Sistema Georreferenciado de apoio à avaliação da infraestrutura de cursos universitários

Authors

Keywords:

SIG, universidade, gestão

Abstract

O presente artigo tem como objetivo apresentar uma proposta de Sistema de Informações Geográficas (SIG) que dê suporte à gestão da infraestrutura universitária, atendendo em especial à demanda de dados no processo de avaliação de cursos realizado pelo INEP/MEC. O espaço gerido pela Escola Politécnica da Universidade Federal da Bahia (UFBA) foi utilizado como estudo de caso para experimentação da proposta. A pesquisa aqui apresentada foi realizada em 4 etapas: 1) revisão de literatura buscando exemplos de outros SIG utilizados para gestão de infraestrutura levantando as demandas do INEP/MEC, 2) detalhamento das demandas da universidade por meio de entrevistas com gestores e técnicos da Superintendência de Meio Ambiente e Infraestrutura da UFBA (SUMAI) e da Escola Politécnica. A partir dessas informações foram definidos quais dados espaciais, os atributos e as informações adicionais (como fotos e plantas baixas) são necessários para o sistema, 3) elaboração de método de cálculo de indicadores de qualidade da infraestrutura com base nos critérios do INEP/MEC e 4) exemplificação de produtos possíveis do sistema proposto para sua aplicação na gestão do espaço físico de uma unidade universitária ilustrando seu potencial.

Downloads

Download data is not yet available.

References

BRASIL. Ministério da Educação. Instrumento de avaliação de cursos de graduação presencial e a distância. Brasília: MEC, 2017.

BROVELLI, Maria Antônia et al. Land User and Land Cover Maps of Europe: A WEBgis Platform. The International Archives of the Photogrammetry, Remote Sensing and Spatial Information Sciences, 2016. v. XLI-B7. Disponível em: https://www.int-arch-photogramm-remote-sens-spatial-inf-sci.net/XLI-B7/913/2016/isprs-archives-XLI-B7-913-2016.pdf. Acesso em: 20 mar. 2021.

CÂMARA, Gilberto. Representação computacional de dados geográficos. In: CASANOVA, Marco et al. (orgs.). Bancos de dados geográficos. Curitiba: MundoGEO, 2005. Disponível em: http://www.dpi.inpe.br/livros/bdados/index.html. Acesso em: 20 mar. 2021.

CECCARELLI, Marco et al. Dynamic WEBGIS and tracking of mobile devices. FOSS4G – Free and Open Source Software for Geoinformatics. Lausanne: Switzerlan, 2006.

COUTO, Ricardo Arendt Stiebler. O uso de ferramentas de geoprocessamento para o gerenciamento de bens patrimoniais e prediais. 2012. Dissertação (Mestrado Arquitetura e Urbanismo) – Universidade de São Paulo, São Paulo, 2012.

CRUZ, Sérgio A. Braga da et al. Proposta de uso de computação em nuvem em aplicações de zoneamento. In: SIMPÓSIO DE GEOTECNOLOGIAS NO PANTANAL, 6., 2016, Cuiabá, MT. Anais […]. EMBRAPA, Informática Agropecuária/INPE, 2016. p. 133-140.

DELAZARI, L. et al. Mapping indoor environments: challenges related to the cartographic representation and routes. In: CONESA, Jordi et al. (eds.). Geographical and Fingerprinting Data to Create Systems for Indoor Positioning and Indoor/Outdoor Navigation. Elsevier, 2018. p. 169-186. Disponível em: https://doi.org/10.1016/B978-0-12-813189-3.00009-5. Acesso em: 16 mar. 2021.

ESTEVES, Juliana Cardoso. Planejamento e gestão do ambiente construído em universidades públicas. 2013. Dissertação (Mestrado em Engenharia Urbana) - Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2013.

FERREIRA, Maurício da S.; FREITAS, Antônio A. da S. M. de. Implicações da avaliação institucional na gestão universitária: a experiência da Universidade Católica do Salvador (UCSAL). Avaliação, Campinas; Sorocaba, v. 22, n. 1, p. 201-221, 2017. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-40772017000100201&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 3 abr. 2021.

FERNANDES, Francisco das Chagas de Mariz. Gestão dos institutos federais: o desafio do centenário da rede federal de educação profissional e tecnológica. Holos. Rio Grande do Norte: IFRN, 2009. v. 25, n. 2

MAGALHÃES, Iara de Araújo. Organização dos dados geoespaciais de edificações universitárias para ambiente SIGWEB: estudo de caso cursos Politécnica/UFBA e avaliação do MEC: avaliação de infraestrutura da Escola Politécnica da UFBA com base em critérios de avaliação de cursos do MEC. 2020. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil) -Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2020.

NAKAMURA, Aristeu Zensaburo et al. Geotecnologias aplicadas à construção civil. Brasil Engenharia, São Paulo, 2010. Disponível em: http://www.brasilengenharia.com/portal/images/stories/revistas/edicao601/Art_Construcao_Civil_601.pdf. Acesso em: 21 mar. 2019.

SOUZA, André D. de et al. Geotecnologias aplicadas às auditorias de obras públicas no Brasil: panorama geral e perspectivas. Revista da Sociedade Brasileira de Cartografia, Uberlândia, v. 69, n. 8, 2017. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/revistabrasileiracartografia/article/view/43969. Acesso em: 20 ago. 2018.

UNICAMP. Plano Diretor Integrado da Universidade Estadual de Campinas. Campinas, 2018. v. 2. Disponível em: http://www.depi.unicamp.br/wp-content/uploads/2019/04/PLANO_DIRETOR_INTEGRADO_1.2.pdf. Acesso em: 16 mar. 2021.

Published

2022-04-07

How to Cite

Magalhães, I. de A. ., & Brito, P. L. . (2022). Sistema Georreferenciado de apoio à avaliação da infraestrutura de cursos universitários. Avaliação: Revista Da Avaliação Da Educação Superior, 27(1). Retrieved from https://periodicos.uniso.br/avaliacao/article/view/4926

Issue

Section

Artigos