A CPI da Covid-19 sob a ótica da extrema-direita

análise do perfil BrazilFight no Twitter

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22484/2318-5694.2022v10id4875

Palavras-chave:

CPI da Covid-19, Twitter, BrazilFight

Resumo

Este trabalho tem o objetivo de analisar o comportamento da extrema-direita no Twitter em relação à CPI da Covid-19, a partir da análise quantitativa dos conteúdos publicados pelo perfil BrazilFight entre junho e agosto de 2021. O corpus da pesquisa delimitou-se em 602 tweets com menção à CPI. Para chegar à resposta da pergunta central “Como se dá a atuação de atores da extrema-direita brasileira no processo de deslegitimação da CPI da Covid-19 no Twitter?” e analisar os dados, foram estabelecidas variáveis e categorias: (a) ataques institucionais; (b) ataques em geral; (c) partido/político atacado; (d) formato; (e) tipo de conteúdo de deslegitimação; (f) tipos de discursos presentes; (h) características do discurso e (i) fontes citadas. Os resultados mostram que há ataques às instituições, com ênfase para as pessoas que trabalham frente à CPI.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Germana Plácido, Universidade Federal do Maranhão - UFMA

Mestranda no Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal do Maranhão.

Maíra Orso, Universidade Federal do Paraná

Mestranda no Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal do Paraná - UFPR.

Mércia Alves, Universidade Federal do Paraná

Doutora em Ciência Política pela Universidade Federal de São Carlos (PPGPOL / UFSCar).

Referências

ALVES, Marcelo. Desarranjo da visibilidade, desordem informacional e polarização no Brasil entre 2013 e 2018. 2019. Tese (Doutorado em Comunicação) - Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2019.

BAUER, M. Análise de conteúdo clássica: uma revisão. In: BAUER, Martin W.; GASKELL, George (orgs.). Pesquisa quantitativa com texto, imagem e som: um manual prático. Petrópolis, RJ: Vozes, 2002.

BRASIL. UNA-SUS. Coronavírus: Brasil confirma primeiro caso da doença. Brasília: Ascom, 27 fev. 2020. Disponível em: https://www.unasus.gov.br/noticia/coronavirus-brasil-confirma-primeiro-caso-da-doenca. Acesso em: 29 out. 2022.

CERVI, Emerson U.; MASSUCHIN, Michele G.; CARVALHO, Fernanda C. de. (orgs.). Internet e eleições no Brasil. Curitiba: CPOP (Grupo de Pesquisa em Comunicação Política e Opinião Pública), 2016. E-book. Disponível em: https://cpop.ufpr.br/wp-content/uploads/2016_ebook_cpop_internet_e_eleicoes_no_brasil_cervi.pdf. Acesso em: 29 out. 2022.

CHALOUB, Jorge et al. Apresentação: direitas no Brasil contemporâneo. Teoria e Cultura, Juiz de Fora, v. 13, n. 2, 2018. Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/TeoriaeCultura/issue/view/631. Acesso em: 29 out. 2022. DOI: https://doi.org/10.34019/2318-101X.2018.v13.13988

EMPOLI, Giuliano da. Os engenheiros do caos. São Paulo: Vestígio, 2020.

FONSECA, E. M. da et al. Political discourse, denialism and leadership failure in Brazil’s response to COVID-19. Global Public Health, EUA, v. 16, n. 8-9, p. 1251–1266, 2021. DOI:10.1080/17441692.2021.1945123. Disponível em: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/34161187/. Acesso em: 29 out. 2022. DOI: https://doi.org/10.1080/17441692.2021.1945123

GOMES, Wilson. A pandemia como um problema de comunicação e política. Cult, São Paulo, 26 mar. 2021. Disponível em: https://revistacult.uol.com.br/home/pandemia-como-problema-de-comunicacao-politica/. Acesso em: 29 out. 2022.

GOMES, Wilson. Democracia digital: que democracia. In: ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PESQUISADORES EM COMUNICAÇÃO E POLÍTICA, 2., 2007, Belo Horizonte, MG. Anais [...]. Belho Horizonte, MG: UFMG, 2007. Disponível em: http://www.compolitica.org/home/wp-content/uploads/2011/01/gt_ip-wilson.pdf. Acesso em: 29 out. 2022.

KAKABADSE, Andrew et al. Reinventing the democratic governance project through information technology? A growing agenda for debate. Public Administration Review, USA, v. 63, n. 1, p. 44-60, 2003. DOI https://doi.org/10.1111/1540-6210.00263 Disponível em: https://onlinelibrary.wiley.com/doi/abs/10.1111/1540-6210.00263. Acesso em: 29 out. 2022. DOI: https://doi.org/10.1111/1540-6210.00263

KRIPPENDORF, K. Content analysis: an introduction to its methodology. London: Sage Publications, 2004.

LARSSON, Anders Olof. News use as amplification: norwegian national, regional and hyperpartisan media on facebook. Journalism & Mass Communication Quarterly, USA, v. 96, p. 3, 2019. DOI: https://doi.org/10.1177/1077699019831439. Disponível em: https://journals.sagepub.com/doi/10.1177/1077699019831439. Acesso em: 29 out. 2022. DOI: https://doi.org/10.1177/1077699019831439

LERNER, K.; CARDOSO, J. M.; CLÉBICAR, T. Covid-19 nas mídias: medo e confiança em tempos de pandemia. In: MATTA, G. C.; REGO, S.; SOUTO, E. P.; SEGATA, J. (eds). Os impactos sociais da Covid-19 no Brasil: populações vulnerabilizadas e respostas à pandemia. Rio de Janeiro: FIOCRUZ, 2021. p. 221-231. DOI: https://doi.org/10.7476/9786557080320.0018

LEVITSKY, Steven; ZIBLATT, Daniel. Como as democracias morrem. Zahar, 2018.

MOURÃO, Rachel R.; ROBERTSON, Craig T. Fake news as discursive integration: an analysis of sites that publish false, misleading, hyperpartisan and sensational information. Journalism Studies, Routledge, v. 20, n. 14, p. 2077-2095, 2019. DOI: https://doi.org/10.1080/1461670X.2019.1566871

NORRIS, P. Democratic deficit: critical citizens revisited. United Kingdom : Cambridge University Press, , 2011. DOI: https://doi.org/10.1017/CBO9780511973383

PINTO, P. A. et al. COVID-19 no Instagram: práticas de comunicação estratégica das autoridades de saúde durante a pandemia. Comunicação Pública, Lisboa, v. 15, n. 29, p. 1–18, 2020. Disponível em: https://journals.openedition.org/cp/11288. Acesso em: 29 out. 2022. DOI: https://doi.org/10.4000/cp.11288

RECUERO, R.; SOARES, F.; ZAGO, G. Polarização, hiperpartidarismo e câmaras de eco: como circula a desinformação sobre Covid-19 no twitter. 2020. Preprint Scielo. Disponível em: https://preprints.scielo.org/index.php/scielo/preprint/view/1154/version/1232 Acesso em: 29 out. 2022. DOI: https://doi.org/10.1590/SciELOPreprints.1154

RIBEIRO, Ednaldo Aparecido. Confiança política na América Latina: evolução recente e determinantes individuais. Revista de Sociologia e Política, Curitiba, v. 19, n. 39, p. 167-182, 2011. Disponível em: https://revistas.ufpr.br/rsp/article/view/31693. Acesso em: 29 out. 2022. DOI: https://doi.org/10.1590/S0104-44782011000200012

SAMPAIO, Rafael; LYCARIÃO, Diógenes. Eu quero acreditar! Da importância, formas de uso e limites dos testes de confiabilidade na análise de conteúdo. Revista de Sociologia e Política, Curitiba, v. 26, n. 66, p. 31-47, jul. 2018. Disponível em: https://revistas.ufpr.br/rsp/article/view/60598. Acesso em: 29 out. 2022. DOI: https://doi.org/10.1590/1678-987318266602

SANTOS, N. F. Fontes de informação nas redes pró e contra o discurso de Bolsonaro sobre o coronavírus. E-COMPÓS, São Paulo, v. 24, jan-dez., p. 1-19, 2021. Disponível em: https://www.e-compos.org.br/e-compos/article/download/2210/2024. Acesso em: 29 out. 2022. DOI: https://doi.org/10.30962/ec.2210

SENADO FEDERAL. CPI da pandemia: relatório final. Brasília: Senado Federal, 26 out. 2021. Disponível em: https://legis.senado.leg.br/comissoes/mnas?codcol=2441&tp=4. Acesso em: 29 out. 2022.

SENADO NOTÍCIAS. CPI da pandemia é prorrogada por mais 90 dias. Brasília: Agência do Senado, 14 jul. 2021. Disponível em: https://www12.senado.leg.br/noticias/materias/2021/07/14/cpi-da-pandemia-e-prorrogada-por-mais-90-dias. Acesso em: 29 out. 2022.

WINSTON, Brian; WINSTON, Matthew. The roots of fake news. London; New York: Routledge, 2020. DOI: https://doi.org/10.4324/9780429032264

Downloads

Publicado

28-12-2022

Como Citar

MENDES, G. P. de C.; ORSO, M.; FREITAS ALVES, M. K. A CPI da Covid-19 sob a ótica da extrema-direita: análise do perfil BrazilFight no Twitter. Tríade: Comunicação, Cultura e Mídia, Sorocaba, SP, v. 10, n. 23, p. e022024, 2022. DOI: 10.22484/2318-5694.2022v10id4875. Disponível em: https://periodicos.uniso.br/triade/article/view/4875. Acesso em: 5 fev. 2023.

Edição

Seção

ARTIGOS - OUTRAS PERSPECTIVAS