Como aspectos da cultura popular japonesa são representados e engrendrados por meio das palavras e imagens do mangá

Autores

  • Danielly Batistella Kyoto Seika University

Resumo

No processo de leitura e a interpretação das imagens que constituem o mangá – arte sequencial japonesa –, assim como nos textos verbais, pressupõem-se que linguagem específica desta mídia esteja atrelada a um contexto aos quais se atribui um sentido no âmbito visual e ideológico. Na transposição e na representação, mais especificamente de aspectos culturais nipônicos para a narrativa imagética, ocorre uma troca semiótica entre dois sistemas de significação condicionados. Por um lado há imposições histórico-culturais dominantes subjetivas próprias do contexto de quem as opera e, por outro, há especificidades de cada uma das respectivas linguagens estéticas. Nesse paradigma de transposições e representações de aspectos que constituem a sociedade japonesa para o mangá, o presente artigo visa ao esboçar uma breve análise da cultura popular japonesa por meio da apresentação, da análise e da interpretação das modificações desses aspectos representados e engendrados por meio das palavras e imagens do mangá, quanto ao caráter subjetivo e objetivo das concepções e das interpretações de culturas.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2015-06-30

Como Citar

Batistella, D. (2015). Como aspectos da cultura popular japonesa são representados e engrendrados por meio das palavras e imagens do mangá. Tríade: Comunicação, Cultura E Mídia, 3(5). Recuperado de https://periodicos.uniso.br/triade/article/view/2192

Edição

Seção

ARTIGOS - Outras Perspectivas