativos prévios.

Downloads

Download data is not yet available.

References

AUCHEY, F. L.; MILLS, T. H.; AUCHEY, G. J. Re-Engineering the Undergraduate Building Construction Program for the 21st Century. Journal of Engineering Education, Washington, v. 87, n. 1, p. 71-78, 1998. Disponível em: 10.1002/j.2168-9830.1998.tb00324.x. Acesso em: 10 mar. 2021.

BAZZO, Walter Antonio. Ciência, tecnologia e sociedade: e o contexto da educação tecnológica. 3. ed. Florianópolis: Editora UFSC, 2011.

BARBOZA, Emiliano. Escola Politécnica da Bahia: poder, política e educação na Bahia Republicana (1896-1920). Dissertação (Mestrado em História Social) – Instituto de Ciências Humanas e Filosofia, Universidade Federal Fluminense. Niterói-RJ, 2010.

BARRETTO, Elba Siqueira de Sá. Trabalho docente e modelos de formação: velhos e novos embates e representações. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v. 40, n. 140, p. 427-443, 2010. Disponível em: https://www.scielo.br/j/cp/a/H7dM3LbqDq4cwfZQ5vyLbdj/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 10 maio 2015.

BARROS, C.; DIAS, A.; CABRAL, A. Ações de formação docente institucionais: quais as contribuições para a constituição do docente-bacharel? Ensaio: aval. pol. públ. Educ., Rio de Janeiro, v.27, n.103, p. 317-339, abr./jun. 2019

BEHAR, P. A. Modelos pedagógicos em educação a distância. Porto Alegre: Artmed, 2009.

BERTICELLI, I. A.; TELLES, A. M. O currículo na contemporaneidade: filosofia e tendências. Revista Pedagógica, Chapecó, v. 19, n. 41, p. 271-286, maio/ago. 2017. Disponível em: https://bell.unochapeco.edu.br/revistas/index.php/pedagogica/article/view/3594/2220. Acesso em: 10 mar. 2019.

BOOTE, D. Da história e do futuro da formação dos professores do Canadá inglês: a tradição na prática dos formadores dos professores. In: TARDIF, Maurice; LESSARD, Claude. O ofício de professor: história, perspectivas e desafios internacionais. Petrópolis, RJ: Vozes, 2008. p. 25-53.

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional - n.º 9.394, Brasília, de 20 de dezembro de 1996. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm Acesso em: 10 mar. 2019.

CAPES. Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Plano Nacional de Pós-Graduação – PNPG 2011-2020. Brasília, DF: CAPES, 2010.

CAPES. Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Plataforma Sucupira. Brasília, DF: 2019. Disponível em: https://www.gov.br/capes/pt-br/acesso-a-informacao/acoes-e-programas/avaliacao/sobre-a-avaliacao/avaliacao-o-que-e/sobre-a-avaliacao-conceitos-processos-e-normas/conceito-avaliacao. Acesso em: 15 dez. 2019.

COCHRAN-SMITH, M. Learning and unlearning: the education of teacher educators. Teaching and Teacher Education, Oxford, n. 19, p. 5-28, 2003. Disponível em: https://www-sciencedirect.ez133.periodicos.capes.gov.br/science/article/pii/S0742051X02000914. Acesso em: 10 mar. 2021.

COELHO, Ildeu Moreira. Formação do professor: dever do Estado, tarefa da Universidade. In: COELHO, Ildeu Moreira. Formação do professor. São Paulo: Ed. Unesp, 1996. v. 1.

CONLEY, C. H. et al. Teaching teachers to teach engineering-T4E. Journal of Engineering Education, Washington, v. 89, n. 1, p. 31-38, 2000. Disponível em: 10.1002/j.2168-9830.2000.tb00491.x. Acesso em: 10 mar. 2021.

CORRÊA, Guilherme Torres; RIBEIRO, Victoria Maria Brant. Formação pedagógica no ensino superior e o papel da pós-graduação stricto sensu. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 39, n. 2, p. 319-334, 2013. Disponível em: https://www.scielo.br/j/ep/a/fKHpmcmQS3yTtkMFkCzyBzq/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 10 maio 2015.

CUNHA, Luiz Antônio. Desenvolvimento desigual e combinado no ensino superior: estado e mercado. Educação e Sociedade, Campinas, v. 25, n. 88, p. 795-817, 2004. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/es/v25n88/a08v2588.pdf. Acesso em: 10 maio 2015.

CURY, Carlos Roberto Jamil et al. Medo à liberdade e compromisso democrático: LDB e Plano nacional da educação. São Paulo: Editora do Brasil, 1997.

DOURADO, Luiz Fernandes; OLIVEIRA, João Ferreira de. A qualidade da educação: perspectivas e desafios. Cadernos CEDES, Campinas, v. 29, n. 78, 2009.

EUA. European University Association. Trends 2018: learning and teaching in the European Higher Education Area. 2018. Disponível em: https://eua.eu/downloads/publications/trends-2018-learning-and-teaching-in-the-european-higher-education-area.pdf. Acesso em: 10 mar. 2021.

FURTADO, A. F. O desafio do ensino de engenharia frente aos problemas econômicos, energéticos e a sustentabilidade. Revista Triângulo, Uberaba, v. 6, n. 1, p. 3-21, 2013.

GATTI, Bernadete. Formação de professores, complexidade e trabalho docente. Rev. Diálogo Educ., Curitiba, v. 17, n. 53, p. 721-737, 2017. Disponível em: https://periodicos.pucpr.br/index.php/dialogoeducacional/article/viewFile/8429/17739. Acesso em: 14 fev. 2019.

GAUTHIER, Clemont et al. Por uma teoria da pedagogia: pesquisas contemporâneas sobre o saber docente. Ijuí: Ed. UNIJUÍ, 1998.

GOUVEIA, Marco Aurélio da Cruz. Desafios para o futuro do ensino da engenharia. Revista Engenharia e Tecnologia Aplicada, Guarulhos, 2017. Disponível em: http://revistas.ung.br/index.php/engenhariaetecnologia/article/view/3044. Acesso em: 10 mar. 2021.

GRAY, David. Pesquisa no mundo real. Porto Alegre: Penso, 2012.

HERDEIRO, Rosalinda; SILVA, Ana Maria. Qualidade e trabalho docente: as experiências e oportunidades de aprendizagem dos professores. Educação & Sociedade, Campinas, v. 35, n. 126, p. 237-254, 2014. Disponível em: https://www.scielo.br/j/es/a/tfYxsyb4czfdGxnCX3FbdYG/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 12 maio 2015.

HORTA, José Silvério Bahia; MORAES, Maria Célia Marcondes de. O sistema CAPES de avaliação da pós-graduação: da área de educação à grande área de ciências humanas. Rev. Bras. Educ., Rio de Janeiro, n. 30, p. 95-116, dez. 2005.

INEP. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação - Presencial e a Distância. Brasília-DF: INEP, 2017.

JOAQUIM, Nathália de Fátima et al. Entre o discurso praticado e a realidade percebida no processo de formação docente. Avaliação, Campinas, v. 17, n. 2, p. 503-528, 2012. Disponível em: https://www.scielo.br/j/aval/a/HmGTqzbLDWKgTgGYwVfW6gz/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 10 mar. 2021.

LANG, V. A profissão de professor na França: permanência e fragmentação. In: TARDIF, Maurice; LESSARD, Claude. O oficio de professor: história, perspectivas e desafios internacionais. Petrópolis: Rio de Janeiro: Vozes, 2008. p. 152-166.

LELIS, Isabel. A construção social da profissão docente no Brasil: uma rede de histórias. In: TARDIF, Maurice; LESSARD, Claude. O oficio de professor: história, perspectivas e desafios internacionais. Petrópolis: Rio de Janeiro: Vozes, 2008. p. 54-66.

LÜDKE, M.; MOREIRA, A. F. B. Recent proposals to reform teacher education in Brazil. Teaching and teacher education, Oxford, v. 15, n. 2, p. 169-178, 1999.

MAINALI, B. P. Critical Thinking for Quality Education. Academic Voices: A Multidisciplinary Journal, Birgunj/Nepal, n. 1, 6–12, 2011. Disponível em: https://doi.org/10.3126/av.v1i0.5300. Acesso em: 10 mar. 2021.

MOSS, Peter. We Cannot Continue as We Are: the educator in an education for survival. Contemporary Issues in Early Childhood. London, v. 11, n. 1, 2010. Disponível em: https://journals.sagepub.com/doi/pdf/10.2304/ciec.2010.11.1.8. Acesso em: 10 mar. 2021.

NÓVOA, António. Formação de professores e profissão docente. In: NÓVOA, António (org.). Os professores e a sua formação. Lisboa: Publicações Dom Quixote, 1992. p. 13-33.

OECD. Equity and Quality in Education: Supporting Disadvantaged Students and Schools. Paris OECD, 2012. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1787/9789264130852-en. Acesso em: 10 mar. 2021.

OKOLIE, U. C. et al. Does PhD qualification improve pedagogical competence? A study on teaching and training in higher education, Journal of Applied Research in Higher Education, Bingley, v. 12, v. 5, p. 1233-1250, 2020. Disponível em: https://www.emerald.com/insight/content/doi/10.1108/JARHE-02-2019-0049/full/html. Acesso em: 10 mar. 2021.

OLIVEIRA JÚNIOR, Ailton Paulo de; PRATA-LINHARES, Martha Maria; KARWOSKI, Acir Mário. Formação docente no contexto brasileiro das Instituições Federais de Educação Superior. Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação, Rio de Janeiro, v. 26, n. 98, 2018. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0104-40362018002600902. Acesso em: 10 mar. 2021.

PEARSON, Karl. Mathematical Contributions to the Theory of Evolution. III. Regression, Heredity, and Panmixia. Phil. Trans. R. Soc., London, 187, p. 253-318, 1896.

PIMENTA, Selma Garrido. Formação de professores: identidade e saberes da docência. In: PIMENTA, S. G. Saberes pedagógicos e atividade docente. São Paulo: Cortez, 1999.

PIMENTA, Selma Garrido; GHEDIN, Evandro. Professor reflexivo no Brasil. Gênese e crítica de um conceito. São Paulo: Cortez, 2002.

PIMENTA, Selma Garrido. Critical-collaborative action research: constructing its meaning through experiences in teacher education. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 31, n. 3, 2005. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1517-97022005000300013&script=sci_arttext&tlng=e. Acesso em: 27 jul. 2019.

REZENDE, Flavia et al. Qualidade da educação científica na voz dos professores. Ciência & Educação, Bauru, v. 17, n. 2, p. 269-288, 2011. Disponível em: https://www.scielo.br/j/ciedu/a/z4mdkQwRfqQNKXHcN9vFYvz/?lang=pt. Acesso em: 20 maio 2018.

ROLDÃO, Maria do Céu. Função docente: natureza e construção do conhecimento profissional. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, v. 12 n. 34 jan./abr. 2007.

SACRISTÁN, J. Gimeno. O currículo: uma reflexão sobre a prática. 3. ed. Porto Alegre, Artmed, 1998.

SAVIANI, Dermeval. História das idéias pedagógicas no Brasil. São Paulo: Autores Associados, 2007.

SAVIANI, Dermeval. Formação de professores: aspectos históricos e teóricos do problema no contexto brasileiro. Rev. Bras. Educ., Rio de Janeiro, v. 14, n. 40, p. 143-155, 2009.

SJR - SCIMAGO JOURNAL & COUNTRY RANK. 2021. Disponível em: https://www.scimagojr.com/journalrank.php?area=3300&category=3304. Acesso em: 10 mar. 2021.

TARDIF, Maurice. Saberes docentes e formação profissional. Petrópolis: Vozes, 2002.

TEO, Timothy et al. Initial teacher training for twenty-first century skills in the Fourth Industrial Revolution (IR 4.0): A scoping review. Computers & Education, Oxford, v. 170, 2021. Disponível em: https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0360131521001007. Acesso em: 10 mar. 2021.

THAREJA, P. The Education of quality for quality education. J Adv Res Eng & Edu, Ghaziabad, v.2, n. 2, p. 16-30, 2017. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/334612447_The_Education_of_Quality_for_Quality_Education. Acesso em: 10 mar. 2021.

VÁZQUEZ, Adolfo Sánchez. Filosofia da Práxis. 2ª ed. Buenos Aires: Coleção Pensamento Social Latino Americano. Clasco: São Paulo: Expressão Popular, 2011.

VERGARA, M. G. Didactics, temporality and teacher education. Rev. Bras. Educ., Rio de Janeiro, v. 20, n. 62, p. 595-617, jul-set, 2015.

WANKAT, P. C. Educating engineering professors in education. Journal of Engineering Education, Washington, v. 88, n. 4, p. 471-475, 1999. Disponível em: 10.1002/j.2168-9830.1999.tb00476.x. Acesso em: 10 mar. 2021.

WILCOXON, Frank. Individual comparisons by ranking methods. Biom. Bull., Washington, n. 1, p. 80-83, 1945.

Published

2022-04-07

How to Cite

Sgarbi, V. S. ., Santos, C. N. dos ., Nascimento, M. L. F. ., Luis, S. M. B. ., Sgarbi, E. dos S. ., & Alves, C. H. A. . (2022). Pós-graduações brasileiras em engenharia e a formação pedagógica docente: um estudo dos dados na Plataforma Sucupira. Avaliação: Revista Da Avaliação Da Educação Superior, 27(1). Retrieved from https://periodicos.uniso.br/avaliacao/article/view/4925

Issue

Section

Artigos